Dourados-MS,
 Camara municipal-principal

Presos suspeitos de fraude em licitações são transferidos para a PED

Foto - Adilson Domingos

Dourados
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O secretário Municipal de Fazenda, João Fava Neto, o diretor do Departamento de Licitação, Anilton Garcia de Souza e Messias José da Silva, dono da empresa Douraser Prestadora de Serviços de Limpeza e Conservação – Eireli, foram encaminhados há pouco à PED (Penitenciária Estadual de Dourados).

Eles acabaram presos na manhã desta quarta-feira (31/10) em Dourados dentro da Operação Pregão, desencadeada pelo Ministério Público Estadual e que apura suposto esquema de fraudes em processos licitatórios. 

Além deles, a vereadora Denize Portollann (PR), ex-secretária de Administração e Educação do governo Délia Razuk (PR), também foi presa e permanece na sala do OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), no 1º Distrito Policial. 

Todos os mandados de prisão cumpridos hoje são preventivos. 

Operação Pregão

A Operação Pregão apura supostos crimes de fraude em licitação, dispensa indevida de licitação, falsificação de documentos, advocacia administrativa, além do crime conta a ordem financeira, notadamente em razão de fraudes em licitações e contratos públicos, praticados, em tese, durante a atual gestão municipal. 

No total, participaram da operação 13 equipes, compostas por aproximadamente 75 policiais militares, civis e servidores, além de seis promotores de Justiça de Dourados e Campo Grande.

 

Dourados News