Dourados-MS,
 Camara municipal-principal

Médico que matou ao dirigir embriagado tem contrato com Detran

Carro em que o médico estava

Campo Grande
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O médico envolvido no acidente que matou Márcia Martins Honório, na madrugada de domingo (2), é sócio de uma empresa médica que presta serviço ao Detran (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul). Edson de Arruda Alves, de 69 anos, acabou preso por embriaguez após colidir no carro em que a vítima estava na BR-163.

Especialista em ginecologia, Edson aparece no Diário Oficial de Mato Grosso do Sul como sócio da clínica Medtrans, empresa prestadora de serviços para a realização de exames de aptidão física e mental do Detran há cerca de 10 anos. 

Em maio, uma nova portaria, também publicada no Diário Oficial, credenciou a Medtrans por mais um ano como prestadora de serviço ao Detran. Na publicação, o nome de Edson está entre a lista de médicos autorizados ao serviço até o dia 30 de setembro de 2019.

O médico acabou preso em flagrante por embriaguez logo depois do acidente. O teste do bafômetro foi feita e contatou 0,71 miligramas de álcool por litro de ar, valor muito acima do permitido para que o caso não seja crime. Na delegacia, Edson confessou ter bebido “duas cervejas na casa de um amigo”.

Segundo a defesa do médico, composta pelos advogados Andrea Flores e o Luiz Henrique Camargo, apesar da embriaguez confirmada, o acidente aconteceu pela falta de visibilidade do motorista, já que no momento da colisão chovia.

Para a reportagem, Flores explicou que o cliente voltava da casa de um amigo, e resolveu ultrapassar uma carreta bitrem. Ao terminar a manobra e voltar para a pista de sentido a saída de Três Lagoas, atingiu o Fiat Punto, onde a vítima estava. “Ele não viu o carro, quando terminou a manobra e voltou para a pista encostou no Punto”, afirmou a advogada.

Segundo a versão do médico, a Mercedes C230 que conduzia também rodou na pista e atingiu uma carreta que seguia na frente das vítimas. Ainda conforme a defesa, Edson está prestando toda assistência a família da vítima.

Ainda conforme a advogada, o médico vai esperar pela audiência de custódia, que acontece na manhã desta segunda-feira (3).

Caso - De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o médico conduzia uma Mercedes Benz Sedan em sentido a saída de Três Lagoas quando atingiu a traseira do Fiat Punto, onde estavam a vítima e o namorado, de 37 anos. Com a colisão o veículo rodou e saiu da pista, parando às margens da rodovia.

Ainda conforme os policiais que atenderam a ocorrência, a velocidade da Mercedes era tanta, que mesmo com o acidente o médico não conseguiu parar e atingiu uma carreta que seguia na frente do carro das vítimas.

O motorista da Punto - que não teve no nome divulgado - foi socorrido com ferimentos leves, mas Márcia, que era passageira, morreu no local do acidente.

 

 

Campo Grande News