Dourados-MS,
CMD-2

PF faz busca e apreensão na sede da Fiems em MS

Duas viaturas estão na Fiems desde hoje de manhã

Campo Grande
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Duas equipes da Polícia Federal cumprem dois mandados de busca e apreensão em Campo Grande,  na sede da Fiems, localizado na Avenida Afonso Pena, na manhã desta terça-feira (19). As buscas estão sendo executadas após investigações apontarem que um grupo de empresas está sob o controle de uma família desde 2002, executando contratos firmados por meio de convênios com o Ministério do Turismo e entidades paraestatais do intitulado sistema “S”.  

Com isso, a Operação Fantoche foi desencadeada e os policiais estão nas ruas desde hoje cedo, em sete Estados, incluindo a Capital de Mato Grosso do Sul. Segundo a Polícia Federal, com a colaboração do Tribunal de Contas da União, a forma que a empresa atuava é sempre igual aos outros crimes contra a administração pública, fraudes licitatórias, associação criminosa e lavagem de ativos.

Em resumo, consiste na utilização de entidades de direito privado sem fins lucrativos para justificar celebração de contratos e convênios diretos com o Ministério convenente e Unidades do Sistema S, contratos voltados à execução de eventos culturais e de publicidade superfaturados e com falta de execução parcial, sendo os recursos desviados depois em favor do núcleo empresarial por meio de empresas de fachada.  

A estimativa é que o grupo já tenha recebido mais de R$ 400 milhões, desses contratos. Ao todo, são 213 policiais federais e oito auditores do TCU,  cumprindo 40 mandados de busca e apreensão e 10 mandados de prisão temporária, nos estados de Pernambuco, Minas Gerais, São Paulo, Paraíba, Distrito Federal, Alagoas e aqui no Estado.

As prisões e as buscas e apreensões, foram determinadas pela 4ª Vara Federal da Seção Judiciária de Pernambuco, que ainda autorizou o sequestro e bloqueio de bens e valores dos investigados.