Dia da Visibilidade Trans é comemorado em MS com escuta, chá e diálogo

Divulgação

Compartilhe:

Em comemoração ao Dia da Visibilidade Trans, a Cidadania abre as portas para o “TransChá”, uma confraternização e escuta das demandas da comunidade transexual e travesti de Mato Grosso do Sul. A ação é realizada pelo Centro Estadual de Cidadania LGBTQIA+ e Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas LGBT.

O TransChá da Visibilidade vai ocupar o terraço do Memorial da Cultura e da Cidadania nesta quarta-feira (24), a partir das 15h, para tratar de políticas públicas e celebrar os 20 anos da cena que mostrou ao Brasil que pessoas trans e travestis existem.

“Dia 29 de janeiro de 2004, pela primeira vez na história do Brasil, um grupo de 29 trans adentrou o Congresso Nacional para lançar a campanha ‘Travesti e Respeito, já está na hora de os dois serem vistos juntos’”, relembra a coordenadora municipal de Políticas Públicas LGBT e uma das precursoras do movimento em MS, Cris Stefanny.

Presente no ato duas décadas atrás, Cris Stefanny reforça o convite para a população trans. “É importante que a comunidade celebre e possa reunir forças na busca por novas conquistas, além das garantias daquelas já existentes”, ressalta Cris.

Coordenadora do Centro Estadual de Cidadania LGBTQIA+, Gabriella Antonietta explica que o TransChá tem a intenção de tornar o diálogo mais acessível. “Convidamos pessoas, coletivos, grupos para falar e para pensar sobre políticas públicas da população trans e travesti. Este é um dia de reflexão sobre a visibilidade trans, é uma data para lembrar sobre a luta dos direitos dessa população, que é para ser celebrado durante o ano inteiro”, ressalta.

A programação começa 15h e contará com a participação da Subsecretaria de Políticas Públicas para a População LGBTQIA+, núcleos de Promoção e Defesa da Mulher e dos Direitos Humanos da Defensoria Pública de MS, Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas LGBT e a ATMS (Associação de Travestis e Transexuais do Mato Grosso do Sul).

O TransChá será realizado no dia 24 de janeiro, a partir das 15h no terraço do Memorial da Cultura e da Cidadania Apolônio de Carvalho, localizado na Av. Fernando Corrêa da Costa, 559. O evento é aberto e gratuito.

Paula Maciulevicius, Comunicação SEC