SES prorroga campanha de vacinação para trabalhadores da saúde de Mato Grosso do Sul

Divulgação

Compartilhe:

A SES (Secretaria de Estado de Saúde), por meio do Projeto MS Vacina Mais, prorroga a campanha ‘Saúde Vacina Mais – cuidar de quem cuida’ até o dia 18 de fevereiro. A estratégia visa a ampliação do acesso à vacinação principalmente para trabalhadores que atuam em contexto hospitalares, visto que as salas de vacina se concentram em grande parte na APS (Atenção Primária à Saúde). Os municípios que aderirem à estratégia podem entregar os relatórios da campanha até o dia 26 de fevereiro.

Até o momento já foram aplicadas 2.744 doses de vacinas, compreendendo os trabalhadores da saúde dos municípios de Água Clara, Amambai, Aquidauana, Batayporã, Brasilândia, Camapuã, Campo Grande, Cassilândia, Chapadão do Sul, Corguinho, Coronel Sapucaia, Costa Rica, Deodápolis, Eldorado, Fátima do Sul, Guia Lopes da Laguna, Itaporã, Itaquiraí, Jaraguari, Ladário, Laguna Carapã, Maracaju, Nioaque, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Paraíso das Águas, Paranaíba, Porto Murtinho, Ribas do Rio Pardo, Rio Verde de Mato Grosso, Selvíria, Taquarussu e Três Lagoas.

Para a coordenadora de Imunização da SES, Ana Paula Goldfinger, a estratégia de modo extramuros – quando a vacinação é realizada fora da unidade de saúde – ainda não atingiu um quantitativo ideal.  

“É um grupo que deve estar protegido, pensando tanto na proteção do profissional da saúde, quanto dos usuários. Então esperamos que todos os 79 municípios do Estado participem da estratégia, para melhorar a adesão devido a sua importância”, afirma Ana Paula.

Conforme o gerente de Imunização da SES, Frederico Moraes, a ampliação do acesso à vacinação é voltada principalmente aos profissionais que atuam no contexto hospitalar.

“Nós resolvemos ampliar essa estratégia devido a demanda dos municípios, então até o dia 18 de fevereiro nós estaremos com a estratégia e andamento, recomendando aos municípios que levem essa estratégia extramuros para essas unidades para que os trabalhadores sejam vacinados e a gente garanta a proteção desse grupo, bem como um benefício para a saúde pública do estado de Mato Grosso do Sul”, garante Moraes.

A ação estratégica acontece nos estabelecimentos de saúde, conforme o município, organizadas pelas coordenações municipais de Imunização em parceria com as direções das unidades locais que definirão seus cronogramas de modo conjunto, visando a oferta de vacinação aos seus colaboradores.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, a estimativa populacional de trabalhadores da saúde em Mato Grosso do Sul é de 121.180 pessoas. A ação tem como prioridade a vacinação contra Covid-19 – para recebimento da dose anual de reforço com a vacina Bivalente – e de modo adicional, são disponibilizadas as vacinas recomendadas para esse público no calendário do Ministério da Saúde, como: Hepatite B, dTPa (Difteria, Tétano e Pertussis tipo adulto), vacina Varicela, Influenza e a vacina Tríplice Viral (Sarampo, Caxumba e Rubéola).

A campanha é uma ação conjunta entre SES, CDI (Coordenadoria de Imunização), CESP (Coordenadoria de Emergências em Saúde Pública) e CEREST (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador).

Kamilla Ratier, SES