Dourados-MS,
Prefeitura1

Mais um acidente terminou em morte na rua Coronel Ponciano, em Dourados. Na madrugada desta sexta-feira (26/7), Gleverson Iglei de Matos Araújo acabou perdendo o controle de direção da moto em que pilotava, causando o acidente fatal. 

Conforme apurado pelo Dourados News, a vítima trafegava pela via nas proximidades do CAM (Centro Administrativo Municipal) acompanhado de uma mulher, quando, ao passar por uma rotatória, bateu na guia de meio fio. 

Com a velocidade, Gleverson foi arremessado contra um poste, morrendo no local do acidente. 

A passageira que o acompanhava recebeu atendimento de socorristas e precisou ser encaminhada ao hospital, enquanto o corpo do rapaz, acabou conduzido ao Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) de Dourados.

No início da tarde de domingo (21/7), uma equipe da Guarda Municipal de Dourados localizou abandonado em uma mata, 17 tabletes de maconha.

A ação ocorreu após denúncias informando sobre um material suspeito que estaria abandonado na região da Vila Adelina.

Os guardas foram até o local e encontraram um saco plástico com 17 tabletes de maconha, pesando 11,5kg. As equipes realizaram rondas no local na tentativa de localizar o proprietário, porém sem sucesso.

Desta forma a droga foi apreendida e encaminhada à delegacia de Polícia Civil para maiores procedimentos.

Índios voltaram a ameaçar invadir sítios nos arredores da reserva de Dourados, cidade a 233 quilômetros de Campo Grande. Nesta terça-feira (16), armados com flechas, facões e foices, cerca de 70 indígenas já teriam expulsado moradores de uma área, inclusive seguranças e ameaçado a atear fogo no local.

Contudo, a Policia Militar foi acionada e conteve o avanço do grupo sobre as terras dos sitiantes.Há informações de que os indíos até teriam atirado contra os agentes.

Ontem (15), aproximadamente trinta indígenas também foram até outra propriedade, que fica à margem da Avenida Guaicurus e teriam ameaçado moradores, seguranças e dito que iriam tomar a casa do local.

Conforme o boletim de ocorrência sobre o caso, registrado pelo dono da propriedade, de 30 anos, na última sexta-feira (12) ele já teria encontrado quatro barracos montados na área de sua propriedade e os derrubou.

Tensão – Em março deste ano, os indígenas também teriam atacado um proprietário rural que fazia a colheita de soja em um sítio localizado entre o anel viário e a reserva indígena. Eles estavam armados com flechas e coquetel molotov.

Mas a tensão entres sitiantes e índios, data desde 2016 quando moradores da reserva e grupos indígenas de aldeias da região romperam anos de paz com os vizinhos e invadiram sete pequenas propriedades rurais. Cinco sítios estão invadidos até hoje.

Policiais do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) recuperaram na manhã de terça-feira, um veículo Volkswagen Jetta de cor branca com registro de furto e carregado com 46 fardos uma substância entorpecente, aparentemente maconha, com peso total de 978,00 quilos.

A apreensão ocorreu depois que os policiais abordaram dois veículos para fiscalização, na região Dourados (MS). Foram abordados um VW Gol branco e um Fiat Weekend branco. Durante as vistorias, os policiais localizaram rádios de comunicação instalados, de forma oculta, nos dois veículos.

Um terceiro veículo se aproximou e, ao perceber a viatura policial, o condutor retornou e adentrou em uma plantação de cana-de-açúcar. Com o apoio de uma segunda equipe do DOF, os policiais localizaram o veículo Jetta branco abandonado e carregado com o entorpecente. Também havia um rádio de comunicação instalado.

Os dois homens detidos contaram que são de Uberlândia (MG) e que vieram para bater estrada para o condutor que fugiu. Disseram que o entorpecente seria levado para a cidade onde residem.

A ocorrência foi registrada e entregue na Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron), onde os homens foram autuados em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

Roberto Gonçalves Braga, 34, morreu após bater em um VW Gol na avenida Marcelino Pires, região da Cabeceira Alegre em Dourados. Ele seguia em uma Honda Biz preta com placa NRM-1439 de Dourados, quando colidiu na traseira do veículo que estava parado atrás de uma sequência de carros.

Segundo informações apuradas pelo Dourados News, por volta das 19h30 os carros formavam uma fila na pista às margens do canteiro central, quando Roberto não conseguiu parar e acabou batendo na traseira do Gol.

Ele caiu sobre o canteiro e foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros Militar ao Hospital da Vida, mas acabou não resistindo aos ferimentos e morreu.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Dourados.

(Vinícius Araújo)

Foto: Osvaldo Duarte

Uma família residente na Vila Guarani, em Dourados, foi alvo de criminosos no final da tarde de ontem (15). Bandidos encapuzados e armados invadiram a residência na rua Vereador Ataulfo de Mattos, e levaram a caminhonete, jóias e dinheiro das vítimas.

Conforme registro da ocorrência, por volta das 17h a dupla pulou o muro do imóvel e rendeu a moradora de 36 anos e o filho dela, de nove anos, no momento em que ela teria aberto a porta para verificar a movimentação estranha no quintal.

Os criminosos renderam mãe e filho amarrando-os com fita e trancando-os em quarto. Os bandidos vasculharam a residência e ficaram cerca de uma hora até que o marido da mulher, de 46 anos, chegou na casa a bordo de uma caminhonete Ford F1000 preta, 88/89, com placas BZE 2806.

O proprietário do imóvel também foi rendido e levado para o quarto na companhia da esposa e dos filhos. A dupla permaneceu por mais 30 minutos na casa e fugiu levando o veículo, celulares, alianças, pulseiras, correntes, aproximadamente R$ 700 e um cofre com R$ 300 em moedas.

Mais tarde, a Polícia Militar encontrou a caminhonete abandonada em um bairro na periferia de Dourados. O veículo foi levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).

Caso segue em investigação.

(Dourados News)

O policial militar ambiental Djavan Batista dos Santos, preso por matar a tiros o bioquímico Júlio César Cerveira Filho, em sala de cinema na tarde desta segunda-feira, no Shopping Avenida Center, em Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande, foi afastado.

De acordo com a Corregedoria da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, o PMA foi preso em flagrante e já foi aberto procedimento administrativo para apurar a conduta dele. Consequentemente, ele foi afastado das funções.

Conforme apurado, ele está detido no 3º Batalhão da Polícia Militar e logo mais deve ser encaminhado à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), onde será ouvido. O caso será investigado na 2ª Delegacia de Polícia.

Segundo a polícia, ele prestará esclarecimentos sobre os fatos, será submetido à audiência de custódia e em seguida, caso permaneça preso, será encaminhado para o Presídio Militar em Campo Grande.

O Caso
Testemunhas relataram que a sessão era do filme “Homem-Aranha: Longe de Casa” e estava repleta de crianças e adolescentes. Logo após início dos trailers, Júlio teria se aproximado das cadeiras onde estavam o PMA e a filho, oportunidade em que se desentenderam por conta dos lugares.

A vítima teria possivelmente agredido a filho do PMA que reagiu atirando duas vezes. Equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionadas, mas Júlio morreu no local. O local foi esvaziado para que a perícia técnica e a Polícia Civil possam colher informações sobre o caso.

O policial foi preso em flagrante pela PM enquanto deixava o shopping. Ele foi flagrado no momento em que tentava entrar em seu automóvel.

Mais Artigos...