Dourados-MS,
ALMS_Iris

PT quer eleger de 80 a 100 vereadores e lançar candidatos nas principais cidades de MS

Politica
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O PT em Mato Grosso do Sul pretende eleger de 80 a 100 vereadores em todo o Estado nessas eleições e quer lançar candidatos em Campo Grande, Corumbá, Três Lagoas e Dourados, municípios com o maior eleitorado. As informações são do presidente estadual do partido, Vladimir da Silva Ferreira, durante a convenção estadual neste sábado (22).

Segundo o presidente, o partido vai mapear as cidades onde deve lançar candidatos. No entanto, o deputado estadual Pedro Kemp já está definido como pré-candidato em Campo Grande.

Em Três Lagoas, a pré-candidata é a advogada Luciene Maria da Silva que foi vice na chapa de Humberto Amaducci nas eleições ao governo em 2018 e em Corumbá, Carlos Alberto Machado, vereador que assumiu o cargo no lugar de Luciano Costa, em 2018, para que este ocupasse a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável.

Em Dourados, o candidato ainda será definido pelo partido até o dia 15 de março. A meta é eleger de 8 a 10 prefeitos. “A direita está se dividindo e isso pode sim dar um bom resultado para os nossos futuros candidatos”, disse Ferreira.

Gleisi em MS

Presidente nacional do PT, a deputada federal Gleisi Hoffmann criticou neste sábado (22) em Campo Grande a alta tributação do ICMS, avaliando o imposto como o responsável pela maior carga tributária do país. Gleisi está em Mato Grosso do Sul para evento de 40 anos do Partido dos Trabalhadores, que acontece na Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de MS).

“O imposto sobre consumo continua sendo a maior carga tributária do país e isso prejudica os mais pobres. Uma pessoa em situação precária paga o mesmo imposto que eu, que tenho situação de vida melhor, por ser uma deputada, por exemplo”.

Gleisi participou da convenção estadual do PT na Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul).