Dourados-MS,
CMD-2

Foto - Divulgação - SIG

Thalis Eduardo Assis de Souza, 19, e um adolescente de 13 anos se apresentaram na segunda-feira (18/2) à Polícia Civil. Eles são acusados pela morte de Anderson Salustiano da Silva, 28, ocorrida na madrugada do dia 10 de fevereiro, na rua Cândido de Carvalho, no João Paulo II, em Dourados. 

A vítima foi esfaqueada e teve a faca cravada nas costas. No corpo dela havia ainda sinais de agressão.  

De acordo com o delegado do SIG (Setor de Investigações Gerais), Rodolfo Daltro, após o crime, relatos de testemunhas apontavam para uma rixa entre Thalis e Anderson. 

Durante as investigações, a polícia descobriu que o suspeito havia deixado a cidade e se mudado para uma propriedade rural em Maracaju e também que outra pessoa teria participado da ação. 

Em meio aos trabalhos de apuração do caso, acompanhados da defesa, ambos se apresentaram ao SIG.

Nos depoimentos, o menor assumiu o homicídio, enquanto o rapaz negou ter qualquer tipo de participação, alegando ainda não possuir problema com o rapaz assassinado. 

O adolescente contou que no dia do crime, ele caminhava com Thalis e percebeu a faca na mão de Anderson.

Em posse de uma pedra, atingiu a vítima, derrubando a arma branca da mão dele. 

Logo em seguida, pegou o objeto e o esfaqueou por três vezes, deixando-a cravada nas costas. 

O jovem acabou encaminhado à Delegacia do Menor, enquanto Thalis foi indiciado pelo homicídio. 

 

Dourados News

Foto - Osvaldo Duarte

Uma ação conjunta envolvendo policiais da Força Tática, do 3º Batalhão de Polícia Militar de Dourados, do Getan (Grupo Especializado Tático Motorizado) e da Defron ((Delegacia Especializada de Repreensão aos Crimes de Fronteira), fechou ´por volta das 17 horas de sábado (16), um ponto de distribuição de drogas, localizado na rua Alpes, no jardim Itália, periferia de Dourados.

Segundo informações do Boletim de Ocorrência, a ação começou após denúncia anônima, de que em uma casa localizada no jardim Itália, estavam algumas pessoas que seriam autores de assalto em Dourados e região.

Chegando no local, os policiais prenderam o casal, Bianca de Souza Silva, 21 anos e o esposo dela Enderton Henrique Alves Brufatto, 20 anos, vulgo Tom e apreenderam um revólver calibre 38; quatro papelotes de cocaína; três porções de maconha; 70 munições 9mm, três munições calibre 38 e a importância de R$ 370, em dinheiro.

Com a prisão de Enderton e Bianca, os policiais chegaram até a pessoa de Herverton do Nascimento Souza, 27 anos, vulgo Corumbá, que seria um olheiro e informante do casal, sobre a presença de consumidores e também da Polícia.

Os três foram encaminhados para a delegacia do 1º Distrito Policial de Dourados, onde foram autuados por posse de arma de uso restrito, posse de arma de uso permitido, tráfico de drogas e associação ao tráfico.

 

Dourados News

Foto - Divulgação

Pedro Jorge Braga Câncio Júnior, que ao lado de Valdirene Fiorentino da Silva, 35, tramou o assassinado do empresário José Pereira Barreto, 38, tentou se enforcar com uma camiseta antes de ser transferido à PED (Penitenciária Estadual de Dourados). 

O fato ocorreu na manhã desta sexta (15), na delegacia do 1º Distrito Policial, onde estava preso. 

O rapaz é acusado de, ao lado da mulher da vítima, com quem supostamente possuí um caso extraconjugal, pagar R$ 20 mil pelo crime. 

José Pereira Barreto foi baleado enquanto trafegava pela rua Cuiabá, nas proximidades do Jardim Santo André, no final da tarde de quarta-feira (13), em Dourados.

Ele continua internado em estado grave, porém, não corre risco de morte. 

Já Pedro, Valdirene e outras cinco pessoas, todas apontadas pelo envolvimento no caso, acabaram presos em flagrante por policiais civis do SIG (Setor de Investigações Gerais). 

 

Dourados News

Foto - Osvaldo Duarte

Um empresário do ramo de turismo, foi ferido no final da tarde de quarta (13), após ter a caminhonete que dirigia, uma GM-S-10, de cor prata, com placas QAH 1715, de Dourados, bloqueada por dois homens que estavam em uma motocicleta, na rua Cuiabá, esquina com a rua Mato Grosso, na região central da cidade, e ser atingida por vários disparos de arma de fogo efetuados pelos bandidos.

Após ser atingido por dois tiros na região do tórax, o empresário identificado pelo nome de José Pereira Barreto, 38 anos, proprietário da Eurotur Turismo, perdeu o controle da caminhonete e bateu contra um veículo Ford/Ka, de cor vermelha, com placas QNS 0168, de Dourados. 

O empresário foi socorrido por uma guarnição do Corpo de Bombeiros, e encaminhados em estado de saúde gravíssimo para o Hospital Evangélico, onde está recebendo os primeiros socorros. Os atiradores fugiram do local tomando rumo ignorado.

No veículo do empresário os policiais que compareceram na cena do crime encontraram a importância de R$ 63.605, em dinheiro, mas de acordo com a Polícia Civil, apesar do dinheiro encontrado na caminhonete, a hipótese de assalto está descartada.

 

Dourados News

Foto - Osvaldo Duarte

Duas pessoas morreram na manhã deste sábado (16) em Dourados após colidirem de moto. O acidente ocorreu na rua Monte Alegre, no cruzamento com a Rangel Torres, no Jardim Ouro Verde. 

Adilon da Silva Oliveira, 24, e Renato Souza Pereira, 37, pilotavam os veículos e são as vítimas fatais. 

O primeiro seguia numa Honda CG Titan, preta, sentido Jardim Canaã I, enquanto o segundo trafegava em direção ao Centro.

Após a colisão, o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou a ser acionado, mas os motociclistas já estavam mortos. 

A polícia apura as causas do acidente. 

 

Dourados News

Dinheiro apreendido na casa da vitima - Foto - Osvaldo Duarte

Valdirene Fiorentino da Silva, 35, encomendou a morte do marido, empresário do ramo de turismo José Pereira Barreto, 38, que ainda se encontra internado, mas não corre risco de morte. O atentado ocorreu na tarde de quarta (13), quando o homem acabou baleado dentro da GM S-10 em que conduzia, na rua Cuiabá, em Dourados. 

Pedro Jorge Braga Câncio Júnior, suposto amante dela, também teria envolvimento no crime. Além deles, outras cinco pessoas participaram da ação. Todas estão presas e serão apresentadas pelo SIG (Setor de Investigações Gerais) às 15h de hoje (14/2).

De acordo com o apurado até o momento, logo após a tentativa de homicídio, a mulher foi à delegacia. Ela estava desaparecida desde o dia 10 de fevereiro, conforme mostrado aqui. 

Desconfiados, os policiais começaram a questiona-la e logo em seguida ela confirmou ter sido mandante do crime. 

Valdirene contou que era agredida constantemente pelo marido e teria iniciado uma relação extraconjugal com Pedro Jorge. O suposto caso acabou descoberto por Barreto. 

A mulher então se juntou ao rapaz e tramou a morte do empresário. Com R$ 20 mil, procuraram Paulo Vitor dos Santos, 32, David Jonathan dos Santos, 29, e Leandro Alves Gonçalves, 32.

O trio se encarregou de contratar duas pessoas para cometer o assassinato, Charles Barros de Lima Ribeiro, 21, e João Alves Cardoso, 26. 

Com o dinheiro, a dupla adquiriu a Honda Twister e um revólver 357, ambos usados na ação. João ficou responsável de pilotar a moto enquanto o comparsa realizou os disparos. 

Todos acabaram presos e encaminhados ao 1º Distrito Policial de Dourados. 

Além dos sete, José Pereira Barreto, também será encaminhado a uma das celas do 1ºDP. Na casa dele foram encontrados uma pistola 357 e mais R$ 449 mil. No veículo em que o empresário estava havia ainda uma pistola calibre 9mm.

O CASO 

Barreto acabou ferido no final da tarde de quarta-feira no cruzamento das ruas Cuiabá e Mato Grosso, região do Jardim Santo André.

Os tiros atingiram a região do tórax da vítima, que seguia numa GM S-10.

Após o atentado, o empresário proprietário da Eurotur Turismo, perdeu o controle da direção e bateu contra um veículo Ford/Ka. 

No veículo da vítima os policiais encontraram R$ 63.605 em dinheiro.

 

 

Dourados News

Foto - Osvaldo Duarte

O artesão Valmir Souza Gomes, 61 anos, vulgo João de Barro, morador no Campo Dourado, bairro de Dourados, foi encontrado morto há pouco, em um banheiro da casa dele, localizada na Alameda das Pérolas. 

De acordo com informações da Polícia Civil, que está no local, existem muitos sinas de sangue por toda a casa e o corpo do artesão esta em um banheiro nos fundos da residência, mas até o momento não é possível determinar quais os motivos do crime.

Peritos também se deslocaram até a cena do crime para fazer os levantamentos necessários, para determinar as causas da morte.

Valmir Gomes possuia uma banca de vendas de artesanato, instalada às margens da rodovia BR-463, na região do BNH 4º Plano.

 

Dourados News

Mais Artigos...