Mato Grosso do Sul é o estado mais premiado no Prêmio Nacional do Turismo 2023

Divulgação

Compartilhe:

Com quatro iniciativas, Mato Grosso do Sul foi o Estado com mais conquistas no Prêmio Nacional do Turismo 2023. A entrega dos prêmios aconteceu no último sábado (16) durante o Salão Nacional do Turismo, em Brasília.

O ‘Prêmio Nacional do Turismo 2023: O Turismo Transformando Vidas’ é o reconhecimento de quem faz o turismo brasileiro crescer e fortalecer como um dos segmentos econômicos com maior potencial para geração de emprego e renda no Brasil, bem como para promoção da inclusão social e da sustentabilidade ambiental.

Bruno Wendling, diretor-presidente da FundturMS, exalta o trabalho reconhecido.

“Estamos muito felizes com os prêmios que Mato Grosso do Sul ganhou no Prêmio Nacional do Turismo. Fomos o Estado mais premiado, só a Fundação de Turismo levou dois prêmios e isso representa o reconhecimento do nosso trabalho dos últimos anos. É o reconhecimento da política pública do turismo de MS que hoje, de fato, é referência para o turismo nacional. Fiquei muito feliz com os prêmios de governança, de ‘Bonito Carbono Neutro’, pois são parte das nossas políticas de sustentabilidade que começamos no ano passado e com elas já ganhamos prêmios importantes. Isso concretiza um trabalho de quase sete anos, de muita consistência, responsabilidade, inovação e, claro, de muita entrega para o Estado”.

Confira as quatro iniciativas premiadas de Mato Grosso do Sul, em três categorias:

“Governança e Gestão do Turismo” – O 1º lugar ficou com a Fundação de Turismo do Mato Grosso do Sul, responsável pelo projeto “Apoio e Profissionalização das Instâncias de Governança Regional (IGRs) do Estado”. Por meio da ação, relacionada ao Programa de Regionalização do Turismo do MTur, houve a contratação de consultoria para consolidar e formalizar as IGRs sul-mato-grossenses.

“Turismo Sustentável e Ações de Mitigação e Adaptação às Mudanças Climáticas” –  O 2º lugar foi alcançado pela Fundação de Turismo do Mato Grosso do Sul, com o projeto “Bonito-MS: 1º destino de Ecoturismo Carbono Neutro do Mundo”, reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU), enquanto o 3º ficou com a Estância Mimosa, também de Bonito, 1º atrativo turístico do planeta a receber a certificação Climate Positive da organização internacional Green Iniciative.

“Valorização do Patrimônio Natural no Turismo” – O “Empreendimentos Turísticos Buraco das Araras”, por sua vez, conquistou o 3º lugar, por proporcionar trilhas para a contemplação da fauna e da flora locais em uma Reserva Particular do Patrimônio Natural.

Além do reconhecimento, pretende-se fazer com que tais iniciativas sirvam de inspiração para que outros atores do setor adotem ações para melhorar as condições do turismo em seus territórios.

Débora Bordin, Comunicação FundturMS
*com colaboração do Ministério do Turismo