Entre em contato conosco: Contato@folhadoms.com.br

Junho Prata traz Governo Federal a MS para discutir enfrentamento à violência contra a pessoa idosa

Compartilhe:

O Ministério de Direitos Humanos e da Cidadania vem a Mato Grosso do Sul discutir o enfrentamento à violência contra a pessoa idosa nesta quarta-feira (26), em Campo Grande. Serão dois momentos de palestras com o secretário nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, Alexandre da Silva, e o presidente do Conselho Nacional Pessoa Idosa, Raphael Castelo Branco. 

Pela manhã, haverá o diálogo transversal entre conselheiros e gestoras com o tema “Violência contra a Mulher Idosa e Controle Social”, na Escola Superior da Defensoria Pública do Estado de MS, a partir das 8h. O evento é uma parceria da Subsecretaria de Políticas Públicas para Pessoa Idosa juntamente com as Mulheres, e a Defensoria Pública de MS.

Já durante a tarde, a agenda será na Assembleia Legislativa, dentro do 9º Seminário Estadual de Enfrentamento à Violência Contra a Pessoa Idosa. A iniciativa é da Subsecretaria de Políticas Públicas para a Pessoa Idosa e da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, da Assembleia Legislativa de MS, e faz parte do calendário de ações do Junho Prata. 

Secretário Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, Alexandre Silva, explica que a vinda até Campo Grande é para apresentar as propostas e também ouvir todos os segmentos que atuam na defesa dos direitos da pessoa idosa.

“Espero que conselheiros, gestores, parlamentares, pessoas idosas e representantes da sociedade civil possam estar conosco. A ideia é fazer a construção coletiva para chegarmos a bons encaminhamentos sobre como deve ser o envelhecimento da população de Mato Grosso do Sul”, frisa o secretário nacional. 

Neste momento em que o país se mobiliza para falar sobre o envelhecimento, Alexandre Silva fala que a ação deve ser permanente. 

“Infelizmente, a violência ainda acaba acontecendo de uma forma muito recorrente e muitas vezes ganhando outras formas de manifestação, destacando aqui o que afeta muitas pessoas idosas, que são as violências financeiras e patrimoniais e as outras que já existem, então espero que todos os municípios possam estar mobilizados para poder de fato criar ações mais efetivas e que possam ser percebidas pelas pessoas idosas que sofrem essas violências”.

Para o presidente do Conselho Nacional Pessoa Idosa, Raphael Castelo Branco, este será o momento de reunir todos os que lutam pela pauta.

“Vamos pensar alternativas e ações que possam ser tomadas para que a gente fortaleça essa política. Estaremos reunidos com toda a sociedade civil discutindo as potencialidades e os desafios que temos para tornar nossa sociedade mais amigável, de maior respeito, e sobretudo, de maior valorização da pessoa idosa”, resume.

Junho Prata

Em Mato Grosso do Sul, a campanha de enfrentamento à violência contra a pessoa idosa leva o nome de Junho Prata, levando em consideração a cor dos cabelos. 

Instituído pela Lei Estadual 5.215/2018, o Junho Prata é o mês escolhido para reflexão sobre os cuidados e o acolhimento que a sociedade deve ter com a pessoa idosa. 

Desde então, o sexto mês do ano reúne Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Cidadania; Assembleia Legislativa, pela Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa; UEMS e demais parceiros na construção das políticas públicas de prevenção e enfrentamento às violências.

Para a subsecretária de Políticas Públicas para a Pessoa Idosa, Zirleide Barbosa, a presença do secretário nacional é fundamental dentro da intensa programação de ações referentes ao Junho Prata.

Programação

Data: 26 de junho de 2024
Horário: 08h
Local: Escola Superior da Defensoria Pública do Estado do Mato Grosso do Sul – R. Raul Píres Barbosa, 1464 – Vila Manoel da Costa Lima, Campo Grande – MS