Para garantir tráfego seguro, Renato Câmara pede o recapeamento da MS-379 de Laguna Carapã até a BR-463

Divulgação

Compartilhe:

Para um tráfego seguro e, sobretudo, garantir o fácil escoamento da produção, o deputado estadual Renato Câmara (MDB) está solicitando ao governador Eduardo Riedel, ao secretário estadual de Infraestrutura e Logística Hélio Peluffo Filho, e ao diretor-presidente da AGESUL, Mauro Azambuja Rondon Flores, a realização de obras de recapeamento na rodovia MS-379, no trecho do município de Laguna Carapã até o cruzamento com a rodovia BR-463, no município de Dourados.

Inicialmente, o vice-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul informa que seu pedido atende solicitação do vereador Vander Henrique Nunes Dosso que apresentou o requerimento nº 58/2023 em sessão da Câmara Municipal de Laguna Carapã. “Este pleito representa um pedido de toda a população. Esta rodovia é utilizada por moradores das comunidades rurais, pelo transporte escolar intermunicipal e para o transporte de mercadorias e produtos agrícolas. O estado precário da rodovia, com desgastes em vários pontos da pista de rolamento coloca em risco a segurança dos usuários e prejudica a economia local”, justifica Renato Câmara.

O parlamentar destaca que o pedido de recapeamento da MS-379 é uma iniciativa importante para o desenvolvimento de Laguna Carapã e que o investimento nesta obra promoverá a modernização viária do trecho, ao mesmo tempo em que melhorará a qualidade de vida da população. “De um modo geral resultará em segurança para os usuários e evitará perdas econômicas para o município, pois, atualmente motoristas enfrentam dificuldades para transportar insumos agrícolas até Laguna e, principalmente, na realização do escoamento e traslado da produção rural”.

 “Por isso, pedimos a sensibilidade do Governo do Estado visando o atendimento desta demanda municipal, executando o recapeamento, levando em consideração que as operações tapa buracos resolvem o problema momentaneamente. Já o recapeamento terá vida útil muito mais longa, significando também, melhor aplicação dos recursos públicos gastos em melhoria viária”, finaliza Renato Câmara.

(Roney Minella – Assessoria Parlamentar)