Devolução de duodécimo da Câmara soma mais de R$ 16 milhões em 2023

Divulgação

Compartilhe:

A política de austeridade adotada pela mesa diretora da Câmara de Dourados possibilitou, só no ano de 2023, a devolução de um total de R$ R$ 16.055.727,83 de sobras do duodécimo à administração municipal. São recursos economizados ao longo dos meses e que retornaram aos cofres da Prefeitura para serem investidos em ações que possam contribuir para a melhoria de vida dos douradenses.

O presidente Laudir Munaretto (MDB) recorda que no decorrer do ano o legislativo devolveu ao executivo valores economizados, mês a mês, totalizando, em dezembro, esses mais de R$ 16 milhões.

As devoluções de sobras do duodécimo ocorreram nos meses de abril, julho, setembro, novembro e dezembro, num total de R$ 14.741.761,03. Somados a esse valor, também retornaram para os cofres do município, valores referentes a rendimentos de aplicações financeiras resgatadas junto à Caixa Econômica Federal (R$ 1.313.6722,18) e Banco do Brasil (R$ 294,62).

“Com austeridade, zelo com os recursos do contribuinte e parcimônia nos gastos, conseguimos economizar essa importante cifra e, assim, contribuir com o desenvolvimento de Dourados”, comenta Laudir, citando ainda que a Câmara também destinou R$ 550 mil para ajudar na realização da campanha “Dourados Brilha”, promovida pela administração municipal, dentro da programação de final de ano, incluindo as festividades pelo aniversário de 88 anos do município.