Recapeamento de Deodápolis ao distrito de Indápolis (Dourados) é solicitado por Renato Câmara

Foto: Gogle Maps

Compartilhe:

Atento aos principais reclames das comunidades, o deputado estadual Renato Câmara – MDB (vice-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), está solicitando a realização de recapeamento da rodovia MS-276, no trecho de 58 km que liga o município de Deodápolis ao distrito de Indápolis (município de Dourados). A reivindicação foi endereçada ao governador Eduardo Riedel, ao secretário de Estado de Infraestrutura e Logística Hélio Peluffo Filho e ao diretor-presidente da AGESUL, Mauro Azambuja Rondon Flores.

“Trata-se de um pleito que nos foi encaminhado pelo senhor Paulo Cezar Tamanini. Ele pede nossa intervenção parlamentar visando a realização do recapeamento da “Rodovia Padre André” que liga Deodápolis ao distrito de Indápolis, em Dourados. A citada rodovia apresenta ranhuras, deterioramento e depressões na pista em diversos trechos. Tais problemas vêm dificultando o trânsito na região e coloca em risco a vida daqueles que por ali trafegam. O tapa buraco é ação paliativa, por isso, insistimos que no mínimo seja executado o reperfilamento asfáltico”, sugere Renato Câmara.

Em suas justificativas, o deputado aponta que a manutenção requerida permitirá escoamento da produtividade rural e trará uma enorme melhoria na qualidade de vida dos moradores. e observa que o Governo do Estado possui uma visão municipalista e compreende que tapar buracos apenas diminui temporariamente o problema que continua existindo.

“Nossa proposta é que seja resolvido o problema em definitivo. Por isso, consideramos a premente necessidade de soluções mais duradouras, como o recapeamento asfáltico, que garantirá a segurança e a infraestrutura adequada para o transporte e o desenvolvimento regional. Assim sendo, a recuperação da via é medida necessária para o desenvolvimento, não só destas municipalidades como também do Estado, motivo pela qual tal obra torna-se de grande relevância para todos os cidadãos sul-mato-grossenses”, enfatiza Renato.

(Roney Minella – Assessoria Parlamentar)