All for Joomla The Word of Web Design
Dourados-MS,
Prefeitura1

Grid List

Dados do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran) aponta que de janeiro a 11 de novembro, o trânsito de Dourados registrou 685 acidentes, sendo com 450 vítimas feridas, 228 sem vítimas feridas e sete mortes.

A maioria dos acidentes (49%) ocorre em pleno dia, sendo que as colisões transversais (41%) são as mais constantes, seguidas das colisões laterais (27,5%). Dourados atualmente é a terceira no ranking de acidentes, ficando atrás de Campo Grande com 4.364 e Três Lagoas que registrou 716 acidentes nesse ano. Em todo o Estado foram mais de 55 mil acidentes registrados esse ano.

No caso de Dourados, mapeamento do corpo de Bombeiros de Dourados apontou que o trânsito do município conta 23 principais cruzamentos onde mais ocorrem acidentes. O estudo mostra ainda que a avenida Marcelino Pires é que a líder em ocorrências. De 1.012 acidentes registrados pelo Corpo de Bombeiros, 106 ocorreram na avenida Marcelino Pires, com 197 pessoas feridas e uma vítima fatal em 2018.

Dos 23 cruzamentos mais perigosos de Dourados, pelo menos cinco chamam a atenção. O que mais registra acidente fica entre a avenida Joaquim Teixeira Alves e a Quintino Bocaiúva com o registro de 15 acidentes. Em seguida os cruzamentos entre: a Floriano Peixoto e Olinda Pires de Almeida (6), a Monte Alegre com a Barão do Rio Branco (6), a Ponta Porã com a Benjamin Constant (6) e a João Vicente Ferreira (6). Entre as avenidas, a Joaquim Teixeira Alves fica em segundo lugar com 57 acidentes e 101 feridos. A Monte Alegre registrou 55 acidentes e 117 feridos, a coronel Ponsiano registrou 47 acidentes e 82 feridos. A Weimar Gonçalves Torres registrou 40 acidentes e 101 feridos.

Protestos

O trânsito de Dourados vem sendo alvo de protestos constantes da população, principalmente em vias de acesso a BR 163, a MS 156 e a Rua Coronel Ponsiano que ligam o centro a bairros importantes do município. Nesses locais há grande fluxo de veículos e pedestres, porém sem medidas de segurança, estão ocorrendo acidentes que têm tirado a vida de muitos douradenses.

Na BR 163, a população clama por um viaduto e passarelas que possam possibilitar o trânsito seguro na travessia da avenida que dá acesso a vários bairros como o 4º Plano e Campo Dourado. Na Rua Coronel Ponsiano, os moradores pedem a instalação de quebra-molas, faixas elevadas e lombadas eletrônicas. Só neste ano, nove pessoas morreram em acidentes de trânsito na Rua Coronel Ponciano, conforme a Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran).

Na rodovia MS-156 a comunidade reivindica passarela aérea para ligar os bairros Guaicurus e Dioclécio Artuzi. No último dia 02 de outubro, os moradores colocaram barricada de pneus e impediram a passagem de veículos como forma de protestos. Outra possibilidade é a de implantação de guardrail na rodovia, de forma a obrigar que os usuários da via façam o contorno pela rotatória. Eles também sugerem como opção a construção de um viaduto no entroncamento da MS-156 com a BR-163.

Durante a Operação Hórus, desencadeada pela SEJUSP/MS e pela Secretaria Nacional de Operações Integradas (SEOPI) do Ministério de Justiça e Segurança Pública, a Polícia Militar Rodoviária em ação conjunta com a Polícia Militar de Bodoquena, apreenderam ontem, por volta das 10h, uma carreta carregada com aproximadamente 400 caixas de cigarro do Paraguai, e efetuou também a prisão de dois homens de 27 e 43 anos.

A apreensão ocorreu quando a equipe da Polícia Militar Rodoviária recebeu informações da Polícia Militar de Bodoquena, que estes haviam abordado um veículo Gol/VW, com placas de Goiânia – GO, em que seu condutor, um paranaense de 43 anos, confessou que estaria realizando a função de batedor a uma carreta branca que percorreria o trecho entre Bela Vista e Campo Grande, que seria seu destino final.

Com base dessas informações, a equipe da PMR realizou diligências até encontrar a carreta com placas de Curitiba – PR com as características descritas, estacionada em uma oficina mecânica de Bodoquena - MS.

No interior do veículo estava um homem de 27 anos, natural de Itaquiraí – MS, e ao conferir a carga, foi constatada aproximadamente 400 caixas de cigarro oriundas do Paraguai.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão pelo crime de contrabando aos dois homens, sendo encaminhados juntamente com os veículos e os cigarros à Polícia Federal de Campo Grande.

Denúncias e informações: ligue 198 e fale com a PMR.

Mulher identificada até o momento como Raquel, acabou baleada de raspão na cabeça pelo próprio marido na madrugada desta quarta-feira (20/11). O caso ocorreu no bairro Estrela Verá, em Dourados, por volta de 1h30.

Populares ouviram o disparo e acionaram a Polícia Militar e o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). 

O suspeito teria deixado o local do crime após o fato. Ele fugiu em uma moto. 

Conforme informações preliminares apuradas junto a socorristas do Samu, a vítima estava consciente e o tiro teria atingido superficialmente a cabeça.  

O caso é investigado. 

A judoca Aléxia Vitória Nascimento faturou, nesta terça-feira (19.11), o tricampeonato dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ) – Etapa Nacional, em Blumenau-SC. A atleta campo-grandense, da Escola Estadual Orcírio Thiago Oliveira, ajudou também a delegação de Mato Grosso do Sul a fechar o terceiro dia de evento com duas medalhas, de 10 obtidas até o momento.

O ouro foi alcançado na categoria meio-leve (até 48 kg), para atletas de 15 a 17 anos, que pisaram pela primeira vez nos tatames blumenauenses. Aléxia começou sua trajetória rumo ao tricampeonato nas oitavas de final, contra a carioca Beatriz Lopes. Nas quartas, derrubou Fabiane Pires, do Distrito Federal, e na semifinal, a maranhense Maysa Carvalho. A “hora da verdade” foi diante de Krishna Alves, do Rio Grande do Sul.

Segundo o pai e técnico de Aléxia, Alessandro Souza Nascimento, um dos membros da comissão técnica sul-mato-grossense nos JEJ, o tri já era esperado, mas foi preciso concentração. “Eu a orientei o tempo todo para não perder o foco, sempre ligada no objetivo maior que era o título. Deu certo e conseguimos o tão esperado tricampeonato para coroar mais um ano”.

O sensei afirma que todas as lutas tiveram alto grau de dificuldade, em especial a primeira, classificada por ele como “a final” no percurso da campo-grandense até o lugar mais alto do pódio. “Ela [Aléxia] pegou a segunda do ranking nacional na categoria e, por isso, foi, teoricamente, a final”.

Na briga pelo ouro, Nascimento relata que a adversária, a gaúcha Krishna Alves, deixou cair no tatame um nebulímetro, popularmente conhecido como “bombinha de asma”. Após o incidente, foi desclassificada, por infringir as regras oficiais da modalidade.

A segunda medalha de Mato Grosso do Sul do dia ficou por conta de Leticia Reis de Souza Borges, da Escola Estadual Rui Barbosa, de Campo Grande. Pela categoria superligeiro (até 40 kg), a judoca da capital iniciou vencendo Mary Lucas, do Rio de Janeiro, nas oitavas de final. Na fase posterior, passou pela baiana Ashila Mota. A sul-mato-grossense acabou eliminada para Rebeka Venceslau, do Pernambuco, na semifinal. A pernambucana, no fim, sagrou-se campeã. Leticia Borges teve de superar Viviane Vieira, do Ceará, na repescagem, para colocar o bronze na mala.

Até o momento, Mato Grosso do Sul tem 10 medalhas (quatro de ouro, uma de prata e cinco de bronze) no quadro geral e já supera a marca da etapa nacional do ano passado, finalizada oito condecorações.

As disputas da arte marcial japonesa terminam nesta quarta-feira (20.11), em mais um dia de lutas na faixa etária de 15 a 17 anos, só que agora nas categorias meio-médio, médio, meio-pesado e pesado.

A concessionária que administra o Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão, e a Guarda Municipal do Rio montaram um esquema especial nesta quarta-feira (20) para o embarque do Flamengo para a final da Libertadores, em Lima.

Segundo a RIOgaleão, o embarque ocorre por volta das 14h30 no Terminal de Cargas do aeroporto. Ainda segundo a concessionária, a operação especial foi organizada devido à expectativa de circulação intensa de torcedores no local e para minimizar os impactos aos passageiros comuns.

A concessionária informou que entre esta quarta e o sábado (23), serão 18 voos extras para Lima. São cerca de 3 mil passageiros a mais circulando no aeroporto.

Os viajantes que embarcarão em voos rumo a Lima (Peru), para acompanhar a partida de sábado (23), deverão seguir para o terminal 2, onde normalmente acontece a movimentação de passageiros.

"Aos passageiros com voos marcados para o Galeão nesta quarta-feira, entre 12h e 15h, recomenda-se que dirijam-se para o aeroporto com antecedência maior que a de costume", acrescentou a RIOGaleão.

Guarda no trânsito

Já a Guarda Municipal do Rio informou que montou esquema especial de trânsito em apoio à delegação do Flamengo.

Ao todo, 15 guardas vão atuar em locais com concentração de torcedores, entre eles a sede do clube na Avenida Borges de Medeiros, na Gávea, no entorno do aeroporto Tom Jobim, nas estações do BRT de Madureira, além do Centro de Treinamento Ninho do Urubu, em Vargem Grande.

As equipes começam a atuar a partir das 7h desta quarta. A ação será realizada para evitar transtornos no trânsito das principais vias da cidade, além de coibir infrações, como o estacionamento em local proibido.

Dois lutadores de Mato Grosso do Sul foram campeões no Campeonato Sul-Americano de Kickboxing, em Lima, no Peru.

Sidinei Carmo de Souza, de 25 anos, é natural de Caarapó e foi campeão na categoria até 57 kg. “Me faltam palavras. Obrigado a cada um que me ajudou a tornar isso possível”, comemorou o atleta.

Outro medalhista de ouro na capital peruana foi Caiubi Ajala na categoria até 67 kg. “Não tinha esse título, sou apenas campeão brasileiro e pan-americano e tenho títulos do muay thai nestes dois níveis. Fico feliz por levar mais uma medalha que dá ‘bagagem’, aprendizado à carreira”.

O presidente da federação estadual da modalidade, Joemerson Souza Leite, comemora os desempenhos dos lutadores. “Temos uma nova geração dando continuidade em levar o nome do Estado aos lugares mais altos”.

As obras de saneamento crescem cada vez mais no município de Dourados. O Governo do Estado, por meio da Sanesul, está construindo mais dois novos reservatórios. Juntos, eles terão capacidade de reservar três milhões de litros de água tratada. A obra está sendo executada às margens da Avenida Guaicurus, saída para as universidades UEMS e UFGD.

O diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro Junior, explica que essas obras estratégicas fazem parte de um amplo projeto de ampliação do sistema de abastecimento de água no município de Dourados.

"São obras substanciais que asseguram o fornecimento de água tratada para milhares de famílias em Dourados. A Sanesul trabalha para suprir a demanda atual ao mesmo tempo que executa obras projetadas para atender a expansão do município", disse o representante da estatal.

A parceria entre o Governo do Estado, por meio da Sanesul, e o município de Dourados, garantem avanços significativos na área de saneamento e o fornecimento de água tratada para toda a cidade, além de coleta e tratamento do esgoto.


Dados da Diretoria de Engenharia e Meio Ambiente da Sanesul (DEMAM) apontam que no município, de 2015 a 2019, o Governo do Estado investe em saneamento aproximadamente R$ 241,5 milhões.


Esse valor, proveniente de recurso próprio e federal, abrange obras concluídas, em execução e a executar.


Saneamento é pauta "Governo Presente" em Dourados


As demandas do saneamento para o município de Dourados também será pauta do programa 'Governo Presente', que acontece entre os dias 20 a 22 em Dourados.


'Governo Presente', o programa de atendimento individual do Governo do Estado, ao qual são ouvidas as lideranças de municípios com a presença de secretários, dirigentes de empresas estatais, procuradoria jurídica e toda a estrutura de governança.


Dourados será atendido no programa nesta quarta-feira (20). Na ocasião, os representantes do município terão um espaço reservado para conversar com o governador Reinaldo Azambuja e com a diretoria da Sanesul sobre as demandas na área de saneamento.


O Programa Governo Presente será realizado no escritório regional da Sanesul, localizado na Avenida Presidente Vargas 1585, Vila progresso.

O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) publicou edital nesta quarta-feira (20) notificando mais de 900 condutores, da cidade de Dourados, a comparecerem nas Agências de Trânsito para regularizar a documentação com o consequente pagamento dos encargos devidos, relativo aos veículos recolhidos/apreendidos.

Os nomes listados têm um prazo de 10 dias, a contar da publicação da notificação, para regularizar a situação. O não comparecimento dos proprietários no prazo estabelecido implicará no leilão dos respectivos veículos.

Os veículos poderão ser levados a qualquer modalidade de leilão, ou seja, para desmontagem, reciclagem ou circulação. O Órgão lembra que mesmo com a licitação, na eventualidade do produto financeiro ser insuficiente para a cobertura dos débitos, os responsáveis serão cobrados judicialmente pelas importâncias remanescentes. Para mais informações, os condutores devem comparecer no respectivo local de recolhimento/apreensão.

A lista completa está disponível no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (20), a partir da página 75.

Jornalistas, radialistas, publicitários e estudantes estão convidados para somar forças e participar da elaboração de um plano de luta contra a Medida Provisória 905/19, publicada no Diário Oficial da União de 12 de novembro e que revoga a obrigatoriedade de registro profissional. O evento será no dia 26 de novembro, às 19h30, no Plenarinho da Câmara de Vereadores de Dourados e é promovido pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais da Região da Grande Dourados (Sinjorgran).

Em Mato Grosso do Sul, o Sinjorgran e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul (Sindjor-MS) estarão articulados para agir em conjunto. As reuniões serão realizadas em Campo Grande, na segunda-feira, e no dia seguinte, em Dourados, buscando o envolvimento dos comunicadores de todo o estado.

A mobilização contra a MP 905/19 é nacional. Já nesta semana, a partir de 21 de novembro, a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e os sindicatos de vários estados realizarão assembleias reunindo a categoria para defender a profissão. O objetivo é convocar um Dia Nacional de Lutas em Defesa do Jornalismo, que será realizado em 04 de dezembro, quando a federação enviará uma comitiva a Brasília para agenda com os presidentes da Câmara Federal, Rodrigo Maia, e do Senado Federal, Davi Alcolumbre.

Paralelamente, os sindicatos devem entrar em contato com os parlamentares que representam seus estados de origem para dialogar sobre a importância da retirada dessa MP, que altera diversos pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), se configurando numa nova Reforma Trabalhista. As alterações relacionadas ao controle de jornada diária e trabalho aos fins de semana, por exemplo, trarão muitos prejuízos aos jornalistas. “A pressão é importante. Após ação da Fenaj denunciando a precarização para a profissão com essa MP, já circularam informações de que Maia iria retirar esse item sobre o registro dos jornalistas, mas até isso ocorrer, devemos permanecer mobilizados”, orienta Maria José Braga, presidenta da Fenaj.

Está prevista para segunda-feira, 25 de novembro de 2019, a visita do Presidente do Brasil Jair Bolsonaro à Dourados.

De acordo com informações o presidente vem a Dourados para inauguração de uma unidade da Coamo que está sendo instalada na margem da BR-163, na saída para Caarapó.

Estava tudo certo a vinda de Bolsonaro para a cidade, mais tudo dependia da agenda do Presidente que foi definida a última semana e segundo foi informado , Bolsonaro deve vir à Dourados na manhã da próxima segunda, onde além de se encontrar com diversos empresários, terá agenda com políticos da região e com o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja.

Fonte: Dourados on line

O presidente Jair Bolsonaro assinou a carta de desfiliação do PSL, partido pelo qual se elegeu. A carta será entregue ao partido e à Justiça Eleitoral ainda nesta terça-feira, 19, abrindo caminho para que ele possa assumir a presidência da sigla que, ao lado de aliados, decidiu fundar, o Aliança pelo Brasil. A reunião para o lançamento do partido será realizada nesta quinta-feira, 21, em Brasília. As informações são do Estadão Conteúdo.

A advogada do presidente Karina Kufa, afirmou que não há nenhum obstáculo para que o presidente possa ocupar também o posto da presidência do partido. Nesta segunda-feira, 18, questionado se assumiria o cargo, Bolsonaro respondeu: “Acho que sim”. Admar Gonzaga, advogado que integra a equipe de consultores que atua no processo da saída do presidente do PSL, afirmou que essa é a hipótese viável e “aconselhada.”

Gonzaga e Kufa reuniram-se com o presidente no Palácio do Planalto nesta tarde. Ao sair do encontro, Gonzaga voltou a criticar a conduta da presidência do PSL e do presidente do partido, Luciano Bivar. Ele garantiu haver inúmeras razões para se alegar justa causa para a saída do presidente do partido. Citou como exemplo os processos de cassação.

“O que se viu na postura do presidente do PSL e de toda aqueles que o acompanharam é uma flagrante falta de compromisso com a transparência, com a boa gestão de dinheiro público e isso é inaceitável para o presidente da República”, disse.

Bolsonaro entrou em rota de colisão com o PSL em outubro, quando, sabendo que estava sendo filmado, disse a um apoiador que Bivar estava “queimado”. A partir do episódio, a situação rapidamente se deteriorou até que, semana passada, Bolsonaro e seus aliados anunciaram a criação do novo partido. A intenção, no entanto, depende de uma série de procedimentos, incluindo a reunião de assinaturas de apoiadores, em várias partes do País.

A cisão entre bolsonaristas e o PSL é atribuída a uma disputa pelo fundo partidário. Gonzaga, no entanto, disse que a versão é incorreta. “Não estamos preocupados com o fundo partidário até porque os candidatos do partido quase ou nada foram utilizados desses recursos.”

 

O estatuto do Aliança pelo Brasil, seus fundadores e presidentes deverão ser apresentados nesta quinta. Karina afirmou que será feito um sistema de compliance e que serão disponibilizados materiais compatíveis para pessoas com necessidades especiais. Haverá ainda material para portadores de doenças raras, uma das bandeiras da primeira dama, Michelle Bolsonaro. Karina não informou se a primeira-dama fará parte dos quadros do novo partido.

Bolsonaristas terão 140 dias para reunir assinaturas necessárias para a criação do partido, caso tenha interesse em participar das eleições municipais. Karina avalia haver plenas condições para isso. “Ele tem um apoio magnífico”, avaliou. Ainda não está decidida a forma como a coleta de assinaturas será realizada. De acordo com a advogada, será necessário aguardar.

Conselho de Ética

O Conselho de Ética do PSL deve se reunir nesta quarta-feira, 20, para analisar os processos disciplinares abertos contra 19 parlamentares. O presidente nacional do partido, deputado Luciano Bivar (PE), reconduzido nesta terça-feira ao cargo, disse que o colegiado examina caso a caso.

As punições podem ser desde simples advertência até a expulsão. Na lista dos congressistas, está o líder da bancada na Câmara, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). “Cada um teve um comportamento diferente, de forma que o Conselho de Ética está examinando cada um desses deputados que, de certa maneira, podem ter infringido o estatuto do partido”, disse Bivar, ao fim da convenção nacional da legenda.

Além da recondução dele à função de presidente nacional da sigla, a agremiação escolheu o deputado Gurgel (RJ) para a presidência do Diretório Estadual do Rio, em substituição ao senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), que pediu a desfiliação do partido nesta segunda-feira. COLABOROU CAMILA TURTELLI

Além do deputado estadual,  Marçal Filho, o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Resende Pereira, ambos PSDB, também é citado no inquérito que será instaurado pelo Supremo Tribunal Federal (STF)  para apurar se o ex-deputado federal Eduardo Cunha comprou votos de outros deputados em 2014 para se eleger, em 2015, presidente da Câmara dos Deputados.

Coforme divulgado pelo G1 Política, 18 nomes são citados os documentos, sendo que dois deles dos políticos de Mato Grosso do Sul e ambos de Dourados. 

O ministro relator da Operação Lava Jato no STF, Luiz Edson Fachin, determinou a abertura de inquérito e o o caso deve ser encaminhado para a Presidência do STF decidir sobre se deve ir para um novo relator. 

O ministro levou em consideração a decisão do Supremo que restringiu o foro privilegiado a atos ocorridos no cargo e que tenham relação com a função – suspeitas durante a eleição, por exemplo, são consideradas fora do mandato.

De acordo com a Procuradoria Geral da República (PGR), o grupo recebeu R$ 30 milhões no ano de 2014 para que Eduardo Cunha fosse eleito “para fazer contraponto à então presidente Dilma Rousseff”.

Conforme a delação, o dinheiro teria sido repassado por doações oficiais, entregas em dinheiro vivo, e emissão de notas fiscais frias, sem a prestação do serviço.

Marçal nega envolvimento em supostas irregularidade para eleger Eduardo Cunha como presidente em 2015 e justifica ainda que não faz sentido uma vez que ele não foi reeleito. 

O ex-deputado federal e atual secretário de Saúde disse por meio de nota que Geraldo Resende disse “estar bastante tranquilo em relação às questões levantadas pelo ministro Edson Fachin, pois as “denúncias” não condizem com a realidade, já que nunca, em época alguma, discutiu apoio às suas campanhas eleitorais com a JBS. Salienta que os recursos da campanha eleitoral de 2014 foram repassados pelo seu partido, à época, o PMDB”.

O presidente do Sindicom (Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista de Dourados), Walter Castro, que as lojas da região Central de Dourados podem abrir até 300 vagas de trabalho temporário entre novembro e dezembro. No Shopping Avenida Center a expectativa é de que as empresas tenham reforço extra com até 50 trabalhadores na mesma situação. 

Em entrevista ao Dourados News nesta manhã (19/11), Castro afirma que as contratações temporária são importantes para que as lojas possam atender o cliente com qualidade, o que vai pesar na hora de comprar. 

Ele afirma também que no comércio do Centro, há sempre uma expectativa positiva quanto ao interesse do consumidor nesse período pós-recessão econômica, mas assegura que com a falta de chuva nas lavouras, o resultado por não ser tão bom quanto em anos anteriores. 

“O final de ano em Dourados sempre nos causou surpresa, a gente esperava uma coisa e sempre acontecia melhor. Já neste ano estamos um tanto preocupados porque até agora não foi plantado soja e quem plantou perdeu. E isso afeta muito o comércio. Tem muitas empresas, como as automobilísticas, que deixaram de vender por conta da dificuldade no plantio da soja. Isso nos deixa receosos. Considerando o que está ocorrendo hoje, a tendência é ter um resultado inferior aos anos anteriores”, avaliou. 

No Shopping Avenida Center, o gerente comercial Robson Braga afirma que neste final de ano o complexo varejista deve abrir 50 vagas temporárias.

Mais otimista para os resultados nas vendas, Braga garante que quem conquista uma dessas oportunidades precisa se dedicar.  

“As empresas observam um bom profissional. Para quem está buscando recolocação no mercado, mas não encontra oportunidade, agora é a hora de mostrar que realmente é um bom profissional. Apesar das vagas serem temporárias, cada loja valoriza um bom trabalhador para futuras efetivações”, comentou.

Ele conta que as vagas já começaram a ser oportunizadas a partir deste mês, sendo completado o quadro extra de funcionários em dezembro, quando consumidores saem às ruas para garantir os presentes de final de ano.

Neste mesmo período do ano passado a safra de soja em Mato Grosso do Sul já estava completamente semeada, enquanto que na safra atual foi constatado um atraso de 27%, devido ao baixo volume de chuvas. Esta preocupação, somada aos riscos com o cultivo do milho em 2020, foi apresentada pela Associação dos Produtores de Soja de Milho de MS (Aprosoja/MS), ao secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck.

Segundo a Associação esse atraso no plantio deverá impactar negativamente nas segundas safras do Estado, em especial o milho, uma vez que as janelas de semeadura ficarão prejudicadas. Para se atingir a máxima produtividade do cereal em Mato Grosso do Sul, a maioria dos agricultores deveriam semear o milho até o dia 10 de março, entretanto, considerando os ciclos de cultivares utilizados pelos produtores na safra de soja e a época de plantio, a Aprosoja/MS estima que cerca de 30% do milho deverá ser plantado fora dessa janela, ficando sujeito a perdas por possíveis geadas, muito comum nos meses de junho e julho, principalmente ao Sul do Estado.

 

"Levamos a preocupação à Semagro por entender a importância do poder público estar ciente desta possibilidade, que poderá impactar a renda do produtor", esclarece o presidente da Aprosoja/MS, André Dobashi. "Levamos ainda dados da exportação sul-mato-grossense de milho, que atingiu nesta última safra, até outubro, o volume de 2,1 milhões de toneladas, um recorde histórico para o Estado. Ainda apresentamos os balanços de oferta e demanda de milho brasileiro, apontando para um recorde brasileiro de consumo interno, assim como as exportações", completa Dobashi.

Além das questões ligadas à produção, também foi tratada da situação logística. "Deixamos clara nossa preocupação sobre a necessidade de melhoria nas rotas de escoamento da produção sul-mato-grossense. Também nos disponibilizamos para um trabalho conjunto quanto a temas burocráticos, junto aos órgãos de fiscalização das fronteiras, para simplificar os procedimentos de exportação pelas novas rotas", esclareceu o diretor executivo da Aprosoja/MS, Frederico Azevedo, que também participou da reunião, junto com o superintendente da Semagro, Rogério Beretta.

A Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira (20) o prêmio acumulado de R$ 14,2 milhões.

As seis dezenas serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília, no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.

O sorteio é aberto ao público.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país. A cartela simples, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

360x310 (2) Imobiliaria
360x310 (3) Comercial Oshiro
Urban
360x310 (7)
Publicidade