Dourados-MS,
 Camara municipal-principal

Homem é multado em R$ 564 mil por armazenar 1,5 mil toras de madeira

Madeira estava armazenada em toras - Foto: Divulgação / PMA

Meio Ambiente
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

A Polícia Militar Ambiental (PMA) apreendeu 1.511 toras de madeira, o equivalente a 60 carretas carregadas, de várias espécies durante fiscalização realizada ontem (13) em Anastácio, município a 140 quilômetros de Campo Grande. A aferição demorou quatro dias para ser concluída e o responsável pelo material terá que pagar multa de mais de R$ 564 mil. As árvores eram das espécies ipê, sucupira, jatobá, faveiro e angico, e estavam armazenadas em uma propriedade rural, sem o documento de origem expedido pelo órgão competente.

O produto florestal armazenado que mediu 1.880,23 m³, suficiente para carregar 60 carretas, distribuídos em vários montes, exigiu quatro dias de trabalho dos policiais para concluir a aferição. O que chamou a atenção da PMA foi a quantidade de madeira de grande porte, cujas árvores derrubadas levariam centenas de anos para atingir aquela estrutura.

A madeira não possuía autorização ambiental (DOF – Documento de Origem Florestal), que é o documento legal para se ter em depósito ou transportar qualquer produto florestal e foi apreendida. A polícia não divulgou a identificação do infrator, que reside em Campo Grande, mas confirmou que ele foi autuado administrativamente e multado em R$ 564.029,00. Ele também responderá por crime ambiental, com pena prevista de seis meses a um ano de detenção.

 

Correio do Estado