Dourados-MS,
PRINCIPAL OK

A programação de imunização contra a Covid-19 segue nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) de todo município de acordo com o calendário de cada público-alvo ou faixa etária. Antes centralizado, douradenses podem ir diretamente na UBS mais próxima para se vacinar sem agendamento prévio. Pessoas acima de 50 anos, que tomaram a dose adicional (3ª dose) em janeiro ou antes, podem agora tomar a dose de reforço (4ª dose).

Em Dourados, considerando a população apta a receber o imunizante (5 anos ou mais), quase 84% já atingiu o esquema vacinal completo, duas doses de imunizantes da AstraZeneca, Pfizer ou Coronavac ou dose única da Janssen. Esse bom índice faz com que o esforço do Núcleo de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde se concentre em aumentar o ritmo da aplicação de doses adicionais e de reforço.

Até o último boletim da Secretaria Estadual de Saúde, divulgado nesta segunda-feira (23), parcela de 37% foi imunizada com a terceira dose e a quarta dose chegou a 5%, mas essa queda tem explicação, segundo Edvan Marcelo Marques, chefe do Núcleo de Imunização. “As doses de reforço ainda são direcionadas para público-alvo bem específico que leva em consideração faixa etária, por exemplo. Por isso o alto índice no caso do esquema primário e depois a queda em relação à dose de reforço”.

Apesar disso, Edvan chama atenção para a diferença dentro do ciclo primário. “Quase 98% da população iniciou o ciclo primário com a primeira dose, mas 84% completaram com a segunda. Essas pessoas precisam retornar às UBS para a segunda dose. Uma explicação para essa diferença é a queda da percepção de risco em relação à covid-19. E a pandemia ainda está aí, não podemos deixar de nos protegermos com a vacina, agora disponível para todos”, alerta.

A vacinação freou a velocidade de contaminação da covid-19 e diminuiu drasticamente o número de óbitos, mas o vírus segue circulando. O Mato Grosso do Sul registrou 258 novos casos neste domingo (22), mas sem mortes. No Brasil, foram mais 28.807 casos, com 134 vidas perdidas. A média diária de mortes na última semana é de 101. Em Dourados, as Unidades Básicas de Saúde funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h e das 13h às 17h.

Até o dia 31 deste mês, a Justiça Eleitoral encerra o prazo para a oficialização de federações partidárias. Inédita no país, a nova regra, criada depois de as coligações partidárias serem extintas para pleitos regionais e mantidas apenas para eleições majoritárias, permite que duas ou mais siglas atuem em conjunto. Inicialmente, a data final para o registro era 1º de março, mas uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) prorrogou o prazo. 

Diferentemente das coligações, onde a parceria poderia ser desfeita assim que se encerrasse o processo eleitoral, nas federações os partidos mantêm sua autonomia, mas deverão atuar como um só desde o período eleitoral, quando os candidatos vão concorrer a cargo político, até o fim dos quatro anos do mandato, caso sejam eleitos. O eventual descumprimento da regra poderá causar ao partido dissidente a impossibilidade de federar com outras siglas durante as duas próximas eleições, ou até completar o prazo mínimo remanescente.

Aprovadas pelo Congresso no ano passado, as federações foram criadas para tentar minimizar os problemas criados pela pulverização partidária no país, que tem 32 siglas de correntes variadas. Alguns desses partidos  sequer conseguiram eleger representante no Parlamento. Unidas, as agremiações também fundem o tempo de televisão para propaganda eleitoral e recursos que recebem para campanhas e manutenção dos partidos.

A Prefeitura de Dourados, por meio de uma ação conjunta das Secretarias Municipais de Saúde e Assistência Social, com apoio do Rotary Clube de Dourados, realizou neste sábado (21), no Cras (Centro de Referência de Assistência Social) do bairro Jóquei Clube um dia de vacinação para crianças, adultos e idosos, além de orientações do serviço social.

A ação aconteceu das 12h às 16h, com o objetivo principal de facilitar o acesso às vacinas e consequentemente aumentar cobertura vacinal para o público-alvo em cada campanha. “Foram aplicadas mais de 200 vacinas, entre doses da Covid-19, sarampo e influenza. Nossa proposta é facilitar o acesso às vacinas aos moradores da região”, afirma Edvan Marcelo Marques, responsável pela imunização.

O Cras Jóquei Clube atende 48 bairros do município, segundo informações da coordenadora Margarete Maciel. “Fizemos um trabalho de divulgação para acionar as famílias do nosso território de atendimento porque normalmente o Cras funciona de segunda a sexta das 7h às 13h e essa ação é uma oportunidade para quem não pode vir nos dias da semana”, explica Margarete.

Lembrando que a campanha de vacinação segue nas unidades de saúde, onde estão disponíveis doses da Covid-19, a partir de 5 anos, as doses reforço – respeitando o intervalo e público de cada uma, além do público-alvo do imunizante contra o sarampo e influenza.

Advertisement