Dourados-MS,
Câmara_plano_diretor

Polícia flagra adolescentes bebendo em bares de Campo Grande

Operação aconteceu durante essa madrugada: toda a bebida de um dos bares foi apreendida - Foto: Divulgação

Campo Grande
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Operação conjunta entre polícias Civil e Militar, Conselho Tutelar e fiscais da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Gestão Urbana (Semadur) flagrou adolescentes consumindo bebidas alcoólica em dois bares de Campo Grande. A ação ocorreu na madrugada de ontem e, além do consumo de bebidas por adolescentes, também teve como alvo o crime de poluição sonora. A primeira abordagem ocorreu na região da Mata do Segredo. Depois de constatada a presença de adolescentes, toda a bebida do bar foi apreendida. A polícia também encontrou papelotes de droga no chão.

Adolescentes embriagados também foram flagrados em outro bar, na região do Jatiuca Park. A constatação da embriaguez dos adolescentes foi feita por meio do bafômetro, aplicado por agentes do Batalhão de Trânsito que participaram da operação.  Conforme informações da Polícia Militar, todos os responsáveis foram detidos e encaminhados para a delegacia da Polícia Civil por descumprimento do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). 

POLUIÇÃO SONORA

Além da presença de adolescentes, o bar, situado no bairro Vila Manoel da Costa Lima, foi autuado por poluição sonora. Conforme informações da Polícia Militar Ambiental (PMA), a pressão de som emitida pela aparelhagem instalada  foi de 100,7 decibéis, quando a potência permitida para o horário e região é de 45 decibéis. “Esse bar já havia sido alvo de outras denúncias”, completou o tenente-coronel Ednilson Paulino Queiroz, responsável pela comunicação da PMA.

Toda a aparelhagem de som, explicou o oficial, foi apreendida e duas pessoas, autuadas administrativas e multadas pela PMA em R$ 5 mil cada um. Eles responderão por crime ambiental de poluição sonora. Os infratores poderão pegar pena de um a quatro anos de reclusão. Além disso, poderão perder a aparelhagem apreendida, que passa a ser material de crime.

“Essa operação teve como alvo todas as questões que envolvem ordem pública e social. A nossa participação foi referente à poluição sonora, mas tivemos a averiguação da questão de trânsito, de adolescentes consumindo bebidas alcoólicas. Foi uma grande operação, que contou com a participação de várias instituições”, completou Queiroz.

 

Correio do Estado

Participaram da ação policiais da PMA, 9º Batalhão, 11ª Companhia, Batalhão de Trânsito, Policiais Civis das delegacias Especializada de Ordem Política e Social (Deops) e da Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente, fiscais da Semadur e Conselho Tutelar.

Em nota, a PM reforçou que são proibidas a entrada e a permanência de menores de dezoito anos, quando desacompanhados dos pais, em boates, bailes, festivais, promoções dançantes e eventos assemelhados, incluindo bailes carnavalescos e réveillon, exceto mediante o alvará judicial. O número de adolescentes acolhidos não foi divulgada.