Dourados-MS,
Camara- (1000x90)

Dourados recebeu novas doações do frigorífico JBS

Economia
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Neste sábado (27), a JBS entregou 15 camas de UTI, 15 monitores de sinais vitais, 10 respiradores, 3 desfibriladores e 75 bombas de infusão ao Hospital Universitário da Grande Dourados (MS), além de 100 mil equipamentos de proteção individual (EPIs) – luvas de procedimento – à Associação Médica da Grande Dourados. Essa é mais uma doação da empresa para a cidade dentro do programa “Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o Mundo com Solidariedade”.

Desde maio a empresa já entregou mais de 110 mil equipamentos de proteção individual (EPIs) – máscaras cirúrgicas e PFF2, aventais TNT, toucas, luvas, viseiras faciais e óculos de proteção –, à Secretaria Municipal de Saúde de Dourados, além de cerca de 8 mil litros de sanitizantes como álcool em gel e líquido, desinfetante hospitalar e sabonete.

No município, a Companhia também confirmou R$ 60 mil em equipamentos hospitalares para o Hospital da Missão Caiuá e cerca de R$ 100 mil para a compra de medicamentos e EPIs. A instituição de saúde atende cerca de 17 mil pessoas das aldeias Jaguapirú e Bororó.

Dourados é um dos mais de 200 municípios que serão beneficiados pelo programa no Brasil. Em Mato Grosso Sul, a JBS fará a doação de R$ 21 milhões, sendo R$ 10 milhões para o governo do Estado e R$ 11 milhões para 16 municípios sul-mato-grossenses, beneficiando mais de 1,5 milhão de pessoas.

“A JBS estruturou um programa dedicado a apoiar o país no enfrentamento a essa pandemia. Essa nova doação que chega à nossa cidade vem em um momento oportuno e ajudará o sistema de saúde da região. Quando tudo isso passar também teremos deixado um legado importante para a saúde local”, diz Dirceu Rech, gerente industrial da JBS em Dourados.

Os R$ 400 milhões que serão doados pela JBS contra a pandemia no Brasil serão aplicados nas três frentes de atuação do programa – saúde, assistência social e ciência. A estimativa é que mais de 63 milhões de pessoas sejam beneficiadas com as ações.

A alocação dos recursos considera um diagnóstico feito com sistemas de saúde municipais e estaduais e incluiu entrevistas e análise de dados. Essas informações foram avaliadas por especialistas dos três comitês independentes do programa da JBS nas áreas de saúde, social e ciência e que, com larga experiência em seus respectivos setores de atuação, apoiaram na definição das ações e projetos atendidos.