Bebê de 10 meses é levada para UPA com sangramento; suspeita é de estupro

Foto: Alfredo Neto

Compartilhe:

A Polícia Civil de uma cidade de Mato Grosso do Sul está investigando um caso de estupro contra uma bebê de dez meses, que no último sábado (18/11), foi levada até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), pois apresentava sangramento.

Segundo o registro policial, a mulher deixou a menina com os seus pais para que ela e o marido pudessem sair. Quando voltou e foi dar banho na menina, percebeu o sangue nas partes íntimas.

Na Unidade de Saúde a madrasta relatou não ter experiência com casos de violência sexual, mas o grande sangramento e marcas nas partes íntimas da bebê apontavam para um caso de estupro.

A polícia e o Conselho Tutelar foram acionados e a bebê foi levada ao Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal), para exames de corpo e delito. Ainda de acordo o registro policial, a mulher afirmou que a bebê havia sido deixada na confiança de sua mãe e seu pai e que, na casa, não haveria outras pessoas além deles.

Conforme o relato da madrasto, quando ela deixou a criança com os pais, sua mãe ficou do lado de fora da casa instalando a decoração de natal, enquanto no interior do imóvel, estava o seu pai, levantando a hipótese de que o homem poderia ser o principal suspeito do suposto estupro.

O caso será investigado pela DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher).

A fim de preservar a identidade da vítima, o site não expõe o nome da cidade onde ocorreu o fato*

Ligado Na Notícia