All for Joomla The Word of Web Design
Dourados-MS,
 Camara municipal-principal

Grid List

Casemiro Antunes Dauzacker acabou baleado na coxa ao estourar o cadeado da cela onde estava e tentar, na companhia de mais três internos, pegar um malote jogado para o interior da PED (Penitenciária Estadual de Dourados). O caso ocorreu durante a madrugada desta terça-feira (23/4).

O grupo estava na cela 7, localizada no Raio II, onde estão presos considerados de maior periculosidade.

Conforme apurado pelo Dourados News, Casemiro e os três internos estouraram o cadeado e foram até o pátio buscar um malote contendo vários aparelhos de telefone celular. 

Policial militar de uma das torres percebeu a ação e efetuou disparos na tentativa de conter os quatro. Um dos tiros atingiu o preso. Já os outros comparsas correram de volta para a cela em que estavam.

Após atendimento médico, Casemiro foi encaminhado ao 2º Distrito Policial para prestar esclarecimentos. 

(Dourados News)

Foto: Osvaldo Duarte

A Polícia Federal faz na manhã desta terça-feirae (23) operação de combate ao tráfico internacional de drogas e contra a lavagem de dinheiro. São cumpridos 14 mandados de busca e apreensão e um pedido de prisão preventiva em Campo Grande (MS) e São Paulo.

Segundo a polícia, o grupo criminoso lavou mais de R$ 30 milhões, obtidos com tráfico internacional de drogas. A Justiça Federal deferiu o sequestro bancário desse valor.

Investigação

Iniciada em julho de 2017, a investigação começou com o monitoramento de tráfico de entorpecentes por helicóptero.

Os policiais surpreenderam, durante uma tentativa de decolagem, cinco suspeitos com grande quantia de dinheiro. Um desses suspeitos foi preso na cidade do Guarujá, litoral paulista, com 40 quilos de cocaína.

Outro acusado foi preso em outubro de 2018, por ter sido identificado como líder da organização criminosa, no comando de tráfico internacional de drogas no Aeroporto de Guarulhos.

Foram encontrados mais 40 quilos de cocaína nas bagagens de duas mulas, ou seja, pessoas usadas no transporte de drogas a outro país, que tentavam embarcar para a Europa.

As mulas foram presas em flagrante. Os nomes de todos os detidos ainda não foram divulgados.

Uma advogada de 42 anos morreu assassinada pelo marido após uma discussão em um condomínio na Rua Dante Luiz Junior, no bairro Capão Raso, em Curitiba. O corpo de Angelina Guerreiro foi encontrado na manhã desta segunda-feira (22). O suspeito de cometer o crime, Nilson Aparecido Rodrigues, fugiu com o carro do filho, não sendo localizado até o momento.

O autor do crime ameaçava constantemente a esposa, de acordo com vizinhos. “Todo mundo sabe que o Nilson a ameaçava, mas ela pedia para ninguém fazer nada. O próprio filho pedia para ele não fazer isso e agora a matou. Faz muito tempo que isso acontecia. Os dois brigavam todo dia”, disse à Banda B uma vizinha de apartamento.

De acordo com a vizinha, o filho do casal estava viajando e não presenciou o crime. O socorrista Biel, do Siate do Corpo de Bombeiros, prestou atendimento à vítima e disse que foram três facadas contra ela. “Quando chegamos a vítima já estava morta com três ferimentos de faca em tórax e dorso. O marido dela teria sido o autor, de acordo com o que vizinhos informaram à Polícia Militar (PM)”, descreveu à Banda B.

A PM confirmou à Banda B que há um mandado de prisão em aberto contra Nilson. “O suspeito fugiu após o crime e de fato existe este mandado”, descreveu o tenente Jhony Young, que confirmou uma faca de cozinha como a arma para o assassinato. “O que percebe-se é que no apartamento não há sinais de uma grande confusão e a faca estava lá”, destacou.

O corpo da mulher foi recolhido ao Instituto Médico Legal de Curitiba. A Delegacia da Mulher investiga o caso. O carro que Nilson usou pra a fuga foi abandonado na Cidade Industrial de Curitiba 

Gonzalo Carneiro, do São Paulo, foi suspenso provisoriamente por suspeita de uso de cocaína. O atacante uruguaio foi pego em exame feito pelo controle de doping da Federação Paulista de Futebol, aprovado pela Associação Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), e comunicado pelo órgão na quarta-feira da semana passada.

Consultado pela reportagem, o São Paulo disse ter sido comunicado diretamente pelo jogador nesta segunda-feira. O clube não quis se pronunciar publicamente.

Gonzalo Carneiro ficou fora da segunda final do Paulistão contra o Corinthians, domingo, em Itaquera. O motivo divulgado pelo clube foi tendinite no joelho esquerdo. Ele não poderia ser usado pelo Tricolor na decisão por conta da suspensão preventiva por doping.

Gonzalo Carneiro foi pego no doping no jogo contra o Palmeiras no Pacaembu, na primeira fase do Paulistão, no dia 16 de março - ele jogou os 90 minutos, e o Tricolor perdeu por 1 a 0.

Gonzalo Carneiro tem até quarta-feira para pedir o exame de contraprova. O protocolo do Código Mundial Antidopagem de 2015 é de que o atleta tem sete dias a partir do comunicado para fazer esse pedido. Se o uruguaio não requisitar a contraprova dentro do prazo, ele aceita o resultado do teste inicial.

Titular na primeira final do Paulistão contra o Corinthians, domingo (dia 21 de abril), Gonzalo Carneiro também atuou na segunda semifinal, contra o Palmeiras, na Arena do Palmeiras.

Na ocasião, o Tricolor se classificou nos pênaltis, e Gonzalo Carneiro fez de cavadinha um dos gols da disputa de penalidades.

O uruguaio foi contratado pelo São Paulo em abril do ano passado e assinou com o clube até 31 de março de 2021. O São Paulo pagou ao Defensor Sporting, do Uruguai, 800 mil dólares (R$ 2,6 milhões na cotação da época) por 50% dos direitos de Gonzalo Carneiro.

Corinthians e Santos dominam a seleção do Campeonato Paulista, divulgada na noite desta segunda-feira durante festa promovida pela Federação Paulista de Futebol. Timão e Peixe tiveram quatro jogadores cada. Palmeiras, São Paulo e Ituano também estão representados no time ideal, que tem como técnico Antônio Carlos Zago, do RB Brasil.

Veja como ficou a seleção:

Goleiro: Cássio (Corinthians)
Lateral-direito: Victor Ferraz (Santos)
Zagueiros: Bruno Alves (São Paulo) e Gustavo Henrique (Santos)
Lateral-esquerdo: Danilo Avelar (Corinthians)
Volantes: Júnior Urso (Corinthians) e Diego Pituca (Santos)
Meia: Jean Mota (Santos)
Atacantes: Dudu (Palmeiras), Gustagol (Corinthians) e Martinelli (Ituano)
Técnico: Antônio Carlos Zago (RB Brasil)


A cerimônia teve apresentação de Caio Ribeiro, comentarista do Grupo Globo, e contou com representantes de todos os times premiados no Paulistão, menos o Palmeiras, que é rompido com a FPF desde 2018 e não enviou ninguém à festa pelo segundo ano seguido. A dupla Marcos e Belutti e a cantora Iza comandaram o show no palco.

Além de Dudu, o atacante Martinelli, do Ituano, não compareceu à festa por estar no exterior – de acordo com Caio Ribeiro, negociando uma possível transferência.

Além da seleção, a FPF distribuiu outros prêmios. Veja os homenageados da noite:

Craque do Paulistão e Artilheiro


O eleito pela FPF foi Jean Mota, que também foi o goleador máximo do torneio, com sete gols. O meia foi um dos pilares do Santos de Jorge Sampaoli, que mostrou bom futebol no Paulistão, mas acabou eliminado pelo campeão Corinthians nas semifinais.

Jean Mota é eleito o craque do Paulistão

Craque da Galera
Cássio foi eleito pelos votos dos torcedores na internet. O goleiro foi capitão do Corinthians na decisão e levantou a taça do tricampeonato alvinegro.

Revelação e Craque do Interior

Martinelli, do Ituano, encheu os olhos durante o Paulistão e faturou dois prêmios. A equipe de Itu foi eliminada nas quartas de final, e o atacante saiu valorizado: times do Brasil e do exterior querem contar com os serviços de Martinelli.

Gol mais bonito

Bruno Lopes, do Oeste, fez um golaço por cobertura contra o Santos, em jogo da nona rodada da primeira fase. O Santos venceu por 3 a 2.

Melhor trio de arbitragem

Raphael Claus, Marcelo Carvalho Van Gasse e Danilo Ricardo Simon Manis.

A maioria das equipes brasileiras que vai a campo nesta semana pela Copa Libertadores não tem muita razão para ficar apreensiva na quinta e penúltima rodada da fase de grupos. A tarefa mais dura talvez seja a do Grêmio nesta terça-feira, que tem que voltar do Paraguai com a vitória diante do Libertad, líder com 100% de aproveitamento na chave. Em situação (muito) delicada na tabela, o Atlético-MG precisa ganhar a qualquer custo do Nacional-URU - em boa fase no torneio continental, mas nem tanto no Uruguaio.

Já Alianza Lima, Deportivo Lara, LDU, Melgar e Jorge Wilstermann, a princípio, não representam grandes ameaças a Inter, Cruzeiro, Flamengo, Palmeiras e Athletico-PR, respectivamente. Confira nas próxima linhas o que esperar dos sete adversários dos times brasileiros nesta semana de Libertadores.

Alianza Lima x Inter

Em teoria, o Inter não terá um adversário muito complicado em Lima. Afinal, o Alianza está há nove jogos sem vencer, sendo que perdeu seis deles, e vive um momento bem complicado na temporada. Não à toa, é lanterna do Grupo A da Libertadores e dará adeus precocemente à competição continental se não vencer a partida em casa na quarta-feira. O técnico argentino Miguel Russo tem seu cargo ameaçado.

Deportivo Lara x Cruzeiro

Em meio a um abril de caos no futebol venezuelano, por vezes com dois jogos no mesmo dia, o Lara vai a campo pela oitava vez no mês – e venceu apenas uma das últimas cinco. Vindo de duas derrotas seguidas na liga local, onde faz uma campanha abaixo da crítica, vive um momento bem mais animador na Libertadores e pode até classificar o futebol venezuelano nesta terça. Para isso, precisa vencer e torcer para o Emelec não derrotar o Huracán na sequência, na Argentina. Tarefa improvável, mas nada impossível.


LDU x Flamengo

A LDU não vive um grande momento. Vinha de um jejum de oito jogos sem vitória até derrotar no último sábado o Emelec por 2 a 1, resultado que o colocou na zona dos playoffs do Campeonato Equatoriano. Na Libertadores, é até aqui a terceira força do grupo – e precisa vencer o Flamengo para seguir com chances. Diante da carência de gols do ataque, que tem o ex-botafoguense Aguirre, o papel de artilheiro cabe a um zagueiro: o ex-palmeirense Nicolás Freire.

O Ministério da Educação mandou a UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) realizar uma nova eleição para reitor, depois de constatar irregularidades no processo eleitoral deste ano.

Assim como acontece em todas as universidades federais do país, a instituição sugeriu ao Ministério da Educação uma lista de três nomes ao cargo, com a sugestão de que o primeiro da lista fosse o escolhido como reitor. O parecer final é do presidente da república, Jair Bolsonaro.

Com base nas indicações, a universidade elegeu dia 21 de março, em consulta à comunidade interna, os professores Etienne Biasotto para reitor e Claudia Lima para vice-reitora. No entanto, segundo o MEC, a UFGD teria descartado de suas listas os candidatos derrotados na votação realizada entre alunos, professores e servidores, sugerindo apenas nomes indicados pelo Colégio Eleitoral da instituição.

Ou seja, o “vencedor” sugerido pelo conselho foi acompanhado por duas outras pessoas de seu mesmo grupo de apoiadores, numa suposta tentativa de inviabilizar que o Governo Federal escolha um dos candidatos derrotados.

O conselho formou a lista tríplice, encabeçada pelo vencedor da eleição interna, Etienne Biasotto e a vice-reitora Claudia Lima, mas não enviou para Brasília os nomes dos outros dois candidatos, Liane Calarge (atual reitora) e Joelson Pereira, que também foram votados nesse processo.

Com base nesta conduta, o Ministério determinou a realização de um novo processo eleitoral em conformidade com a legislação. Consultada pela reitoria, a Procuradoria Federal apoiou o processo de seleção adotado pela UFGD.

Em nota, a Universidade informou que o colegiado eleitoral vai se reunir nesta quarta-feira (24) para decidir quais são os “encaminhamentos necessários”, sobre a recomendação do MEC

Proposto pela vereadora Lia Nogueira (PR), a audiência pública “SOS Trânsito Região Sul de Dourados”, acontece nesta terça-feira, dia 23 de abril, às 19 horas, na Câmara Municipal de Dourados. O objetivo é debater ações que garantam maior segurança aos moradores desta região de Dourados, por onde passam as rodovias BR-163 e BR-463.

A audiência terá a participação de representantes da Agetran (Agência Municipal de Transportes e Trânsito), CCR MS Via (concessionária que administra a BR-163), além do chefe da delegacia da PRF (Polícia Rodoviária Federal) de Dourados, inspetor Waldir Brasil, e o geólogo especialista em Planejamento Urbano, Mário Cezar Tompes.

Lideranças de bairros que ficam às margens das rodovias, como Jardim Guaicurus, Dioclécio Artuzi e Residenciais, também participarão da discussão.

Segundo a vereadora, a audiência será uma oportunidade para se debater o problema da falta de acesso seguro a estes bairros e também para que sejam apresentadas propostas de soluções emergenciais para esse impasse. Lia Nogueira explicou que nos residenciais Kairós e Itajubá existia um acesso aos bairros ás margens da BR-163, porém foi fechado com um “guard rail”, com isso a comunidade sofre com a falta de um acesso rápido e seguro.

Outro trecho que preocupa a vereadora, devido ao trânsito perigoso, é o da Rua Coronel Ponciano no acesso ao DOF (Departamento de Operações de Fronteira), chegando até a BR-163.

“Dourados cresceu muito nesta região. Apesar do aumento no número de bairros, de residenciais, de loteamentos na área sul da cidade, não houve um planejamento do trânsito. Dourados cresceu de forma desordenada e o que vamos discutir nesta audiência é justamente isso, medidas que garantam a reorganização do trânsito aos moradores desta região para que vidas sejam preservadas”, destacou Lia Nogueira.

Nesta terça-feira (23) a previsão do tempo para o estado é de céu parcialmente nublado com pancadas de chuvas isoladas em algumas regiões.

A temperatura máxima em MS pode chegar a 36°C e a mínima a 19°C. A umidade varia entre 30% a 95%.
Na capital a temperatura máxima não passa dos 26°C e deve haver pancadas de chuvas durante o dia.

A qualidade da água consumida nos municípios de Mato Grosso do Sul será o tema principal da mesa redonda promovida nesta quarta-feira (24) pela Frente Parlamentar de Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul. A reunião de trabalho, intitulada de “Ações e Políticas para discussão da qualidade da água nos centros urbanos de Mato Grosso do Sul”, acontece a partir das 13h, no plenarinho da Assembleia Legislativa, e contará com a presença de representantes da Sanesul e da Águas Guariroba, que são as concessionárias responsáveis pelo fornecimento de água para os 79 municípios do Estado.

Conforme o coordenador presidente da Frente Parlamentar, deputado estadual Renato Câmara (MDB), o principal objetivo da reunião é de promover um amplo debate técnico, envolvendo diversas instituições, sobre a qualidade da água consumida no Estado e esclarecer diversos pontos da reportagem da Agência Pública, divulgada na semana passada, que apontou a presença de “coquetel de 27 agrotóxicos” na água consumida por 65 municípios de MS, incluindo Dourados, Campo Grande, Ivinhema, Bonito e Jardim.

Para isso, a Frente Parlamentar de Recursos Hídricos solicitou a presença dos representantes da Sanesul e da Águas Guariroba para prestar esclarecimentos sobre o trabalho de controle da qualidade da água. “A Frente de Recursos Hídricos está atenta a essa situação, tendo em vista que a reportagem levantou dúvidas sobre a qualidade da água consumida por toda nossa população. Isto gera uma grande preocupação. Por isso, consideramos importante a presença das concessionárias responsáveis pelo fornecimento de água em nosso Estado para se posicionar oficialmente a respeito desta publicação e para esclarecer toda a sociedade sobre o que a Sanesul e a Águas Guariroba têm feito para garantir o controle de qualidade da água que chega às torneiras dos sul-mato-grossenses”, destacou.

Estão convidados para participar da mesa redonda promovida pela Frente Parlamentar de Recursos Hídricos os representantes do Núcleo Estadual do Ministério da Saúde em MS, da Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), da Secretaria Estadual de Saúde, do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de MS), da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), da Secretaria Municipal de Saúde Pública de Campo Grande, da Coordenadoria de Vigilância de Saúde Ambiental, da Fiocruz (Fundação Osvaldo Cruz)/MS, da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), da Comissão de Saúde da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil)/MS, do Crea/MS, da Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), da Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados), do IHGMS (Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul), do MPE (Ministério Público Estadual), do Rotary e da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco).

Renato Câmara adiantou que a Assembleia Legislativa vai se aprofundar neste debate devido à gravidade da questão e da preocupação provocada na população. “A contaminação da água pode ter uma abrangência ainda muito maior do que imaginamos. Além de estar contaminada, o que é questionável, se temos a tecnologia eficaz para despoluir esta água que contamina também todos os animais que fazem uso dela, principalmente os peixes. Devemos fazer as devidas discussões, fiscalizar e tomar as devidas providências sobre o assunto e, se necessário, medidas urgentes para preservar os recursos hídricos de nosso Estado que abriga o Aquífero Guarani, considerado a maior reserva de água doce do mundo”, registrou o deputado Renato Câmara.

O Secretário Especial de Articulação Política, Sérgio de Paula, é o nome de consenso para o comando do diretório regional do PSDB em Mato Grosso do Sul, após reuniãoo com os deputados federais Beto Pereira (PSDB) e Rose Modesto (PSDB), que pleiteavam o comando da sigla no Estado.

O anúncio é feito após De Paula se reunir com os deputados federais na manhã desta segunda-feira (22) para ratificar a decisão de consenso em torno de seu nome. Na semana passada, o secretário já havia antecipado ao Midiamax a decisão de assumir o comando do partido.

De Paula contou que esteve em Brasília (DF), onde havia almoçado com os deputados federais e eles chegaram ‘numa fórmula’. Na escolha da terceira via, foram cogitados os nomes do governador, de Sérgio e do secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel. A escolha não seria feita fora dessa tríade, explicou.

Mas Reinaldo já havia anunciado que não tinha pretensão de comandar a legenda. Segundo De Paula, o nome de Riedel que havia sido cogitado acabou não sendo opção pela dificuldade de conduzir a legenda em uma eleição municipal conciliando às atividades da Segov.

Com esse entendimento, foram apaziguados os ânimos no ninho tucano, que estava dividido por conta da disputa entre os deputados federais. “O partido nesse momento não merece uma disputa”, pontuou na ocasião.

O secretário destacou ter uma ligação forte com os pretendentes ao cargo, que ele define como “novas lideranças no partido”. Segundo o governador, a terceira via que encerraria a disputa pelo diretório inclusive teria de partir de Beto e Rose. Diversas lideranças tucanas participam do anúncio do nome de consenso nesta tarde.

O Ministério da Infraestrutura divulgou uma nota nesta segunda-feira (22) na qual anunciou compromisso com os caminhoneiros de repassar o custo do diesel para a tabela de fretes.

A nota foi divulgada após o ministro Tarcísio Gomes de Freitas se reunir com integrantes da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) e de outras entidades, além de caminhoneiros autônomos.

"Após ouvir as reivindicações, foram firmados os seguintes compromissos: estudar a eliminação de multas desnecessárias aos caminhoneiros; transferência do custo do diesel para a tabela do frete; a fiscalização efetiva da referência de custo do piso mínimo do frete; a celebração de um termo de compromisso com as entidades representantes da categoria para tornar mais efetiva a fiscalização", informou a pasta.

A tabela de fretes foi criada no ano passado pelo governo Michel Temer, após a greve dos caminhoneiros que bloqueou estradas e comprometeu o abastecimento de combustível, de medicamentos e de alimentos em todo o Brasil. A criação era uma das reivindicações da categoria.

O mecanismo, no entanto, foi alvo de críticas até mesmo dentro do governo. Na ocasião, o então ministro da Agricultura, Blairo Maggi, afirmou que a tabela prejudica o agronegócio. A tabela também foi alvo de contestações da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) na Justiça.

Reajuste do diesel

No último dia 11, a Petrobras anunciou reajuste de 5,74% no preço do óleo diesel. No mesmo dia, o presidente Jair Bolsonaro mandou a empresa suspender o reajuste até que ele tivesse uma reunião com o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, e com os ministros da equipe econômica.

A reunião aconteceu no dia 16. Após o encontro, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmaram que o valor do reajuste e o momento do anúncio cabem à Petrobras.

'Agenda de trabalho'

Pouco antes de o ministério divulgar a nota, nesta segunda-feira, Tarcísio Freitas informou em uma rede social ter construído uma "agenda de trabalho" com os caminhoneiros para eliminar multas "injustas" e fiscalizar o cumprimento da tabela de fretes.

"Recebi hoje representantes dos caminhoneiros e Integrantes da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) para dialogar sobre as demandas da categoria. Estamos trabalhando em soluções efetivas. As portas estão sempre abertas e manter o diálogo é nossa prioridade", afirmou o ministro.

"Construímos em conjunto agenda de trabalho que envolve eliminação de multas injustas, transferência do custo do diesel para tabela de frete, fiscalização dessa referência de custo e termo de compromisso com entidades representantes para tornar a fiscalização mais efetiva", acrescentou.

Segundo Wanderlei Dedeco, um dos caminhoneiros autônomos que participaram da reunião, a categoria denunciará nos sindicados as empresas que não cumprirem a tabela e repassarão as denúncias ao Ministério da Infraestrutura e à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

O presidente da CNTA, Diumar Bueno, afirmou que o acordo do governo com a categoria prevê reajuste na tabela de frete a partir de "agora". "Esse é um dos compromissos do governo hoje, do ministro conosco, é fazer um reajuste no preço mínimo do frete para corrigir esses aumentos do diesel que tivemos", disse.

Íntegra

Leia a íntegra da nota do ministério:

Ministério da Infraestrutura constrói agenda de trabalho com caminhoneiros

Após 4 horas de reunião com integrantes da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) e cerca de 20 lideranças dos caminhoneiros, o Ministério da Infraestrutura firmou com a categoria uma agenda de trabalho a curto prazo. O objetivo é amortecer o efeito da variação do preço do diesel para a categoria e estabelecer o compromisso de manter aberto o diálogo com as lideranças.

Após ouvir as reivindicações, foram firmados os seguintes compromissos:

Estudar a eliminação de multas desnecessárias aos caminhoneiros;
Transferência do custo do diesel para a tabela do frete;
A fiscalização efetiva da referência de custo do piso mínimo do frete;
A celebração de um termo de compromisso com as entidades representantes da categoria para tornar mais efetiva a fiscalização.
De acordo com o ministro Tarcísio Gomes de Freitas, “a construção dessa agenda vai amortecer o efeito do diesel, vai fazer com que o dinheiro sobre na contratação de cada frete e vai fazer com que a referência de preço seja praticada”, disse. “Estamos com uma agenda sólida, que está sendo construída com base numa conversa e nos pleitos dos caminhoneiros”, finalizou Freitas.

A partir desta terça-feira (23) as contas referentes ao consumo de energia em cidades do interior de Mato Grosso do Sul serão transformadas para a modalidade boleto bancário. Com isso, a Energisa pretende tornar o processo de pagamento mais fácil.

De acordo com a Energisa, a mudança na forma de pagamento permitirá ao cliente fazer o pagamento em qualquer agência bancária, independente de convênio, além de casa lotérica, correspondente bancário e meios eletrônicos.

Outras facilidades para o cliente na hora de pagar a conta, são o recebimento da fatura por e-mail e o débito automático. Para ter acesso aos serviços, basta entrar em contato com a Energisa. Vale lembrar que a mudança em Campo Grande ocorre somente em 1º de julho, após a mudança nas cidades de interior.

Cristiana Rios, gerente corporativa de Recursos Financeiros, destaca que a iniciativa é uma forma de deixar o pagamento da conta mais prático e seguro, garantindo mais conforto para os clientes. “Por isso estamos investindo em facilidades que tragam mais conforto e praticidade no dia a dia”, comenta.

Para tirar dúvidas sobre a mudança, o cliente terá à disposição um guia explicativo no site da Energisa, além dos outros Canais de Atendimento, como o 0800 722 7272, o aplicativo Energisa On e agências de atendimento presencial.

possibilidade de votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara nesta terça-feira, 23, deve deixar o investidor em compasso de espera nesta segunda-feira, 22. Em semana de divulgação do IPCA-15 de abril, estão no radar também as discussões sobre o reajuste do diesel e as ameaças de paralisação dos caminhoneiros. Nesta segunda, o ministro da Economia, Paulo Guedes, reúne-se com o presidente Jair Bolsonaro e com o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Deputados envolvidos nas negociações para alterar pontos da reforma da Previdência ainda na CCJ disseram ao Broadcast Político, antes do feriado da Páscoa, que houve avanços nas conversas com o governo para a retirada de quatro pontos do relatório que, de acordo com o Planalto, não impactariam na força fiscal da reforma: o fim do pagamento de multa do FGTS para aposentados; a possibilidade de se alterar a idade máxima da aposentadoria compulsória para ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) por projeto de lei complementar; exclusividade da Justiça Federal do Distrito Federal para julgar processos contra a reforma; e um dispositivo que garante somente ao Executivo a possibilidade de propor mudanças na Previdência. Agora, os partidos do Centrão esperam que o relator na CCJ, Marcelo Freitas (PSL-RJ), apresente uma versão do novo relatório com as mudanças. No sábado, Bolsonaro usou o Twitter para divulgar a calculadora da Nova Previdência. O Senado, por sua vez, pretende votar mudanças no sistema tributário brasileiro, o que deve atrair os holofotes na semana. Projeto de lei do líder do MDB no Senado, Eduardo Braga (AM), amplia para cinco salários mínimos (R$ 4.990,00) a faixa de isenção do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). Para compensar a queda na arrecadação, o projeto acaba com a isenção que é dada hoje para lucros e dividendos distribuídos por empresas a seus sócios e acionistas. No caso do diesel, após o reajuste de 4,84% do preço por litro na semana passada, a Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) reúne-se nesta tarde com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, para tratar sobre aumento de preço e a tabela de frete. No sábado, Paulo Guedes reafirmou que a Petrobrás é livre para definir os preços, após a divulgação de um áudio em que Lorenzoni aparece falando que o governo deu uma "trava" na Petrobrás. No entanto, segundo a entrevista, a equipe econômica estaria considerando aumentar a periodicidade de reajuste do diesel de 15 dias para no mínimo 30 dias. No exterior, os índices futuros de Nova York operam em baixa moderada nesta segunda em meio à expectativa com balanços corporativos e após o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, ter anunciado que Washington vai retirar a partir de 2 de maio a isenção dada a oito países na compra de petróleo iraniano, como parte de sua estratégia para levar a zero as exportações do óleo do Irã.

Os contribuintes do IRPF (Imposto de Renda da Pessoa Física) terão até o dia 30 deste mês para acertar as contas com a Receita. As regras para a entrega do ajuste anual estão na Instrução Normativa 1871/2019, da Receita Federal, publicada no Diário Oficial da União de 22 de fevereiro. De acordo coma a Receita Federal, quem tem restituição para receber, quanto mais cedo enviar a declaração mais rapidamente receberá o valor. As restituições são liberadas prioritariamente para idosos acima de 80 anos, contribuintes entre 60 e 79 anos, pessoas com alguma deficiência física ou mental ou doença grave e contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério. O Fisco espera receber neste ano 30,5 milhões de declarações. No ano passado, foram entregues 29,27 milhões. Do total previsto para 2019, a expectativa é que entre 700 mil e 800 mil declarações sejam feitas por tablets e smartphones. Em 2018, 320 mil declarações foram feitas por meio de dispositivos móveis. (Receita Federal)