Dourados-MS,
PRINCIPAL OK

Grid List

Policiais do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) apreenderam, na tarde desta quarta-feira, 164 quilos de entorpecentes que estavam em uma residência no Jardim Monte Líbano.

A ação ocorreu em virtude da Operação Hórus, parceria da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, durante um patrulhamento ostensivo na cidade de Dourados.

Os militares abordaram algumas pessoas que estavam em frente de um conjunto de quitinetes. Durante as buscas visualizaram, através de uma janela de um dos cômodos, um fardo aparentando ser entorpecente. O morador foi chamado e questionado sobre o volume. O adolescente, de 16 anos de idade, disse que seu vizinho deixou ali para pegar em outro momento.

O vizinho, um homem de 23 anos de idade, contou aos policiais que hoje, por volta das 5h da manhã desta quarta-feira, pegou um veículo GM Corsa de cor vermelha emprestado para buscar a droga, que estava às margens da BR-463; disse, ainda, que comprou os 133,5 quilos de maconha; 23,8 de sementes de maconha; 5, 8 quilos de skank; 800 gramas de uma substância aparentando ser a maconha marroquina; e, 100 gramas de haxixe e que pretendia revendê-los na cidade de Dourados.

Ao todo foram apreendidos 164 quilos de entorpecentes. Um prejuízo ao crime estimado em mais de 260 mil reais.

A ocorrência foi registrada e entregue na Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron), onde os dois detidos permaneceram à disposição da Polícia Judiciária.

Durante Operação Hórus, a Polícia Militar Rodoviária apreendeu na madrugada desta quarta-feira (23/06), 760 quilos de maconha em um veículo que foi abandonado em meio a um matagal.

A equipe da PMR realizava fiscalização de rotina na MS 379, nas proximidades da Usina São Fernando, quando os policiais avistaram um veículo Citroen C4 em atitude suspeita. Assim que o condutor visualizou a barreira, fez uma manobra brusca de retorno na via, seguindo em alta velocidade, sendo de imediato acompanhado pela equipe. Ao perceber que seria alcançado, o condutor adentrou em uma plantação existente a margem da via, abandonando o veículo e seguindo fuga a pé. Apesar do esforço dos policiais, o autor não foi localizado.

O veículo que foi abandonado trancado foi guinchado até a Base Operacional de Dourados, onde em seu interior foram localizados centenas de tabletes de substância análoga a maconha, que após pesados totalizaram 760 quilos da droga.

O veículo e a droga foram entregues na 1º Delegacia de Polícia de Dourados/MS para as providências necessárias.

Durante a Operação Hórus, policiais militares realizaram a prisão de um homem  que servia de batedor de um veículo que trazia 187 tabletes de maconha na região de Inocência, na noite dessa terça-feira (22/06). Dois cheques de 15 mil reais cada e dois veículos também foram apreendidos. Veja mais detalhes!

Os policiais realizavam o policiamento em ponto-base na rodovia MS 240, região do Rio Sucuriú, município de Inocência, momento em que abordaram um veículo Fiat/Uno com placa de Aparecida do Taboado/MS que transitava no sentido de Campo Grande/MS para Inocência. O condutor do veículo, um homem de 52 anos, e o passageiro do veículo se mostravam bastante apreensivos e com conversas desencontradas, no entanto, não havia nada de ilícito com os mesmos, sendo então liberados para seguir viagem.

Logo em seguida, o motorista de outro veículo Fiat/Uno com placa de Aparecida do Taboado/MS, que trafegava no mesmo sentido, jogou o carro em direção aos policiais que estava na pista e iniciou uma fuga. Um acompanhamento tático foi realizado e o veículo acabou saindo para uma ribanceira, atravessando uma cerca e adentrando o pasto de uma fazenda.

Ao chegarem no veículo, o condutor já havia se evadido a pé, sendo localizados 187 tabletes de maconha no interior do automóvel. Foi realizado contato com a equipe da Polícia Militar de Inocência para interceptar o primeiro Fiat/Uno abordado, tendo em vista que poderiam ser os batedores do carro que transportava a droga.

A equipe policial de Inocência realizava barreira no trevo de acesso a cidade, quando o motorista do Uno, ao perceber que seria novamente abordado, realizou uma manobra brusca para adentrar ao pátio de um posto de combustível e o passageiro pulo do veículo em movimento e fugiu em meios aos caminhões. Os policiais abordaram o condutor do veículo, o homem de 52 anos, que informou que reside em Paranaíba, estava com dois cheques de 15 mil reais cada e novamente apresentou conversa desconexa sobre o passageiro de seu veículo, bem como outras informações.

Assim, os dois veículos Fiat/Uno foram apreendidos, juntamente com os dois cheques de 15 mil reais cada e os 187 tabletes de maconha. O homem de 42 anos foi levado para a delegacia e outros dois ainda se encontram foragidos. O prejuízo para o tráfico de drogas está estimado em R$ 400 mil reais!

Um gol de Casemiro, no último dos dez minutos de acréscimos do segundo tempo, garantiu a terceira vitória consecutiva do Brasil na Copa América. Nesta quarta-feira (23), a seleção de Tite superou a Colômbia por 2 a 1 no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, pela quarta e penúltima rodada do Grupo B.

O resultado levou o escrete canarinho a nove pontos, com a liderança da chave garantida, independente do que acontecer no próximo domingo (27), contra o Equador, no estádio Olímpico de Goiânia. Os colombianos, também assegurados nas quartas de final, concluem a participação na primeira fase com cinco pontos, atualmente em segundo lugar, aguardando a definição do grupo para saber a posição final.

Foram cinco alterações em relação à equipe que goleou o Peru por 4 a 0, pela segunda rodada. Dando sequência ao revezamento de goleiros, Weverton foi o titular na meta. Na zaga, Marquinhos formou dupla com Thiago Silva. No meio, o volante Casemiro retornou, no lugar de Fabinho. À frente, somente Neymar e Gabriel Jesus seguiram no time. Entraram o meia Everton Ribeiro e o atacante Richarlison. Ao todo, são sete remanescentes dos 11 que estrearam na Copa América, diante da Venezuela.

O Brasil teve que lidar com um cenário atípico nos 57 jogos sob comando de Tite: sair atrás. Aos nove minutos, o meia Juan Cuadrado cruzou pela direita, com liberdade, para o atacante Luiz Díaz, livre na área, marcar um golaço de bicicleta. A seleção brasileira não era vazada há seis partidas.

O duelo ficou da forma como a Colômbia desejava. A equipe de Reinaldo Rueda aproximou as linhas de defesa e meio-campo para reduzir o espaço de ação brasileiro. A estratégia funcionou. Apesar da pressão, o Brasil sucumbiu à marcação e não assustou o goleiro David Ospina.

Tite lançou a equipe para o ataque no segundo tempo. Na volta do intervalo, Roberto Firmino entrou no lugar de Everton Ribeiro. Foi dos pés do atacante que saiu o passe de calcanhar para Neymar escapar de Ospina, antecipar-se a Gabriel Jesus (que estava mais bem posicionado) e chutar na trave, na primeira chance real de gol brasileira.

Outra alteração mais ofensiva foi feita na lateral esquerda, aos 16 minutos, com Renan Lodi substituindo Alex Sandro. Aos 32 minutos, o jogador do Atlético de Madri (Espanha) cruzou e Roberto Firmino empatou de cabeça, provocando muita reclamação dos colombianos. Na origem da jogada, a bola bateu no árbitro Nestor Pitana. Como a posse seguiu com o Brasil, o juiz argentino entendeu que o jogo poderia seguir. O lance foi revisto pela arbitragem de vídeo. No fim, Pitana validou o gol polêmico, após longa paralisação.

O duelo ficou tenso, com divididas mais ríspidas. O Brasil seguiu pressionando e, quando o empate parecia irreversível, veio a virada. Aos 54 minutos, no último lance da partida, Neymar cobrou escanteio pela esquerda e Casemiro, de cabeça, decretou o triunfo canarinho.

Igualdade em Goiânia

Mais cedo, Peru e Equador empataram por 2 a 2 em Goiânia. Os peruanos foram a quatro pontos, na terceira posição do Grupo B, enquanto os equatorianos chegaram a dois pontos e assumiram o quarto lugar, com a mesma pontuação da Venezuela, ficando à frente pelo saldo de gols (-1 a -3).

O volante Renato Tapia (contra) e o meia Ayrton Preciado, cobrando falta, abriram 2 a 0 para o Equador no primeiro tempo. Na etapa final, o Peru reagiu em oito minutos, com gols dos atacantes Gianluca Lapadula e André Carrillo. Os equatorianos controlaram as ações a partir do empate, mas o placar não se alterou mais.

O Red Bull Bragantino passará a noite na liderança do Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira (23), o Massa Bruta derrotou o Palmeiras por 3 a 1 no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP), pela sexta rodada da competição. O atacante Ytalo, no centésimo jogo dele pelo Braga, foi o destaque da noite, com três gols.

A equipe do interior foi a 14 pontos, dois a mais que o Athletico-PR, que joga nesta quinta-feira (24), contra o Bahia, no estádio de Pituaçu, em Salvador, às 21h30 (horário de Brasília). O Verdão, estacionado nos dez pontos, continua na quarta posição, mas pode ser superado na sequência da rodada.

A eficiência do Bragantino no primeiro tempo deixou a maior presença ofensiva do Palmeiras em segundo plano. Os anfitriões saíram na frente aos dez minutos, com Ytalo, aproveitando o rebote do goleiro Vinícius Silvestre, após finalização do também atacante Artur, da entrada da área.

O Verdão teve duas boas oportunidades, aos 15 e aos 19 minutos, mas parou em Cleiton. Na primeira, o meia Gustavo Scarpa arriscou de fora da área, forçando o goleiro a se esticar no cantinho esquerdo para fazer a defesa. Depois, o atacante Deyverson cabeceou com perigo, mas o camisa 18 efetuou outra boa intervenção. Quando conseguiu responder, o Massa Bruta fez o segundo gol. Aos 44, Ytalo foi lançado às costas da zaga e bateu na saída de Vinícius Silvestre.

Na etapa final, o técnico Abel Ferreira sacou o lateral Marcos Rocha e colocou Breno Lopes. Coube ao atacante descontar para o Palmeiras aos 20 minutos, em chute de primeira, após cruzamento do lateral Victor Luís pela esquerda. O Verdão seguiu no ataque, mas não só pouco assustou o Bragantino, como aumentou a vantagem no fim. Aos 42 minutos, o lateral Edmar alçou a bola pela esquerda, Artur ajeitou e Ytalo concluiu, chegando ao hat-trick e fechando o placar.

Pela sétima rodada, o Palmeiras terá pela frente o Bahia neste domingo (27), às 20h, no Allianz Parque, em São Paulo. Na segunda-feira (28), no mesmo horário, o Bragantino visita o Atlético-GO no estádio Antônio Accioly, em Goiânia.

Na partida que marcou a despedida do meio-campista Gerson, o Flamengo derrotou o Fortaleza por 2 a 1, na noite desta quarta-feira (23) no estádio do Maracanã. Bruno Henrique marcou duas vezes para o Rubro-Negro, enquanto David descontou para o Leão do Pici.

Para ao menos um jogador esta partida ficará guardada na memória, Gerson, que está se transferindo para o Olympique de Marselha (França) após 109 jogos e oito títulos conquistados pelo time da Gávea.

O triunfo no jogo válido pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro deixou o Flamengo na 7ª posição da classificação com nove pontos. Já os cearenses terminam a rodada na 3ª posição com 11 pontos.

O primeiro gol de Bruno Henrique saiu aos 21 da primeira etapa. Michael e Gerson fizeram boa jogada e cruzaram. Bruno Henrique conseguiu roubar bola de um zagueiro adversário e mandou para o fundo das redes. Aos 2 minutos o camisa 27 marcou novamente. Pedro tocou e o atacante avançou sozinho para bater da entrada da área.

No início da etapa final o Leão do Pici descontou, quando Pikachu tocou para Éderson, que rolou para a entrada da área, onde o atacante David apareceu para deslocar o goleiro Diego Alves.

Porém, o Flamengo era o dono da partida e, aos oito minutos, por muito pouco Bruno Henrique não marcou novamente, quando acertou chute no travessão. Já aos 22, Gerson é quem teve a oportunidade de deixar sua marca, mas o goleiro Felipe Alves fez grande defesa.

Aos 30, o Fortaleza ficou perto do empate, quando o lateral Lucas Crispim aproveitou sobra de bola para chutar forte para defesa do goleiro Diego Alves.

O próximo jogo do Flamengo pelo Brasileiro será no próximo domingo (27), quando enfrenta o Juventude no Rio Grande do Sul. No mesmo dia o Fortaleza visita o Grêmio.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, recebe nesta quinta-feira (24), do Ministério da Saúde, novo lote com 105.090 doses de vacina contra Covid-19. O vôo com 19.050 doses da Janssen e 48.600 doses da Coronavac desembarca as 9h30 e o vôo com 37.440 doses da Pfizer desembarca as 18h30. As remessas chegam no Aeroporto Internacional de Campo Grande.

Para o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, as doses recebidas são importantes para continuar o esquema vacinal da população. “Mato Grosso do Sul é destaque nacional na distribuição e aplicação das vacinas. Vamos continuar trabalhando para que toda a população seja imunizada”, destacou.

O novo lote é composto por 48.600 doses da Coronavac, 37.440 doses da Pfizer e 19.050 doses Janssen. Com a nova remessa, Mato Grosso do Sul somará 1.720.310 doses recebidas desde o início da campanha de vacinação.

As doses vacinas da vacina da Pfizer ficarão armazenadas na Coordenadoria Estadual de Vigilância Epidemiológica no ultrafreezer emprestado pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), com capacidade de armazenar as vacinas até a temperatura de -86 ºC.

A quantidade que cada município irá receber será definida com todas as Secretarias Municipais de Saúde em reunião extraordinária da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) e publicado no Diário Oficial do Estado.

Mato Grosso do Sul vacinou até o momento 1.503.661 pessoas, sendo 1.083.245 com a primeira dose e 420.416 com a segunda dose. De acordo levantamento nacional, Mato Grosso do Sul está entre os estados brasileiros com melhor desempenho na vacinação. Aqui, 38,56% da população adulta receberam a 1ª dose do imunizante e 14,96% foram imunizados com a segunda dose.

O Governo do Estado iniciou a pavimentação asfáltica na MS -477, que liga a perimetral norte até o Distrito de Panambi. O objetivo é melhorar o tráfego e o escoamento da produção local. Ao todo estão sendo investidos R$ 12,7 milhões na obra que terá 7,8 km de extensão. Os investimentos visam impulsionar a economia local e melhorar a logística da região.

 Para o secretário estadual de Infraestrutura, Eduardo Riedel, os investimentos são importantes porque geram uma série de melhorias em diversos setores da economia. “Estamos falando de toda a movimentação econômica douradense e região, assim como a geração de emprego tanto de quem trabalha na obra como dos negócios que se potencializam com essa melhoria na infraestrutura, tanto no campo como na cidade e, de forma ainda mais importante e significativa, a segurança de quem transita por essa rodovia”.

Este é mais um investimento em infraestrutura na região de Dourados, que já conta com vários projetos em andamento como pavimentação em rodovias,  recapeamento de vias públicas no centro e linhas de ônibus, construção de hospitais e da nova sede do Departamento de Operações de Fronteira (DOF).

Para o secretário de Planejamento e Gestão Estratégica, Sérgio Murilo Mota, o Governo do Estado tem um olhar atento para o desenvolvimento dos municípios. “O Governo do Estado tem atuado diretamente em obras estruturais que têm como objetivo transformar a vida das pessoas. Só na Infraestrutura, Dourados recebeu mais de R$ 356 milhões em investimentos na gestão do governador Reinaldo Azambuja”, ressaltou Riedel.

O empresário Edmar Melo Sobreira tem um pesqueiro na entrada de Panambi. Segundo ele, em tempos de chuva o lamaçal dificultava o acesso. “A gente fazia um desvio pela BR 163 para utilizar o asfalto, mas esse trajeto era 10 quilômetros a mais que tínhamos que percorrer. Agora o acesso estará muito mais rápido. Eu, que moro aqui há 10 anos, estou muito agradecido pelo governador Reinaldo ter olhado por nós. Essa era uma obra muito aguardada”, destaca.   

Pacote de obras

O asfalto na rodovia MS-477 faz parte do pacote de obras lançado pelo governador Reinaldo Azambuja em janeiro deste ano. Ao todo serão feitas 11 obras de pavimentação e restauração de 296 quilômetros de rodovias estaduais, no valor de R$ 376,9 milhões.

O ar seco continua predominando sobre a região Centro-Oeste do Brasil inibindo a formação de nuvens de chuva. Desse modo espera-se tempo firme em todas as áreas com temperaturas elevadas. 

As condições para Mato Grosso do Sul nesta quinta-feira (24) são de tempo claro com predomínio de sol em grande parte do Estado. Apenas a região sudoeste terá variação de céu parcialmente nublado a nublado. 

O tempo fica bastante seco durante a tarde com os níveis de umidade relativa do ar podendo chegar aos 20% nas regiões pantaneira, norte e leste. 

A amplitude térmica deverá marcar presença mais uma vez com as temperaturas podendo variar entre 16°C na região sul e máxima de 37°C na região pantaneira. 

Na capital o sol aparece entre poucas nuvens e as temperaturas variam entre 19°C a 31°C com tendência a estabilidade. 

Pessoas com renda familiar individual de até um salário e meio poderão receber, gratuitamente, fraldas descartáveis e geriátricas. É o que dispõe Projeto de Lei de autoria do deputado Renato Câmara (MDB). Conforme a proposta, apresentada pelo parlamentar na sessão plenária desta terça-feira (22), a distribuição será realizada enquanto durar a situação de calamidade pública, decorrente da pandemia da Covid-19.

“É sabido que as pessoas vêm enfrentando uma situação financeira muito difícil, devido aos reflexos da pandemia do coronavírus. Consequentemente com o aumento dos preços dos produtos de ordem médica e farmacêutica, os preços das fraldas geriátricas e descartáveis aumentaram consideravelmente”, afirma o parlamentar na justificativa do projeto.

Caso o projeto seja aprovado e se torne lei, as pessoas interessadas em receber as fraldas deverão apresentar laudo ou atestado médico, comprovando a necessidade do uso de fraldas descartáveis de forma contínua ou temporária.

O projeto segue para análise da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR). Caso receba parecer favorável quanto à constitucionalidade, será analisado e votado nas comissões de mérito e em sessões plenárias.

O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni, afirmou nesta quarta-feira (23) que, por determinação do presidente Jair Bolsonaro, o governo vai mandar a Polícia Federal (PF) investigar declarações do deputado federal Luís Miranda (DEM-DF) sobre supostas irregularidades na contratação de 20 milhões de doses da vacina Covaxin. O imunizante contra a covid-19 é produzido pela farmacêutica indiana Bharat Biotech, representada no Brasil pela Precisa Medicamentos.  

"Quero alertar ao deputado Luís Miranda que o que foi feito hoje é, no mínimo, denunciação caluniosa. E isso é crime tipificado no Código Penal", afirmou Lorenzoni em coletiva de imprensa convocada pelo Planalto para abordar a situação. "O senhor presidente da República determinou ao ministro-chefe da Casa Civil que a PF abra uma investigação sobre as declarações do deputado Luís Miranda, sobre as atividades do seu irmão [Luís Ricardo Fernandes Miranda], servidor público do Ministério da Saúde, e sobre todas essas circunstâncias expostas no dia de hoje. Iremos solicitar um procedimento administrativo-disciplinar junto à CGU [Controladoria-Geral da União, um PAD [procedimento administrativo-disciplinar], para investigar a conduta do servidor", acrescentou. 

Lorenzoni se referia às declarações dadas pelo parlamentar a diferentes veículos de imprensa de que teria levado pessoalmente a Bolsonaro, no dia 20 de março, informações sobre problemas relacionados à compra da vacina, inclusive com documentos. Na ocasião, ele estaria acompanhado de seu irmão, Luís Ricardo Fernandes Miranda, que é chefe de importação do Departamento de Logística do Ministério da Saúde. Ainda de acordo com o deputado, seu irmão teria sofrido pressão de superiores para acelerar a aprovação do contrato na pasta. 

O contrato entre o Ministério da Saúde e a Precisa Medicamentos/Bharat Biotech foi assinado no dia 25 de fevereiro, com investimento total total de R$ 1,614 bilhão.O imunizante ainda aguarda autorização de uso concedida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser aplicado na população brasileira. 

"Não houve favorecimento a ninguém, e esta é uma prática desse governo, não favorecer ninguém. Segundo, não houve sobrepreço. Tem gente que não sabe fazer conta. Terceiro, não houve compra alguma. Não há um centavo de dinheiro público que tenha sido dispendido do caixa do Tesouro Nacional ou pelo Ministério da Saúde", acrescentou Lorenzoni.

"Por que, depois de três meses, esse cidadão vem a público e fala isso? Isso caracteriza a má-fé, denunciação caluniosa, a interesse de quem e por quê? Não vai ser um qualquer, que inventa mentiras, falsifica documentos, e assaca contra um presidente e um governo. Senhor Luís Miranda, Deus está vendo. Mas o senhor também vai pagar na Justiça tudo o que fez hoje. Que Deus tenha pena do senhor", continuou o ministro. Onyx Lorenzoni também afirmou que há indícios de que o documento entregue pelo deputado Luís e seu irmão ao presidente da República tenha sido adulterado, e que uma perícia da PF deverá ser realizada para comprovar eventual fraude. 

Durante a coletiva, o ministro estava acompanhado de Élcio Franco, ex-secretário-executivo do Ministério da Saúde durante a gestão de Eduardo Pazuello, e que acompanhou as negociações na época. Ele reforçou o argumento de que nenhum recurso público foi gasto na operação e que o contrato do governo federal com a produtora da Covaxin tinha uma cláusula que só previa o pagamento quando a vacina tivesse aprovação da Anvisa.

"Mesmo que o produto viesse a ser entregue antes da Anvisa aprovar, ele não seria pago, conforme o item 6.2.1. São cláusulas restritivas do contrato que traziam a garantia que não haveria dano ao erário. Ou seja, até o presente momento não foi gasto nenhum real nessa contratação", afirmou Franco, atualmente assessor na Casa Civil.

O ex-secretário-executivo da Saúde também rebateu acusações de que o governo brasileiro teria negociado um valor maior pelas doses da Covaxin na comparação com preços anunciados pela própria fabricante e em relação a outros fabricantes. Élcio Franco exibiu uma lista com o preço das principais vacinas disponíveis no mercado para sustentar sua posição.   

"Nós mostramos que o preço médio das vacinas negociadas pelo Ministério da Saúde era de 11,97 dólares, pois variavam desde 3,65 dólares americanos, da vacina produzida pela Fiocruz/Oxford/Astrazeneca, a até 30 dólares americanos, da vacina produzida pela Moderna. O preço da vacina contratada do seu representante no Brasil, produzida pela Bharat Biotech, de 15 dólares americanos por dose, era o mesmo informado pelo fabricante, e estava dentro de uma variação de 30% dentro do preço médio das vacinas negociadas pelo ministério", argumentou. 

Em nota, a Precisa Medicamentos,  representante da Bharat Biotech no Brasil, destacou que "A dose da vacina Covaxin vendida para o governo brasileiro tem o mesmo preço praticado a outros 13 países que também já adotaram a Covaxin. O valor é estabelecido pelo fabricante, no caso a Bharat Biotech."

O vereador Fabio Luis (Republicanos) utilizou as redes sociais para comemorar a destinação de R$ 1.300.000,00, em recursos federais, para que Dourados finalmente construa a sede própria do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). A verba é fruto de emenda legislativa encaminhada através do mandato do deputado federal Dr. Luiz Ovando (PSL).

Em novembro do ano passado, quando havia recentemente encerrado o pleito eleitoral, Fabio Luis já iniciava as conversas com os órgãos públicos no município visando identificar as principais necessidades da cidade.

No SAMU, Fabio observou a estrutura deficitária para a relevância do serviço prestado, encaminhando ao deputado Dr. Luiz Ovando a solicitação de recursos para que pudesse ser construído um espaço aprimorado, visando não só o conforto de socorristas e técnicos administrativos, mas também a qualidade do atendimento à população.

Segundo o parlamentar, a emenda que garantiu o recurso será liberada em breve pelo Ministério da Saúde aos cofres do Município, cabendo à Prefeitura de Dourados a elaboração do projeto e as devidas licitações para que a proposta de uma nova sede ao SAMU seja encaminhada.

“Contamos com todo esforço do Poder Executivo municipal visando oferecer melhores instalações e dignidade aos profissionais da saúde de Dourados”, afirmou o republicano.

Para o deputado federal Dr. Luiz Ovando, a destinação do recurso atende uma necessidade importantíssima visando a qualidade do atendimento em saúde pública: o bem-estar do servidor público em um ambiente de trabalho saudável. O parlamentar acredita que a nova sede do Samu trará maior conforto e satisfação pessoal diante de jornadas altamente exaustivas.

DEDICAÇÃO PELA SAÚDE

Prestes a completar seis meses de mandato, Fabio Luis acumula diversas iniciativas importantes para a saúde pública do Município, entre elas a proposição e condução da CPI da Covid que investiga o uso de verbas federais para enfrentamento da pandemia durante o ano de 2020, protocolo de requerimentos para esclarecer ausência de medicamentos, insumos e serviços na rede pública de saúde, e diversas indicações para que o sistema seja aprimorado, as unidades melhor estruturadas e o serviço qualificado.

No âmbito da vacinação contra a Covid-19, Fabio Luis cobrou ativamente da gestão municipal a atualização dos dados de doses aplicadas e o plano estratégico para que a imunização avançasse no Município. Os questionamentos levados à Tribuna da Câmara de Vereadores e, consequentemente, à opinião pública, incentivaram a busca por parte do Poder Executivo de ações mais enérgicas no fomento da campanha de imunização.

O parlamentar esteve presente nas unidades públicas de urgência e emergência acompanhando a aflição da população diante da ausência ou insuficiência de atendimento clínico, destinando à Secretaria Municipal de Saúde e à Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados) cobrança de esclarecimentos urgentes a respeito da calamitosa realidade enfrentada pela autarquia.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quarta-feira (23), durante encontro com empresários da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), que o presidente da República Jair Bolsonaro deve anunciar, em breve, a prorrogação do auxílio emergencial por mais três meses. "O presidente deve anunciar, talvez ainda nesta semana, mais três meses de auxílio [emergencial]", disse Guedes.

O ministro também ressaltou o trabalho do governo, em parceria com os empresários, para enfrentar a crise ocasionada pela pandemia de covid-19. Ele disse que neste momento em que a população está sendo vacinada, a recuperação econômica em V já aconteceu, com a criação de 1 milhão de empregos nos últimos quatro meses do ano passado, totalizando 140 mil empregos formais em 2020.

"É a primeira vez que houve uma recessão com a criação de empregos formais. Neste ano já criamos 960 mil empregos. O Brasil está transformando, com sucesso, o que era uma recuperação cíclica, baseada em consumo, em retomada do crescimento sustentável, com base em investimentos que estão aumentando", disse o ministro.

BIP e BIQ

Ele lembrou que o governo federal renovou programas bem sucedidos e que planeja anunciar novos programas como o Bônus de Inclusão Produtiva, que prevê que jovens, entre 18 e 21 anos, que saem da universidade e não conseguem um emprego formal recebam do governo entre R$ 250 e R$ 300 para trabalhar em escolas técnicas ou empresas e se qualificarem. A empresa paga o mesmo valor, o chamado Bônus de Incentivo à Qualificação. A estimativa é a de que mais de 2 milhões de jovens sejam beneficiados. Guedes disse ainda que neste ano o governo pagará o valor total do programa.

"Isso seria um treinamento no trabalho. Não é um emprego. Vamos conversar com as redes privadas, empresas, com o Senai, Sesi, Senac para ver se eles estão dispostos. Nós damos esse valor de um lado e a empresa dá esse mesmo valor de outro lado. Ele vai receber metade de um salário mínimo para ser treinado meio expediente. Para a empresa é muito bom e para o jovem também porque ele vai ficar fora da rua, vai ser socializado, incluído produtivamente", explicou Guedes.

Congresso

O ministro destacou ainda o trabalho do Congresso Nacional, como a aprovação do marco do saneamento, da nava lei do gás, e a autonomia do Banco Central. Guedes afirmou que a Reforma Tributária está bem encaminhada e em um primeiro estágio entra na Câmara e em seguida no Senado, para tratar do chamado passaporte tributário, que é a regularização de situações anormais, permitindo o desconto para empresas que estiverem devendo os tributos.

"Nós realmente vamos aplicar descontos generosos para pequenas e médias empresas. Para os grupos maiores, vamos conversar sobre isso. Mas a ideia é tirar o Estado do cangote do povo. Nós vamos reduzir os impostos, vamos apostar na reativação da economia e em que se a arrecadação aumentar, e nós estimamos que vai, vamos imediatamente rebaixando os impostos", garantiu Guedes. 

Os Estados Unidos doaram para o Brasil um lote de 3 milhões de doses da vacina da Janssen contra a covid-19. O carregamento será recebido na sexta-feira (25) pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e um representante da embaixada americana, no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). 

Segundo informou o Ministério da Saúde no início da noite desta quarta-feira, o Brasil aplicou 90 milhões de doses de vacina contra a covid-19, com 65 milhões de adultos imunizados com a primeira dose. Segundo a pasta, o número representa 40% do público-alvo, composto por diversas faixas etárias acima de 18 anos. 

As apostas do concurso especial da Quina de São João podem ser feitas até sábado (26). O sorteio do concurso 5.590 da Quina ocorrerá às 20h e a estimativa de prêmio é de R$ 170 milhões.

Segundo a Caixa, este será o maior prêmio já sorteado pela Quina. A Quina de São João de 2020 pagou R$ 152.5 milhões para cinco apostas. Naquele sorteio, todas as apostas vencedoras foram bolões. 

Nos concursos especiais da Caixa, o prêmio não acumula, como ocorre tradicionalmente. Se não houver acertadores dos cinco números, o prêmio principal será dividido entre os acertadores da segunda faixa (quadra) e assim por diante.

As apostas podem ser feitas em volantes específicos da Quina de São João, que estão disponíveis nas lotéricas, e no portal Loterias Caixa, onde é possível adquirir um combo especial do sorteio, com 15 apostas para o concurso 5.590, bem como mais seis combos contendo apostas de outras modalidades além do concurso especial.

Na quina, o apostador marca de 5 a 15 números entre os 80 disponíveis. Ganham prêmios quem acerta 2, 3, 4 ou 5 números. A aposta simples, com cinco números, custa R$ 2.

360x310 (2) Imobiliaria
360x310 (3) Comercial Oshiro
Publicidade