No 1º mês, Detran atinge 1 mil operações de parcelamento dos débitos veiculares pelo cartão de crédito

Divulgação

Compartilhe:

Inédito no país, o serviço de parcelamento de débitos veiculares através do cartão de crédito, registrou mil operações no primeiro mês de funcionamento em Mato Grosso do Sul.

Desenvolvido por meio de parceria entre o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) e o Banco do Brasil, a iniciativa permite que o cidadão sul-mato-grossense parcele em até 12 vezes todos os débitos veiculares, diretamente no guichê de atendimento das agências.

O serviço de parcelamento pode ser utilizado, por exemplo, para pagamento do IPVA com os 15% de desconto previstos para pagamento à vista. Caso haja algum outro débito em atraso, é possível parcelar tudo, regularizar a situação do veículo e sair da agência com o CRLV (Certificado de Registro de Licenciamento de Veículos) em mãos.

Outro exemplo, são as 205 mil cartas de notificação enviadas para o endereço das pessoas que possuem três ou mais taxas de licenciamento em atraso. Embora o prazo das guias seja 29 de fevereiro, a recomendação é que a guia seja paga tão logo o cidadão seja notificado, para que não haja risco de esquecimento. O não pagamento poderá implicar na inclusão do nome do proprietário do veículo na dívida ativa.

Este produto também atende os débitos da Lei da Anistia que perdoa dívidas anteriores à 2021 de motocicletas de até 162cc. A medida lançada na época da pandemia, continua vigente em Mato Grosso do Sul.

O serviço de parcelamento está disponível nas agências do Detran-MS dos 79 municípios do Estado, basta sinalizar a intenção de parcelar débitos de IPVA, licenciamento e/ou multas para o atendente.

A iniciativa cumpre com a política do Governo do Estado de oferecer mais facilidade e eficiência para o cidadão, e neste caso para quem busca a regularização de pendências financeiras do seu veículo. Praticidade, segurança e a liquidação imediata do débito estão entre as vantagens do novo serviço.

Expansão

Por enquanto, o parcelamento está disponível apenas nos atendimentos presenciais das agências do Detran-MS, explica o diretor-presidente do Detran-MS, Rudel Trindade. “Esse foi mais um avanço pioneiro do nosso Detran. Mas não vamos parar por aí, já estamos em tratativas para liberar essa possibilidade do parcelamento em até 12 vezes nas nossas ferramentas digitais”.

Outra opção em estudo é a possibilidade do parcelamento durante as operações de fiscalização, caso o motorista tenha débitos, poderá efetuar o pagamento parcelado pelo sistema digital, evitando a apreensão do veículo.

Confira AQUI as respostas para as principais dúvidas referentes ao parcelamento, inclusive as taxas de juros.

Mireli Obando, Comunicação Detran