Entenda crise na Binance e o que isso significa para o mercado de criptomoedas

Compartilhe:

Existem poucas figuras no mercado de criptomoedas que se destacaram tanto nos últimos anos quanto Changpeng Zhao – mais conhecido como CZ – e a empresa que ele fundou em 2017, a Binance.

Existem poucas figuras no mercado de criptomoedas que se destacaram tanto nos últimos anos quanto Changpeng Zhao – mais conhecido como CZ – e a empresa que ele fundou em 2017, a Binance.

Embora a proporção tenha diminuído para perto de 40% desde que os reguladores dos Estados Unidos aumentaram a pressão sobre a empresa a partir de junho, nenhuma outra corretora chega perto.

A OKX, com sede em Seychelles, é a segunda em participação de mercado, com 5,44%, enquanto norte-americana Coinbase, a terceira, com 5,37%, de acordo com o site de notícias sobre o setor CoinDesk.

Mas o futuro da Binance no topo do mundo de cripto está agora longe de ser certo, pois enfrenta uma multa recorde de US$ 4,3 bilhões (R$ 21,10 bilhões) às autoridades dos EUA para resolver acusações criminais.

Zhao renunciou na terça-feira (21/11) ao cargo de CEO e se declarou culpado de acusações federais de lavagem de dinheiro. 

Autoridades norte-americanas consideraram o acordo a maior resolução corporativa de todos os tempos envolvendo acusações criminais contra um executivo.

Após uma investigação de vários anos, as autoridades dos EUA disseram que a Binance permitiu maus atores na plataforma, permitindo transações ligadas ao abuso sexual infantil, narccóticos e financiamento do terrorismo. 

Além disso, a Binance não tinha protocolos para sinalizar ou relatar transações relacionadas a riscos de lavagem de dinheiro, de acordo com o Departamento de Justiça, e os funcionários estavam bem cientes de que tal descuido convidaria criminosos para a plataforma.

Como escreveu um funcionário de conformidade, de acordo com documentos judiciais: “precisamos de uma faixa ‘está sendo muito difícil lavar o dinheiro das drogas hoje em dia? Venha para a Binance, temos bolo para você’”.

Zhao pode pegar até 10 anos de prisão, embora sua sentença final provavelmente seja muito menor. Ele também concordou em pagar uma multa criminal de US$ 50 milhões (R$ 245,38 milhões) e uma multa civil de US$ 150 milhões (R$ 736,13 milhões).

“Cometi erros e devo assumir a responsabilidade”, postou Zhao no X. “Isso é melhor para nossa comunidade, para Binance e para mim. A Binance não é mais um bebê. É hora de deixá-lo andar e correr.”

Impacto no mercado de criptomoedas

A Binance, assim como sua infame ex-rival FTX, foi rápida em apontar que seu negócio cresceu rapidamente em um setor caótico e em grande parte não regulamentado. 

“Embora a Binance não seja perfeita, ela tem se esforçado para proteger os usuários desde seus primeiros dias como uma pequena startup e tem feito enormes esforços para investir em segurança e conformidade”, disse a empresa em comunicado na terça-feira.

“A Binance cresceu em um ritmo extremamente rápido globalmente, [e] tomou decisões equivocadas ao longo do caminho. Hoje, a Binance assume a responsabilidade por este capítulo passado.”

É um refrão comum entre empresas de criptoativos que estão sob escrutínio. Mas as autoridades federais deixaram claro que não vão fazer vista grossa quando se trata de crime corporativo, seja no mercado de criptomoedas ou outros.

Os analistas veem o acordo como uma vitória parcial para Binance e Zhao.

“Evitar a prisão de CZ e a capacidade da exchange de continuar as operações, embora sem CZ como CEO, é provavelmente o melhor resultado, dada a gravidade das acusações contra a Binance”, disse Robert Le, analista de cripto da PitchBook.

“A abordagem inicial da Binance de ‘agir rápido e quebrar as coisas’, que envolvia a oferta de produtos que eram ilegais ou a entrada nos mercados sem licenças adequadas, levou à sua situação atual.”

A resposta inicial do mercado às notícias da Binance foi silenciosa, com o Bitcoin caindo pouco mais de 1% na tarde de terça-feira.

Investidores e empreendedores no do mercado só querem ver a indústria seguir em frente desde seus primeiros dias de idolatria dos fundadores.

“A questão realmente é se o setor está realmente crescendo de uma forma que lhe permita ter uma existência além de seus fundadores influentes que têm pastoreado a marca, pastoreado a inovação, pastoreado a defesa dessas instituições”, disse Yesha Yadav, professor de direito na Universidade Vanderbilt e especialista em regulação financeira. “Isso é algo que terá que ser visto nos próximos meses.”

Yadav observa que o acordo de US$ 4,3 bilhões para a Binance reflete seu status como uma instituição sistemicamente importante – potencialmente grande demais para falir.

“O que este acordo judicial faz é dar à Binance uma chance de viver mais um dia”, disse Yadav. “Acho que isso reflete a preocupação de que, se a Binance fosse morta, isso causaria ainda mais danos às pessoas comuns que detêm dinheiro nela e à indústria como um todo.”

CNN