Dourados-MS,
Semestre- Camara

Caminhoneiros autônomos se comprometem a suspender paralisação após medidas de Temer; veja ata

Trecho da ata assinada após a reunião deste domingo (27) (Foto: Reprodução)

Politica
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Ao assinarem a ata da reunião deste domingo (27) no Palácio do Planalto, as entidades que representam os caminhoneiros autônomos se comprometeram a suspender a paralisação da categoria.

Após a reunião, o presidente Michel Temer anunciou, entre outras medidas, a redução de R$ 0,46 no preço do litro do óleo diesel, conforme o blog já havia antecipado.

O documento assinado pelos caminhoneiros, obtido pelo blog, diz:

"Os representantes dos transportadores autônomos se comprometeram a, em pronunciamento direcionado à categoria, recomendar a leitura da presente ata e, tão logo estejam publicadas no diário oficial da união as medidas provisórias mencionadas nas alíneas 'c', 'd' e 'e', suspender o movimento paredista ante o atendimento das demandas da categoria" (veja na reprodução abaixo).

 
Trecho da ata assinada após a reunião deste domingo (27) (Foto: Reprodução)
Trecho da ata assinada após a reunião deste domingo (27) (Foto: Reprodução)

Veja mais abaixo a reprodução da ata na íntegra

 

Bastidores

 

Os ministros dizem que a categoria precisa retomar o trabalho, não somente desobstruir as rodovias:

 
 
Padilha diz que acordo é para caminhoneiros retomarem trabalho
Padilha diz que acordo é para caminhoneiros retomarem trabalho
 

O ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo) lê as propostas do governo:

 
 
Greve dos caminhoneiros: veja bastidores da negociação no Planalto e ata da reunião
 
Íntegra

 

Veja abaixo, na íntegra, a ata da reunião dos caminhoneiros com o governo:

 
Ata da reunião entre caminhoneiros e governo (Foto: Reprodução)

Ata da reunião entre caminhoneiros e governo (Foto: Reprodução)

 
Assinaturas na ata da reunião entre governo e caminhoneiros (Foto: Reprodução)
Assinaturas na ata da reunião entre governo e caminhoneiros (Foto: Reprodução)

 

 

G1 - Por Gerson Camarotti