Programa de estágio e capacitação prepara um novo modelo de gestão pública para MS

Divulgação

Compartilhe:

O desempenho apresentado no “Relatório Anual do Programa de Estágio Supervisionado e Capacitação Técnica do Governo de MS”, demonstra a qualidade e o comprometimento da ação realizada pelo Governo do Estado, por meio da Segov (Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica) e Segem (Secretaria Executiva de Gestão Estratégica e Municipalismo) em oferecer uma gestão pública mais eficiente para a população sul-mato-grossense.

Esse foi destaque feito pelas autoridades que receberam o documento em cerimônia realizada no auditório da Governadoria, em 5 de dezembro.

“É muito gratificante ver tudo isso, essa realização de várias mãos. Nós conseguimos trazer, como aqui já dito várias vezes, o frescor da cabeça do jovem, do acadêmico, do pensamento novo, com aquelas pessoas que têm mais experiência e os números apresentados demonstram o quanto é fundamental e proveitosa essa mescla de gerações. A importância do programa de estágio é o fato de ele proporcionar uma via de ganho para todo mundo, e o nosso programa demonstra tanta qualidade, que todas as secretarias têm solicitado mais estagiários, pela qualidade e competência que oferecemos com o nosso programa”, afirmou o secretário-adjunto da Segov, Frederico Felini.

A professora Camila Itavo, vice-reitora da UFMS, uma das instituições de Ensino Superior participantes do Programa, lembrou da empolgação e confiança do governador Eduardo Riedel ao ser apresentado à proposta.

“Ele estava convicto de que é por aí que vamos construir um Estado cada vez mais forte. Por meio do fortalecimento das universidades, por meio do fortalecimento da juventude, para que a gente tenha um governo cada vez mais eficiente e Mato Grosso do Sul é hoje um exemplo para todo o país na interação entre governo e universidades, nessa parceria tão forte com o desenvolvimento”, afirmou.

Camila destacou que o Programa oferece um “processo tão rico que é o do ensino-aprendizagem, além de um acompanhamento real, técnico, dos estudantes. Eles não estão ali fazendo serviços que não seriam para um desenvolvimento profissional. Eles vivenciam a intergeracionalidade, que são pessoas de diferentes idades, diferentes momentos da vida, atuando junto, pegando a experiência de quem sabe mais, quem já viveu mais, com esse frescor da juventude, para que a gente possa olhar o governo do Estado e fazer com que ele entregue mais e mais para a população”.

O secretário-executivo da Segem, Thaner Castro, apresentou os números finais do Relatório. Segundo ele, desde o lançamento do Programa de Estágio Supervisionado e Capacitação Técnica, em 2021, 266 estagiários oriundos de 31 cursos superiores de 6 universidades de Mato Grosso do Sul já passaram pela formação e pela experiência de trabalho proporcionados pela iniciativa do Governo do Estado.

“O programa já atendeu 28 órgãos estaduais em 8 municípios sul-mato-grossense, como Aquidauana, Corumbá, Dourados, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã e Três Lagoas, que são polos universitários. Realizamos 8 capacitações de estagiários, além de 7 capacitações com 116 gestores. E é desse público que temos recebido o feedback de que, graças ao Programa de Estágio, já temos uma mão-de-obra mais qualificada atuando no Governo do Estado. Além disso, por meio de um acordo de cooperação com a Funtrab, em fase de finalização, nossos estagiários poderão ter ainda mais oportunidades de concluírem o Estágio já empregados”, afirmou Thaner.

Sobre o Programa

O Programa de Estágio Supervisionado e Capacitação Técnica é uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Fundect (Fundação de Apoio e de Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do) e Segov (Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica), em parceria com as Universidades Federal (UFMS) e Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), e com a Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura (Fapec).

Participam do Programa acadêmicos ligados ao conjunto de universidade que fazem parte do Conselho de Reitores das Instituições de Ensino Superior de Mato Grosso do Sul (Crie/MS), as universidades UFMS, UEMS, UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), Uniderp e Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD).

Marcelo Armôa, Comunicação Segem