SELEÇÃO BRASILEIRA BRILHA NA ESTREIA DE DORIVAL JÚNIOR: 1 A 0 NA INGLATERRA

CBF homenageou Zagallo com flâmula e placa em reverência ao único tetracampeão mundial da história Créditos: Rafael Ribeiro/CBF

Compartilhe:

Em seu primeiro jogo em 2024 e na estreia do técnico Dorival Júnior, o Brasil derrotou a Inglaterra por 1 a 0, na tarde-noite deste sábado (23), em Wembley, Londres. O gol da equipe foi marcado por Endrick, aos 34 minutos do segundo tempo. Ele tinha acabado de entrar na vaga de Rodrygo.

A Seleção Brasileira atuou de uniforme azul e todos os jogadores traziam na camisa um selo em homenagem a Zagallo, que faleceu em janeiro de 2024.

A partida também marcou a estreia de sete jogadores na Seleção: o goleiro Bento, os zagueiros Fabrício Bruno e Beraldo, o lateral Wendell, os volantes João Gomes e Pablo Maia e o atacante Savinho.

O Jogo


A Seleção Brasileira não se intimidou, mesmo atuando na casa de um adversário que se mantinha invicto desde a Copa do Mundo de 2022. Aos poucos, o time foi se soltando e as chances surgiam a partir de jogadas rápidas e envolventes.

A primeira delas com Vinicius Jr, aos 11 minutos, após um passe perfeito de Lucas Paquetá. O atacante do Real Madrid ficou livre e chutou para o gol, deslocando o goleiro Pickford. Mas a bola saiu fraca e Walker evitou o gol brasileiro.

Zaga segura


A Inglaterra também levava perigo. Esbarrava numa zaga que, embora sem entrosamento, desdobrava-se para acertar. Quando os zagueiros não afastavam a bola da área, o goleiro Bento se destacava com boas defesas.

Enquanto isso, Rodrygo e Paquetá faziam uma boa dupla, com tabelas ligeiras, superando a dura marcação inglesa. Numa dessas jogadas, Rodrygo recebeu a bola de Paquetá dentro da área e chutou para fora.

Na trave


Aos 34, em outra grande chance, Paquetá finalizou na trave, depois de uma blitz do ataque da Seleção Brasileira. Perto do fim do primeiro tempo foi a vez de Raphinha desperdiçar oportunidade. Ele aproveitou uma bobeada de Maguire e tocou na saída de Pickford. A bola passou rente à trave.

Segundo tempo


O ritmo se manteve intenso na segunda etapa, com as duas equipes buscando o gol sem medo de atacar. Paquetá, de novo, quase abriu o placar aos 14 minutos, quando completou de primeira após passe de Bruno Gomes.

Mudanças


A partir dos 35 minutos, Dorival Júnior começou a fazer alterações no time. Substituiu primeiro Paquetá e Rodrygo por Andreas Pereira e Endrick, respectivamente. Depois, escalou Savinho no lugar de Raphinha e Douglas Luiz na vaga de Bruno Guimarães.

O gol


A Seleção continuava com ímpeto e inteligência. A entrega dos jogadores era total. Aos 34 minutos, após um desarme no meio de campo, Andreas Pereira lançou Vinícius Jr, que avançou e completou para o gol. Mas a bola bateu num zagueiro e sobrou livre para Endrick marcar.

O garoto, de 17 anos, se emocionou na comemoração. Sabia que estava escrevendo seu nome na história de Wembley e também da Seleção Brasileira, pela qual fez seu terceiro jogo.

O final da partida foi eletrizante, com a pressão da Inglaterra. No último minuto, porém, em contra-ataque, quase Endrick marcou mais um. Foi uma vitória maiúscula da Seleção Brasileira, com grande atuação de toda a equipe.

Escalação


O Brasil jogou com Bento; Danilo, Fabrício Bruno, Beraldo e Wendell (Pablo Maia); João Gomes, Bruno Guimarães (Douglas Luiz) e Lucas Paquetá (Andreas Pereira); Raphinha (Savinho), Rodrygo (Endrick) e Vinicius Jr (Bremer) .

CBF