Abertura de empresas volta a bater recorde com 841 novos registros em novembro

Divulgação

Compartilhe:

Mato Grosso do Sul ganhou 841 novas empresas no mês de novembro, número recorde para o mês desde que começou a ser feito esse registro, no ano 2000. O recorde anterior era de novembro de 2021, quando foram abertas 729 empresas. Os dados foram repassados pela Junta Comercial de Mato Grosso do Sul (Jucems), órgão vinculado à Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Semadesc).

Mais de 70% das novas empresas abertas em novembro são do setor de Serviços (619), enquanto Comércio responde por 193 e Indústria, 29. No acumulado do ano, já são 9.520 empresas, indicando que em 2023 será ultrapassada pela primeira vez a casa dos 10 mil registros feitos pela Jucems em um ano. Serviços também lidera com 6.842, seguido do Comércio (2.321) e da Indústria (357).

Para o diretor presidente da Jucems, Nivaldo da Rocha, entende esse crescimento nos registros como resultado do processo de simplificação, da capacitação de profissionais, da agilidade no atendimento os usuários, em consonância com o desenvolvimento econômico do Estado. “O registro simplificado, a automatização de processos, vêm ao encontro da política de desenvolvimento do Governo do Estado. Isso faz aumentar o número de registros de empresas, consumando-se esse crescimento e preparando para que a gente tenha um 2024 ainda mais promissor”, afirmou.

Na distribuição regional, Campo Grande lidera a lista dos 15 principais municípios com 355 novas empresas abertas em novembro, depois vem Dourados (85), Três Lagoas (43), Naviraí (30), Ponta Porã (29), Nova Andradina (17), Chapadão do Sul (15), Aquidauana (14), Paranaíba (14), Maracaju (12), Rio Brilhante (12), Corumbá (10), Ribas do Rio Pardo (10), Aparecida do Taboado (9) e Bonito (8).

Comunicação Semadesc