Deputado Renato cobra que o Estado faça a contratação urgente de administrativos para a Escola Presidente Vargas

Divulgação

Compartilhe:

O deputado estadual, vice-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, Renato Câmara (MDB), está cobrando a reposição urgente de servidores para a Escola Estadual Presidente Vargas, uma das principais escolas públicas do município de Dourados. A reivindicação endereçada ao Governo do Estado foi defendida em sessão plenária da ALEMS na última terça-feira (19-03).

 

“Recebemos esta demanda da diretoria da Escola Presidente Vargas. Vários setores administrativos desta importante unidade escolar precisam da urgente reposição de recursos humanos, pois, o quadro de servidores está defasado devido a vários fatores como, aposentadorias, licenças médicas e remoções”, argumentou o deputado douradense ao entregar a reivindicação ao secretário estadual de Educação Hélio Queiroz Daher.

 

Em sua Indicação ao governador Eduardo Riedel e ao secretário de Estado de Educação, Renato Câmara justificou que a escola atende um número significativo de educandos, totalizando cerca de 2.300 alunos distribuídos em 72 turmas, sendo 17 de Ensino Fundamental anos finais, 51 de Ensino Médio e 3 turmas do Projeto AJA. “Esta demanda crescente de alunos exige um quadro de funcionários com mais componentes para se garantir e oferecer o serviço de qualidade e eficiência que sempre foi a marca do Presidente Vargas”, acrescentou.

 

De acordo com a direção escolar, a defasagem de administrativos tem impactado negativamente no atendimento diário, pois, sobrecarrega os funcionários remanescentes e compromete a produtividade e eficiência dos serviços prestados à comunidade escolar. “Diante desta realidade, pedimos ao Governo do Estado e à SEE que sejam sensíveis à nossa reivindicação. Nossa ação legislativa visa contribuir, apontando o que pode ser feito para garantir um atendimento de excelência e evitar sobrecargas nos demais setores. Neste contexto, torna-se imprescindível a reposição de servidores em diversos departamentos. A falta de pessoal adequado pode resultar em consequências negativas, tanto para o funcionamento administrativo quanto para o bem-estar dos alunos e da comunidade escolar como um todo”, enfatizou Renato Câmara.

 

Para solucionar o problema apresentado, o parlamentar observa que se faz necessário a reposição do seguinte quantitativo de servidores: 01 (um) PCPI-Professor Coordenador de Práticas Inovadoras (urgência); 06 (seis) para a secretaria – dois para cada período de funcionamento da escola; 03 (três) porteiros – um para cada período; (dois) para a manutenção; (três) inspetores – um para cada período;02 (dois) para a limpeza – período noturno.

 

“Temos a convicção de que fazendo a contratação para a reposição desses servidores, poderemos garantir um ambiente escolar mais organizado, seguro e propício ao desenvolvimento educacional e pessoal dos alunos, sobretudo, mantendo a nossa escola estadual Presidente Vargas como referência em Educação pela qualidade de ensino e aprendizagem, e uma das escolas mais concorridas de Dourados na preferência da população”, frisou Renato Câmara ao reforçar o pedido de contratação de novos servidores.

 

(Roney Minella – Assessoria Parlamentar)