No mês das mães, HRMS ganha sala de acolhimento para gestantes de alto risco

Compartilhe:

No mês das mães, o HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul) deu um passo importante no cuidado às gestantes de alto risco ao abrir uma sala de acolhimento no Ambulatório da unidade hospitalar. Este espaço, dedicado exclusivamente às gestantes que necessitam de um pré-natal especializado, faz parte das iniciativas do hospital para garantir um atendimento humanizado e de qualidade ao binômio mãe e bebê.

A coordenadora da Linha Materno Infantil do HRMS, Vanessa Chaves Miranda, destaca a importância desta nova estrutura. “As gestantes de pré-natal de alto risco têm agora uma sala exclusiva de acolhimento. Esta sala faz parte das estratégias do Hospital Regional na assistência ao binômio gestante e feto. O objetivo é oferecer um ambiente acolhedor, com recursos que deixem esse momento de espera o mais agradável possível”, explica Vanessa.

Além de proporcionar um espaço mais confortável, a sala de acolhimento também cumpre uma das diretrizes da “Iniciativa Hospital Amigo da Criança”, programa do Ministério da Saúde que preconiza práticas de assistência à saúde materno-infantil. “Nesse ambiente, falamos sobre amamentação, trabalho de parto, direitos da gestante em relação ao parto, sua internação e o direito a um acompanhante, além de tirar todas as dúvidas”, complementa Dra. Vanessa.

Para tornar o ambiente ainda mais acolhedor, a sala ganhou um toque especial com a arte da artista plástica e arte terapeuta Ângela Miracema. Ela foi convidada para transformar o espaço em um lugar mais agradável e inspirador para as gestantes. “Fui convidada para fazer a humanização dessa sala para acolhimento das gestantes de alto risco. Para tornar essa sala em um lugar mais agradável para que elas aguardem o atendimento”, conta Ângela.

A artista trouxe sua visão do universo feminino, algo que é muito presente em seu trabalho, utilizando peças como origamis que remetem às células e ao DNA, elementos também ligados à gestação.

“Trouxe também alguns trabalhos de outras artistas sul-mato-grossenses que admiro muito. Além disso, outros trabalhos meus que são releituras de outras artistas. Acho que isso tem uma energia muito forte e feminina. Trouxe isso com muito amor e dedicação e acho que elas estão recebendo de uma maneira muito bacana e estou muito feliz com esse trabalho, essa oportunidade”, relata Ângela.

Os trabalhos que também compõem o ambiente criado por Ângela são das artistas sul-mato-grossenses, Lúcia MontSerrat, Patrícia Helney, Sônia Correia. As releituras são de Tarsila do Amaral e Beatriz Milhazes.

“A nova sala de acolhimento no HRMS representa um avanço significativo no cuidado às gestantes de alto risco, proporcionando não apenas um atendimento médico de excelência, mas também um ambiente acolhedor e humanizado que valoriza cada momento da espera e da preparação para o nascimento”, conclui a diretora-presidente do HRMS, Marielle Alves Corrêa Esgalha.

Joilson Francelino, Comunicação FUNSAU/HRMS