Dia D: Em ação social, SES alerta sobre o combate à dengue, zika e chikungunya

Divulgação

Compartilhe:

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES), realizou neste sábado (18), o Dia D de combate à dengue, zika e chikungunya durante da Ação Cidadania promovida pelo Sistema FIEMS (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul) e a iniciativa público-privada.

Iniciado com a apresentação da Orquestra Escola Estadual Arlindo de Sampaio Jorge, o evento contou com a participação ativa da população e autoridades locais como o secretário de Estado de Saúde, Maurício Simões, que representou o governador Eduardo Riedel e destacou a importância do evento que une os setores públicos e privados para proporcionar serviços essenciais à população, especialmente no que diz respeito à saúde.

“Sem dúvida nenhuma, essa é uma ação louvável que precisa ser repetida. Momentos como este, em que setores público e privado se unem em prol da comunidade, são fundamentais para o enfrentamento de desafios significativos, como as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. A integração de esforços é crucial para o sucesso das ações preventivas e de conscientização”, afirmou o secretário Maurício.

O coordenador de Controle de Vetores da SES, Mauro Lúcio Rosário, destacou que a iniciativa é uma forma de mobilizar indivíduos, comunidades e organizações no combate às arboviroses. “É um esforço conjunto para prevenir e controlar a disseminação das arboviroses. O Dia D é muito importante para promover a conscientização, a educação e a tomada de medidas práticas com a comunidade”.

Durante a ação, a SES disponibilizou diversos serviços por meio das coordenadorias de Imunização e Vetores Estadual (IST e Zoonoses), Casa da Saúde, Projeto Mais Saúde: Mais Saúde, Menos Fila, Ciatox, APS-PSE. Com a colaboração dos servidores, a população teve acesso a serviços como aula de Yoga, dinâmica com apoio de profissionais psicológicos voltada para os adolescentes, roda de conversa e dinâmica de empoderamento, exposição de animais peçonhentos e plantas tóxicas e atividades de educação em saúde ambiental e entrega de material informativo e amostras de vetores, distribuição de materiais educativos e informações sobre a prevenção e controle vetorial, além de um espaço demonstrando o ambiente limpo e sujo e distribuição de informativos.

Além da SES, a Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), com a Polícia Civil por meio de registro de ocorrência, Instituto de Identificação com o RG, Polícia Militar com o BOPE (Batalhão de Operações Especiais) e a PMA – Projeto Florestinha, a SEAD (Secretaria de Estado de Assistência Social e dos Direitos Humanos) com o Procon e a Funtrab além dos projetos Mais Social e vale transporte.

A Casa Civil, Energisa, Exército, Base Aérea, Suasc (Subsecretaria Municipal de Articulação Social e Assuntos Comunitários), IEL, SESI, TV Morena, ABO/Faculdade (Faculdade Refferencial de Odontologia) e Setesc (Secretaria de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania), através da Fundação de Cultura, também disponibilizaram seus serviços.

“Temos a expectativa de realizar mais de 3 mil atendimentos de saúde, cidadania e educação, para que a gente possa encerrar 2023 com chave de ouro em Campo Grande. A Ação Cidadania já é tradicional, mas hoje tem um motivo muito especial que é o Dia D de combate às arboviroses. É importante a gente entrar nessa discussão porque com esse calor os números são alarmantes e é importante que a gente tenha consciência e adote todas as ações necessárias”, afirmou o chefe de gabinete da presidência da Fiems, Robson Del Casale.

A ação também contou com a presença da secretária-adjunta de Saúde, Crhistinne Maymone, a Superintendente de Gestão Estratégica e coordenadora do MS Saúde, Maria Angélica Benetasso, a Superintendente de Vigilância em Saúde, Larissa Castilho, do deputado federal, Geraldo Resende, além de demais representantes dos parceiros envolvidos no projeto com a Saúde e a FIEMS.

DIA D

A data comemorativa do Dia D foi instituída pela Lei n. 12.235/2010 com o intuito de mobilizar iniciativas do Poder Público e a participação da população, para a realização de ações destinadas ao combate ao vetor dos agravos. Neste sentido, a data é reservada para desenvolver campanhas educativas e de comunicação social que visam alertar a população sobre a importância de eliminar os criadouros do Aedes aegypti.

No verão, com a chegada do período de chuvas e as altas temperaturas, a população deve se manter atenta com o aumento da proliferação do mosquito Aedes aegypti e redobrar os cuidados para evitar seus possíveis criadouros, pois o mosquito se reproduz em água limpa e/ou parada.

Assim, o combate ao mosquito Aedes aegypti é de extrema importância. Além da Dengue, o mosquito também é responsável pela transmissão de duas graves enfermidades: a Chikungunya e a Zika.

Para controlar a proliferação do mosquito é preciso evitar água parada, em qualquer época do ano, mantendo bem tampado tonéis, caixas e barris de água, caixas d’agua; acondicionar pneus em locais cobertos; remover galhos e folhas de calhas; não deixar água acumulada sobre a laje; encher pratinhos de vasos com areia até a borda ou lavá-los uma vez por semana e fazer sempre a manutenção de piscinas.

Além disso, é importante trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana; colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas; fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais; manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo; tampar ralos; catar sacos plásticos e lixo do quintal, entre outras medidas que impeçam o acúmulo de água e de sujeira.

Joilson Francelino e Rodson Lima, comunicação SES