Lula busca na África parcerias para promover pacto contra a fome a pobreza

O presidente da República eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, participa do evento de encerramento dos trabalhos dos grupos técnicos do Gabinete de Transição

Compartilhe:

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vai aproveitar sua viagem à África nesta semana para buscar apoio para a criação da Aliança Global contra a Fome e a Pobreza. A iniciativa foi proposta por Lula quando o Brasil assumiu a chefia do G20 e, desde então, está em discussão.

O ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias, acompanha o presidente na viagem e é quem vai liderar o debate sobre o tema. Na última semana, Dias participou da 62ª Sessão da Comissão de Desenvolvimento Social das Nações Unidas e disse que o projeto dará o impulso para mobilizar os fundos necessários para a implementação de políticas.

“A aliança será um mecanismo prático para angariar recursos financeiros e conhecimento onde são mais abundantes e canalizá-los para onde são mais necessários, apoiando a implementação e ampliação da escala de ações, políticas e programas no nível nacional¨, disse na ocasião.

Lula e Dias devem apresentar a proposta aos países africanos durante a visita à Etiópia, onde participam da 37ª Cúpula de Chefes de Estado e de Governo da União Africana, entidade que reúne as 55 nações do continente.

A ideia do governo é promover uma força-tarefa entre os parceiros, até novembro, para garantir o sucesso do projeto, que é tido como principal contribuição do Brasil –à frente do G20– para o combate à fome.

Devem participar da aliança países desenvolvidos e em desenvolvimento, organizações regionais, instituições financeiras e agências da ONU.

CNN