Detran-MS é pioneiro na oferta de parcelamento de débitos em 12 vezes no guichê de atendimento

Divulgação

Compartilhe:

A partir de agora o cidadão sul-mato-grossense que estiver com débitos acumulados de multas, licenciamentos, IPVA e outras dívidas relativas a veículos, poderá fazer o parcelamento em até 12 vezes no cartão direto no guichê de qualquer agência do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito).

A parceria inédita no País, é fruto de convênio celebrado com o Banco do Brasil para oferecer mais facilidade para quem busca a regularização de pendências financeiras de seu veículo de forma rápida e segura.

O produto também atenderá débitos da Lei da Anistia que perdoa dívidas anteriores à 2021 de motocicletas de até 162cc. A medida lançada na época da pandemia continua vigente em Mato Grosso do Sul.

Em breve essa facilidade estará disponível também no aplicativo e site Meu Detran, afirma o diretor-presidente do Detran-MS, Rudel Trindade. “Esse foi mais um avanço pioneiro do nosso Detran. Mas não vamos parar por aí, já estamos em tratativas para liberar essa possibilidade do parcelamento em até 12 vezes nas nossas ferramentas digitais”.

O próximo passo é oferecer a oportunidade do parcelamento durante as operações de fiscalização, caso o motorista tenha débitos, poderá efetuar o pagamento parcelado pelo sistema digital, evitando a apreensão do veículo.

Praticidade, segurança e a liquidação imediata do débito estão entre as vantagens do novo serviço disponibilizado pelo Banco do Brasil em todas as agências instaladas nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul.

O Superintendente do Setor Público do Banco do Brasil, Sandro Grando, destacou o trabalho conjunto para lançar o serviço que ele aposta que será modelo para outras unidades da federação.

“Uma data feliz, pois estamos lançando um produto inovador e o Detran foi um grande parceiro a nós apoiar com essa demanda para que a gente pudesse oferecer o parcelamento das taxas ao cidadão sul-mato-grossense. Algo novo que com certeza será referência para os demais Detrans do País”, afirmou.

Confira AQUI as respostas para as principais dúvidas referentes ao parcelamento, inclusive as taxas de juros.

Mireli Obando, Comunicação Detran-MS