Como a relação entre os príncipes William e Harry se deteriorou

WILL OLIVER

Compartilhe:

A relação entre os príncipes William e Harry sempre foi vista pelo público como uma conexão forte, baseada tanto em seus papéis na família real quanto na perda de sua amada mãe, a princesa Diana. No entanto, a realidade é que os dois irmãos têm enfrentado uma relação em constante deterioração. De acordo com um novo livro sobre a família real britânica, intitulado “Endgame” e escrito pelo autor e colaborador real da ABC News, Omid Scobie, a situação se agravou ainda mais.

Scobie afirma em seu livro que o príncipe William teria repassado informações privadas sobre seu irmão para a imprensa, causando um dano irreparável à relação entre eles. Em uma entrevista à ABC News, Scobie comentou: “Ele está compartilhando informações privadas sobre seu irmão que acabaram estampadas na primeira página de um jornal pouco tempo depois. E essas são coisas que causaram danos irreparáveis ​​em suas relações”.

Segundo Scobie, o príncipe William se tornou um “homem da empresa” dentro da família real. Com a ascensão de seu pai, Charles, ao trono no ano passado, William, como filho mais velho, se tornou o primeiro na linha de sucessão. Scobie descreve o príncipe como alguém que abraçou e incorporou a instituição real, tornando-se uma figura mais rígida e determinada.

A relação entre os irmãos se deteriorou ainda mais desde que o príncipe Harry e sua esposa, Meghan, a duquesa de Sussex, decidiram se afastar de seus papéis como membros seniores da família real e se mudaram para os Estados Unidos. Harry, que ocupa a quinta posição na linha de sucessão, falou publicamente sobre o racha com seu irmão, detalhes que também foram compartilhados em suas memórias best-seller, intituladas “Spare”.

O livro “Endgame” de Scobie explora as consequências da decisão de Harry e Meghan de se afastarem da família real. Scobie escreve sobre uma declaração explosiva feita pelo casal em uma entrevista com Oprah Winfrey, na qual eles afirmaram que membros da família real tiveram conversas sobre “o quão escura” seria a pele de seu filho. Essa afirmação levou a uma conversa posterior entre Harry e seu pai, Charles.

Scobie alega que duas pessoas levantaram questões sobre a cor da pele do filho de Harry e Meghan. Ele diz que conhece os nomes dessas pessoas, mas a lei do Reino Unido o impede de revelá-los publicamente. Scobie afirma que esses nomes foram mencionados em cartas trocadas entre Meghan e Charles após a entrevista com Oprah. Charles teria ficado horrorizado com o fato de Meghan ter se sentido dessa maneira e, como representante de sua família, desejava ter uma conversa com ela sobre o assunto.

Apesar das diferenças de opinião, Scobie acredita que Charles e Meghan conseguiram estabelecer uma linha de comunicação depois desses acontecimentos. Embora possam não concordar completamente, essa comunicação permitiu algum progresso na relação entre eles.

No livro “Endgame”, Scobie também analisa o futuro da família real britânica, que ele descreve como estando em uma encruzilhada desde a morte da rainha Elizabeth II, em setembro de 2022. Ele enfatiza que não está declarando o fim da família real, mas sim apontando um momento crucial em que a instituição está passando por mudanças significativas.

Scobie reconhece que seu livro contém detalhes desconfortáveis ​​que a instituição real pode não querer ouvir. No entanto, ele acredita que é necessário expor certas situações para promover uma maior transparência. Ele afirma: “Para iluminar os lugares mais obscuros, é preciso agitar as penas, fazer e escrever coisas que sei que o palácio não necessariamente quer ouvir”.

Tanto o Palácio de Buckingham quanto o Palácio de Kensington se recusaram a comentar o livro de Scobie para a ABC News. Até o momento, um porta-voz do casal Sussex ainda não respondeu ao pedido de comentário da ABC News.

A relação entre o príncipe William e o príncipe Harry tem enfrentado desafios significativos nos últimos anos. O livro “Endgame” de Omid Scobie retrata a situação como um dano irreparável causado por William ao compartilhar informações privadas sobre Harry com a imprensa. Enquanto isso, a decisão de Harry e Meghan de se afastarem da família real levou a tensões adicionais, especialmente em relação às conversas sobre a cor da pele de seu filho. O futuro da família real britânica é descrito como estando em uma encruzilhada, com mudanças inevitáveis ​​após a morte da rainha Elizabeth II. O livro de Scobie, apesar de suas revelações desconfortáveis, busca trazer mais transparência para a instituição real. Aguardamos ainda as reações oficiais do palácio e do casal Sussex diante dessas revelações.

ABC