Dourados-MS,
BANNER 1 - Camra-20-11- (1000X90)

Grid List

Um jovem Indigena de 32 anos foi preso por uma das equipes do GETAM do 3º Batalhão da PM de Dourados na tarde desta segunda-feira (02) em Dourados.

Ele é acusado de esfaquear pelo menos três pessoas na rua.

Encontrado nas imediações do trevo do DOF pela equipe da PM o acusado nega os crimes, no entanto foi encaminhado à delegacia do 1º Distrito Policial.

Morador da aldeia Jaguapiru, ele foi identificado por trajar a mesma roupa utilizada nos crimes, conforme a polícia, que utilizou imagens de um circuito de segurança que gravou o acusado durante o crime.

Uma das vítimas que levou uma facada no pescoço e está internada.

Como ele foi detido em estado de embriaguez, ainda será ouvido pela polícia.

A Polícia Militar Rodoviária apreendeu na manhã  de segunda-feira (02/08) 378  quilos de maconha e 08,8 quilos de Skank(supermaconha), durante Operação Hórus.

A apreensão ocorreu por volta das 09 h, quando uma equipe da PMR da Base Operacional de Bonito, efetuava patrulhamento Ostensivo na Rodovia MS 178, no sentido Bonito x Bodoquena próximo do km 68, quando foi abordado o veículo renaut logan placas de Barueri-SP, com dois ocupantes  e que durante entrevista se apresentaram nervosos e com conversas desconexas não sabendo informar o motivo da viajem. Momentos depois ainda durante a primeira abordagem veio outro veículo Fiat Siena placas de Bauru-SP o qual também foi abordado e que após breve vistoria foi localizado grande quantidade de substancia análoga a maconha, totalizando 378 Kg (trezentos e setenta e oito) e mais 8,8 kg (oito quilos e oitocentos gramas) de Skank. O autor relatou que pegou a droga na cidade de Bela Vista-MS e levaria ate a cidade de Barueri-SP informando ainda que receberia a quantia de R$ 5.000,00 ( cinco mil reais) mais porcentagem da droga, disse ainda que havia alguém fazendo a função de batedor.

Diante dos fatos autor e suspeitos, juntamente com os veículos e a droga foram encaminhados a Delegacia de Polícia Civil de Bonito, para demais providências.

Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul (CBMMS), iniciou nesta segunda-feira (2), o Curso de Mergulho em Caverna/CAVE 2021. Esse é um evento pioneiro no Brasil.

Com duração de duas semanas, seis bombeiros militares (sendo quatro do MS e dois do Espírito Santo) arriscarão suas vidas nesse treinamento, que é considerado um dos mais perigosos do mundo. 

O instrutor do curso, major Ronaldo Cezar Possato Venâncio, da Polícia Militar do Estado de São Paulo, comenta o nível de dificuldade dessa capacitação militar. 

“O Mergulho em Cavernas é uma das atividades mais perigosas do mundo, já tendo feito milhares de vítimas, entre elas inúmeros instrutores de mergulho. É a atividade de mergulho mais técnica e que requer mais treinamento e especialização do mergulhador, que está exposto a perigos como: desorientação nos labirintos alagados, falta de gás, desabamentos, intoxicações, falta de visibilidade, falta de luz natural, correntes submersas, entre outros”.

O Major também ressalta como será o curso. “Os alunos ficarão 2 semanas, quase sem descanso, sem dias de folga, farão muita força carregando uma enorme quantidade de equipamentos para as belas, mas ermas cavernas da região. Passarão frio nas descompressões e descansarão carregando os cilindros de gás, mas terão a instrução mais técnica e segura que poderemos proporcionar. Eu e meus amigos instrutores que aqui estão, sabemos da enorme responsabilidade em nós depositadas, pelas autoridades do MS e pelas famílias dos alunos, os quais devolveremos talvez mais magros, mas todos vivos e extremamente capacitados”, disse o instrutor.

Para o comandante-geral do CBMMS, Coronel Hugo Djan Leite, o curso é importante porque no Estado existem áreas propícias para o mergulho em caverna.

“O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul deve estar apto a atuar em uma emergência envolvendo praticantes dessa modalidade de mergulho. Pensando nessa possibilidade de demanda é que estamos realizando essa atividade”, disse o coronel Djan.

O paulista Abner Teixeira vai ficar com a medalha de bronze nas Olimpíadas de Tóquio 2020. O peso pesado (até 91kg) de Santo Amaro-SP foi até as semifinais, mas esbarrou no cubano Julio La Cruz, medalha de ouro no peso meio-pesado (até 81kg) na Rio 2016 e tetracampeão mundial amador. La Cruz venceu e segue à final, e o brasileiro termina com o bronze, já que não há disputa de terceiro lugar no boxe.

É a quarta medalha de bronze do boxe brasileiro na história dos Jogos Olímpicos: além de Abner, Servílio de Oliveira (Cidade do México 1968) e Adriana Araújo e Yamaguchi Falcão (Londres 2012) também conquistaram esta medalha. A seleção brasileira tem ainda mais duas medalhas garantidas em Tóquio, com Hebert Conceição e Bia Ferreira, já classificados às semifinais em suas categorias.

Abner Teixeira tomou o centro do ringue no começo, mas respeitou o cubano nos minutos iniciais, lutando na longa distância. La Cruz acertou um bom direto de direita para abrir os trabalhos. O brasileiro acertou um bom cruzado de direita e tocou a linha de cintura do adversário, que resolveu avançar. Abner começou a sentir confiança e baixou a guarda como o oponente. Ele conectou alguns bons golpes, incluindo um cruzado de esquerda que fez La Cruz pedalar para trás. Mas o cubano também acertou bons diretos, que lhe deram a vantagem na pontuação.

Abner conectou um bom gancho na linha de cintura e começou a soltar os diretos de esquerda de longe. Mas La Cruz combinava boas sequências de golpes na linha de cintura e cruzados na cabeça. O brasileiro começou a buscar o clinche para aproximar La Cruz e cansá-lo. O cubano acelerou na reta final e, com sua esquiva em dia, evitou os contragolpes, enquanto conectava uppercuts e ganchos na linha de cintura.

Com três juízes dando vitória de La Cruz, Abner precisava de um nocaute ou de um round convincente. Ele foi para cima, combinando golpes na linha de cintura com cruzados potentes. La Cruz respondia espetando a linha de cintura e pressionando. O cubano acelerou com golpes curtos por dentro da guarda e não dava espaço para Abner soltar suas bombas. La Cruz pressionou na reta final, acertando muitos golpes para selar sua vitória.

Os juízes pontuaram decisão dividida (4-1) a favor do cubano. Na saída do ringue, Abner Teixeira não escondeu a decepção com a derrota, mesmo tendo a medalha garantida.

- Isso vai ficar chato de dizer na TV, mas estou p*** né? Ninguém gosta de perder, especialmente eu, odeio perder. Trabalho para não acontecer isso. Mas pelo fato de ser medalhista, fico feliz, era o que tinha me proposto a fazer. É a realização de um sonho, de querer estar aqui, participar de uma Olimpíada e não só isso, ganhar uma medalha - afirmou o paulista.

Sobre a luta, Abner reconheceu o mérito estratégico do tetracampeão mundial.

- Ele soube usar a experiência dele bem. Eu estava me sentindo muito bem para essa luta, não tem desculpa, nem lesão, nada. Trabalhei da melhor forma possível, a luta ficou um pouco agarrada, acho que foi a estratégia dele, não estava conseguindo boxear. Ele acabou parando comigo na curta, não estava esperando. Mas mesmo sem esperar, eu estava pronto, fiz o que consegui fazer. Tentei explodir, acertar o corpo dele, minar o gás dele, mas ele acabou sendo melhor.

 

G1

Máscara, roupa especial, luvas e espadas (incluindo sabre e florete). Na vida do ex-esgrimista brasileiro Renzo Agresta, hoje com 36 anos de idade, também foram rotineiros os títulos e as medalhas, como as de bronze conquistadas nos Pan-Americanos de 2015, 2011 e 2007. Agresta foi campeão continental e também no mundial militar. Nos Jogos Olímpicos, ele representou o Brasil em quatro edições: de 2004 a 2016.

Em 2021, o brasileiro vive uma situação diferente, mas não deixou de competir. Virou assessor de investimentos e acompanha os jogos de Tóquio pela TV. Porém, o esporte não saiu da rotina: vibra com os resultados e mantém a adrenalina ao acompanhar as competições de madrugada. Com o espírito de competição na veia, agora ele busca mesmo o título do bolão.

Bolões, aliás, fazem parte da cultura brasileira de brincar entre amigos, colegas de trabalho e até desconhecidos para saber quem vai chegar mais longe nos palpites. “Eu acho gostoso acompanhar. Assisti aos eventos de minha modalidade em uma madrugada, mas não é possível fazer isso todos os dias porque temos que trabalhar pela manhã”. Renzo lamenta não estar liderando o bolão em que entrou a convite de um amigo e ainda espera chegar lá (em um novo pódio, mas agora para se divertir).

Para ele, é um sabor especial assistir e recuperar a memória de tantos eventos internacionais, mesmo que de longe: reviver a abertura, a ansiedade pela hora da competição, o contato com outros esportistas, a espera pelo resultado... “Já acertei bastante no bolão e estou estudando cada um dos palpites.”

Organizador do bolão de que Renzo participa, Murilo Pessoa segue a tradição desde a Olimpíada de Pequim, em 2008, por diversão e amor aos jogos. “Eu gosto muito de Olimpíada. Eu paro a minha vida nestas semanas. Estou dormindo muito pouco”. Ele diz que, em 2008, mudou o fuso horário da vida. “Aí eu comecei com os amigos a fazer esse bolão com umas 40 pessoas”. Hoje, mantém a média de participação, mas tem participantes que nem se conhecem. “Eu passo uns dias estudando e escolho os candidatos a medalhas do Brasil. É uma brincadeira mesmo, não para ganhar dinheiro. Um amor pelo esporte.”

Foi também por amor ao esporte que os irmãos Rogério Romero, ex-nadador que competiu em cinco Jogos Olímpicos e atual gerente de Esportes do Minas Tênis Clube, e o irmão Julian Romero criaram o site Swim It Up, endereço especializado em natação para divulgar notícias, resultados, rankings e fotos. Há 21 anos, fizeram o primeiro bolão. Hoje é Julian que cuida das atividades. O ex-nadador fica na torcida por causa das outras atividades.

“O primeiro bolão foi em 2000. Depois fizemos nas Olimpíadas de 2004 a 2012. Fizemos bolões de campeonatos mundiais de natação em 2007, 2009, 2011 e 2013. Sempre demos prêmios nesses bolões, que têm participação pequena: entre 100 a 350 pessoas”. Os maiores prêmios que já deram foram viagens para o Mundial de Roma, em 2009, e para o Mundial de Barcelona, em 2013.

Os participantes, conforme ele explica, são pessoas antenadas no esporte. “Decidi reorganizar um bolão diferente agora. Pela primeira vez, as pessoas podiam palpitar nos nadadores que seriam parte da seleção olímpica. O bolão olímpico de Tóquio era inevitável”, diz Julian. O prêmio é uma réplica da medalha olímpica.

Romero explica que não tem lucro ao organizar o bolão. “Eu faço porque acho interessante lidar com a torcida. No final, o trabalho é de incentivar a natação brasileira, movimentar, divulgar e manter um histórico. O objetivo é incentivar a natação.”

A dupla brasileira Martine Grael e Kahena Kunze conquistou o bicampeonato olímpico da classe 49er FX da vela no início da madrugada desta terça-feira (3) na Marina de Enoshima. A confirmação do ouro na Olimpíada de Tóquio (Japão), com 76 pontos perdidos, veio com a terceira colocação na regata da medalha.

A dupla da Alemanha Tina Lutz e Susann Beucke fechou a prova desta terça na quinta colocação, e ficou com a medalha de prata, com 83 pontos perdidos. As holandesas Annemiek Bekkering e Annette Duetz foram a nona melhor dupla na regata decisiva e fecharam o pódio, conquistando o bronze com 88 pontos perdidos.

Antes da prova final, a dupla holandesa liderava com 70 pontos, as brasileiras apareciam em segundo também com 70 e as alemãs vinham logo atrás com 73 pontos. A regata da medalha ofereceu pontuação dobrada em relação às provas tradicionais e teve duração de 20 minutos, dez a menos que as outras 12 disputadas anteriormente. Nessa regata decisiva, a dupla primeira colocada perdeu 2 pontos. Aquelas que ficaram em segundo lugar perderam 4 pontos, e assim por diante.

O tempo segue firme em toda região Centro-Oeste nesta terça-feira (03). As temperaturas seguem em elevação e a umidade relativa do ar fica baixa, especialmente durante a tarde.

Uma grande amplitude térmica deve marcar o dia, pois as manhãs continuam frias em Mato Grosso do Sul. De acordo com o Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec), as mínimas podem ficar em torno dos 8°C na região sudoeste e as máximas podem atingir os 30°C nas região norte. 

Devido a atuação de uma massa de ar seco, poucas nuvens se formam elevando as temperaturas e reduzindo os níveis de umidade relativa do ar que podem variar entre 10-35% neste dia, especialmente nas regiões pantaneira, centro-norte e leste. 

As recomendações incluem tomar bastante líquido, evitar exposição direta ao sol e atividades físicas nos horários mais quentes e secos do dia.

Mato Grosso do Sul tem 54 cidades com taxa de letalidade da Covid-19 abaixo da média nacional, que é de 2,8%. A variação no Estado vai desde 1,0% em Inocência e Jateí a 4,2% no município de Terenos, que apresenta o maior percentual.  Os dados constam no boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES).

A taxa de letalidade mede a porcentagem de pessoas que se infectam com o vírus e chegam ao óbito. Por exemplo, Mato Grosso do Sul tem sua taxa em 2,5%, ou seja, a cada 100 pessoas que contraem a doença, 2,5 se tornam vítimas fatais.

Estão abaixo da taxa nacional os municípios de Dourados, Três Lagoas, Naviraí, Aquidauana, Maracaju, Coxim, Nova Andradina, São Gabriel do Oeste, Amambai, Rio Brilhante, Costa Rica, Chapadão do Sul, Fátima do Sul, Bonito, Ivinhema, Ladário, Água Clara, Aparecida do Taboado, Caarapó, Ribas do Rio Pardo, Bataguassu, Itaporã, Itaquiraí, Porto Murtinho, Deodápolis, Mundo Novo e Nova Alvorada do Sul.

Além das cidades de Sonora, Dois Irmãos do Buriti, Batayporã, Glória de Dourados, Brasilândia, Angélica, Nioaque, Pedro Gomes, Tacuru, Anaurilândia, Selvíria, Aral Moreira, Iguatemi, Paraíso das Águas, Douradina, Paranhos, Bandeirantes, Inocência, Juti, Laguna Carapã, Novo Horizonte do Sul, Rochedo, Santa Rita do Pardo, Alcinópolis, Rio Negro, Taquarussu e Jateí.

A taxa de letalidade no Estado esteve abaixo de 2,0% até março deste ano e ultrapassou este patamar em abril, chegando a 2,1%, subindo em seguida para 2,3% (maio), 2,4% (junho) e agora está em 2,5% desde julho.

Redução de casos e mortes

Ao fazer o fechamento dos dados dos dois últimos meses, o cenário mostra uma redução de mais de 50% dos casos e mortes por Covid no Estado, na comparação entre julho e junho deste ano. Outro ponto positivo é a queda de 32% no número de pessoas internadas devido a doença, ao comparar a situação de 30 de junho e 31 de julho.

O secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, ressaltou que os números são positivos, mas que a pandemia ainda não acabou, por isso é importante manter as medidas de restrição e continuar o processo de vacinação da população.

"É preciso muito cuidado, principalmente nas notícias que vêm de todas as partes do mundo. Hoje estava escutando em uma grande emissora nacional sobre a decisão do governo chinês de confinar milhões de chineses, por causa da variante Delta”, ponderou o secretário.

Mato Grosso do Sul continua como destaque nacional na vacinação, liderando o ranking entre os estados na aplicação da primeira e segunda dose. Outro fator relevante é a distribuição dos imunizantes aos 79 municípios em menos de 12 horas.

A Sems (Secretaria Municipal de Saúde) informa que aplicou todas as “Doses 1” de vacinas contra a Covid-19 nesta segunda-feira (2). Agora, a Imunização será focada na aplicação de “Doses 2” das vacinas Coronavac, Pfizer e AstraZeneca.

Dose 2

A campanha de vacinação segue no município focada na Dose 2. Nas unidades de saúde, a vacinação estará aberta a partir das 13h desta terça-feira (3).

Já no CCI Andre Chamorro, a vacinação começa às 7h30 indo até às 11h e depois no período da tarde das 13h às 17h.

Para vacinar é preciso levar documento com foto, o cartão de vacinação contendo o comprovante da Dose 1 e o CPF.

Coronavac

As pessoas que tomaram a Dose 1 da vacina Coronavac/Butantan/Sinovac até o dia 07/07/21 podem tomar a Dose 2 no Centro de Convivência do Idoso a partir de amanhã.

Pfizer

As pessoas que tomaram a Dose 1 da vacina Pfizer/Comirnaty até o dia 22/05/21 podem tomar a Dose 2 no Centro de Convivência do Idoso a partir de terça-feira (3).

Gestantes que tomaram a Dose 1 de AstraZeneca até o dia 22/05/21 também deverão ir ao CCI, na mesma data, para completar o esquema vacinal com Dose 2 da Pfizer. As gestantes precisam apresentar recomendação médica para a D2 com Pfizer.

AstraZeneca

As pessoas que tomaram a Dose 1 da vacina AstraZeneca/Oxford/Fiocruz até o dia 22/05/21 podem tomar a Dose 2 nas unidades de saúde do Maracanã, Parque do Lago II e Parque das Nações I a partir de terça-feira (3). O horário de atendimento é comercial.

Quem tomou AstraZeneca também pode tomar a Dose 2 no Drive do Pavilhão de Eventos Dom Teodardo no mesmo dia. O serviço funcionará das 14h às 19h.

A Câmara Municipal de Dourados aprovou nesta segunda-feira (2) os 22 projetos de lei presentes na pauta de votação da 25ª sessão ordinária de 2021. Em segunda discussão e votação, os vereadores aprovaram o Projeto de Lei Complementar Nº 005/2021, de autoria do vereador Mauricio Lemes (PSB), que altera dispositivos no art. 119 § 6º da Lei Complementar nº 205 de 19 de dezembro de 2012, que dispõe sobre o Zoneamento, Uso e Ocupação do Solo e o Sistema Viário no Município de Dourados; o Projeto de Lei Nº 069/2021de autoria do vereador Juscelino Cabral (DEM), que instituiu o Programa Educação para o trânsito nas Escolas da Rede Municipal de Ensino de Dourados e o Projeto de Lei Nº 073/2021de autoria da vereadora Liandra da Saúde (PTB), que dispõe sobre a criação do Programa para Prestação de Assistência Odontológica à pacientes internados em unidades hospitalares do município.

Também em segunda votação, a Câmara aprovou dois projetos de lei, de autoria do vereador Elias Ishy (PT), que denominam Gentil de Matos, a Rua Projetada 16 JCA, localizada no Loteamento João Carneiro Alves I, e João Schvarcz (Sr. Neno), a Rua Projetada 35 JCA II, localizada no Loteamento João Carneiro Alves II, além do projeto de lei nº 084/2021, de autoria do vereador Marcão da Sepriva (Solidariedade), que denomina Rua José Barboza, o Corredor Público 16, localizada no Bairro Sitiocas Campo Belo I e II; do projeto de Lei nº 085/2021, de autoria do vereador Juscelino Cabral (DEM), que denomina Cesar Gomes Matos, a Rua Projetada JM, localizada no Jardim Marília; e o Projeto de Lei nº 086/2021de autoria do vereador Olavo Sul (MDB), que denomina Elza Barbosa da Cruz, a Rua Marginal Guassú, localizada no loteamento Residencial Guassú.

Já em primeira discussão e votação, os vereadores de Dourados aprovaram outros 13 projetos de lei, entre eles o Projeto de Lei Complementar nº 010/2021, de autoria do Poder Executivo, que altera o anexo V da Lei Complementar 205, de 19 de outubro de 2012, que dispõe sobre o Zoneamento, Uso e Ocupação do Solo e o Sistema Viário no Município de Dourados.

Também foram aprovados quatro projetos de lei, de autoria do vereador Olavo Sul (MDB), que instituem e incluem no Calendário Oficial de Eventos do Município o Dia Municipal da Polícia Militar (a ser comemorado anualmente em 21 de abril), o Dia Municipal do Bombeiro Militar (a ser comemorado anualmente em 02 de julho), o Dia Municipal da Água (a ser comemorado anualmente em 22 de março), o Dia Municipal da Polícia Civil (a ser comemorado anualmente em 21 de abril).

De autoria do vereador Marcão da Sepriva, a Câmara de Dourados também aprovou o projeto de lei que denomina Rua José Carola da Silva, o Corredor Público A, localizado no Bairro Sitiocas Campo Belo III.

Ainda em primeira discussão e votação, os vereadores aprovaram sete projetos de lei, de autoria do vereador Sergio Nogueira (PSDB), que denominam Rua Carmo de Campos, a Rua GV 14B, localizada no Loteamento Residencial Greenville; Rua Marcílio Dias Rodrigues, a Rua Projetada 18 JCA, localizada no Loteamento João Carneiro Alves I; avenida Walter Névola, a Avenida 06, localizada no Distrito Industrial; Rua José Candido Pessôa de Mello Netto, a Rua 05, localizada no Loteamento Parque Industrial Londrina; Rua José Carlos Venâncio da Silva, a Rua Projetada RP 1, em toda sua extensão, localizada no Loteamento Chácaras Califórnia e Royal Parque; Rua Geremias Gueiros, a Rua Travessa do Ipê, localizada no Loteamento Vival dos Ipês; e Rua José Held, a Rua Projetada 36 JCA II,  localizada no Loteamento João Carneiro Alves II.

Fechando a sessão, os vereadores aprovaram em única discussão e votação o Projeto de Decreto Legislativo nº 011/2021de autoria do vereador Laudir Munaretto (MDB), que concede Diploma de Honra ao Mérito Esportivo ao atleta Alex Merlim “Babalu”, pelo destaque no Futsal nacional e internacional.

TRIBUNA LIVRE

O espaço tribuna livre da Câmara de Dourados foi utilizado nesta segunda-feira pelo inspetor da Guarda Municipal, Eleandro Aparecido Miqueletti, que explanou sobre o projeto para aquisição de equipamentos de condutividades elétrica e incapacitação neuromuscular, através de emendas impositivas. Já representante da Casa Criança Feliz, Ronalde Vitor Ferreira, discorreu sobre o trabalho de atendimento social e preventivo desenvolvido pela instituição há 25 anos junto às crianças e adolescentes do município.

A maior campanha de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra mulheres do Estado de Mato Grosso do Sul, “Agosto Lilás”, será lançada nesta terça-feira (03), às 14h, na Associação dos Municípios do Mato Grosso do Sul (Assomasul). O evento será realizado com restrição de público e seguirá todas as medidas de biossegurança impostas pela pandemia da Covid-19, com o uso de máscaras e de álcool nas mãos, medição de temperatura e distanciamento social.

A subsecretária de Estado de Políticas Públicas para Mulheres, Luciana Azambuja, comemora a realização do evento presencial. “Desde março do ano passado, quando entramos na pandemia, todos os nossos eventos foram cancelados. Muitas das gestoras municipais são novas e não nos encontramos ainda. Será uma oportunidade única para troca de experiências e networking. A violência contra mulheres na pandemia tem nos preocupado muito e precisamos reunir, ouvir, dialogar e construir, coletivamente, estratégias para a prevenção e combate às violações de direitos das mulheres e meninas”, explica.

Nesta edição da campanha, em alusão aos 15 anos da Lei Maria da Penha, a Subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres (SPPM), reuniu diversos parceiros governamentais e não-governamentais, para a realização de uma série de ações virtuais e presenciais, que serão divulgadas no evento.

Na ocasião será realizada a entrega dos certificados do Selo Social “Prefeitura Amiga da Mulher” às/aos representantes dos municípios de Caarapó, Caracol, Corumbá, Guia Lopes da Laguna, Jardim e São Gabriel do Oeste, além da pactuação de parcerias com instituições para o enfrentamento a violência contra as mulheres.

Encerrando o evento, Aparecida Gonçalves, especialista em políticas públicas para mulheres e consultora para elaboração do “Pacto Estadual de Enfrentamento à Violência contra Mulheres de Mato Grosso do Sul”, abordará os avanços e desafios das políticas de enfrentamento à violência nos 15 anos da Lei Maria da Penha.

A Prefeitura de Dourados, através da Semed (Secretaria Municipal de Educação), preparou as escolas para a volta às aulas presenciais seguindo todas as medidas de biossegurança. Na sexta-feira (30), o titular da 17ª Promotoria de Justiça de Dourados, Luiz Gustavo Terçariol, visitou duas unidades da Reme (Rede Municipal de Ensino) para conhecer o trabalho. Importante ressaltar que os pais devem procurar a instituição na qual o filho está matriculado para entender como será o retorno e assinar o termo que define volta às aulas presenciais.

A visita do promotor teve intuito de verificar como as medidas de biossegurança foram instauradas. A secretária municipal de Educação, Ana Paula Benitez Fernandes, explica que as escolas começaram a passar pela adaptação durante o período de férias letivas.

“Nós realizamos os repasses e cada unidade da Reme ficou responsável por seguir as medidas solicitadas, como o distanciamento, distribuição dos pontos de álcool 70% e sinalização que ressalta a importância do uso de máscaras”, contou

O titular da 17ª Promotoria de Justiça de Dourados, Luiz Gustavo Terçariol, destaca que além das ações, é preciso que haja a colaboração da sociedade. “As salas de aula estão com o distanciamento necessário e por toda a escola é possível ver cartazes que sinalizam a necessidade dos cuidados. Portanto, neste momento o mais importante é que os alunos e os pais cumpram o protocolo”, pontuou.

A visita, realizada na sexta-feira, percorreu duas unidades da Reme. A primeira parada foi na Escola Municipal Lóide Bonfim de Andrade, e a segunda no Ceim (Centro de Educação Infantil Municipal) Paulo Gabiatti.

Adesão dos pais

Nesta semana, as 85 instituições de ensino da Reme, sendo elas 46 escolas e 39 Ceims, estão abertas para a receber a visita dos pais. Esse processo é necessário para que o pai possa conhecer a instituição e as mudanças que foram realizadas para a retomada presencial das aulas.

“Os pais precisam ligar na escola em que o filho está matriculado e agendar sua visita. Com isso, nós iremos apresentar a escola, as mudanças e os responsáveis assinarão um termo de compromisso que define se a criança irá retomar para o ensino presencial ou não”, reforçou a secretária de Educação.

Esta semana será voltada para a acolhida aos pais, para que possam tirar dúvidas de como funcionará o ensino presencial e definir se o aluno continuará de forma remota ou não. “Nós precisamos que o pai colabore com a instituição e assine o termo que define em que modelo o aluno seguirá o ano letivo, para definir quantas crianças estão em sala e outros critérios”, concluiu Ana Paula.

Começam hoje (3) as inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), usado para selecionar candidatos a vagas em instituições públicas de ensino superior a partir das notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Os estudantes interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever até sexta-feira (6). Os candidatos devem ter participado da última edição do Enem, mas não como “treineiros”, e não podem ter tirado nota zero na redação.

Na página do sistema é possível consultar as vagas disponíveis, pesquisando por cidades, cursos e instituições. No momento da inscrição, o candidato poderá escolher até duas opções de curso.

Conforme o cronograma divulgado pelo Ministério da Educação (MEC), o resultado da seleção será divulgado no dia 10 de agosto.

As matrículas serão abertas no dia 11, se estendendo até o dia 16 de agosto. Além disso, entre 10 e 16 do mesmo mês, estarão abertas as inscrições para a lista de espera por vagas remanescentes, cujos contemplados serão anunciados no dia 18.

Os pequenos negócios apresentaram um saldo positivo de 2.094.812 empregos com carteira assinada, o que significa 71,8% das vagas criadas no país. Número quase três vezes superior ao das médias e grandes que contrataram, entre julho de 2020 e julho de 2021, 717.029 trabalhadores, segundo levantamento do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia.

Apenas em junho de 2021, as micro e pequenas empresas (MPE) apresentaram 871.197 admissões contra 654.801 desligamentos, resultando em um saldo positivo de 216.396 empregos gerados. 

Admissões

Esse montante equivale a 70% do total de empregos no território nacional. Já as médias e grandes empresas (MGE) fizeram 663.993 admissões contra 596.048 desligamentos, com saldo positivo de 67.945 empregos, o que equivale a 21,9% do total gerado no país.

Ainda de acordo com Sebrae, o segmento de serviços, um dos mais afetados pela pandemia de covid-19, foi o que mais gerou empregos. Em junho, essas empresas criaram 87,2 mil novas vagas, seguidas pelas do comércio com 63,2 mil, indústria da transformação com 30,9 mil, construção civil com 26,4 mil e agropecuária com 5,9 mil. Todos os setores das MPE apresentaram resultado positivo, diferentemente do que ocorreu nas MGE, que fecharam cerca de seis mil vagas na construção civil.

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) publicou no Diário Oficial do Estado (DOE) o Chamamento Público por meio de verba proveniente do pacote de apoio “Retomada MS”, do Governo Estadual, para habilitação de Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP’s) para seleção de projeto para realizar parte do Festival de Arte e Cultura de MS - Diversidade e Cidadania.

O evento acontecerá em modo hibrido, com apresentações online e presenciais de 22 novembro a 05 de dezembro em diversos bairros e no centro de Campo Grande, levando gratuitamente para a população as mais variadas artes.

A Fundação de Cultura MS habilitará Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP’s), que tenham em seus estatutos a finalidade cultural, a fim de selecionar o melhor projeto para executarem parte da produção do evento denominado Festival de Arte e Cultura de MS - Diversidade e Cidadania, por meio de Termo de Parceria.

Para execução do objeto do Termo de Parceria, a candidata poderá apresentar um projeto de até R$ 5.300.000,00 (cinco milhões e trezentos mil reais), incluindo todos os itens de despesas necessários à realização do projeto apresentado.

As OSCIP’s interessadas em participar podem se inscrever de 30 de julho a 30 de agosto para o Chamamento Público, deverão se pautar nas exigências mínimas para apresentação dos projetos. A seleção ocorrerá em duas fases: a fase de habilitação e a fase de seleção de projetos.

“Por meio desse chamamento será possível realizar mais um evento cultural de grande porte, dentro das normas de biossegurança ao Covid estipuladas para a época pelas autoridades sanitárias. Incentivando assim a parte econômica, propiciando mais uma oportunidade de trabalho para a classe artística que foi tão atingida pela pandemia, quanto a parte social, da coletividade, que foi privada por tanto tempo dos eventos presenciais”, explica Mariana Rondon, diretora-geral da FCMS.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3316-9331. Clique aqui para acessar o Chamamento na íntegra.

360x310 (2) Imobiliaria
360x310 (3) Comercial Oshiro
Publicidade