Dourados,MS
The current Bet365 opening offer for new customers is market-leading bet365 mobile app You can get a free bet right now when you open an account.

Férias e viagens ao exterior esvaziam Brasília de ministros em janeiro

Férias e viagens ao exterior esvaziam Brasília de ministros em janeiro
07/01/2018 -

Durante o mês de janeiro, pelo menos 11 ministros estarão fora de Brasília. Oito estarão em férias e outros três, em viagens oficiais para o exterior. O governo tem 28 ministros de estado.

Na ausência do titular da pasta, o ministério normalmente fica sob comando do secretário executivo ou do secretário-adjunto.

Ministros em férias

Ministério Ministro Período de Férias
Relações Exteriores Aloysio Nunes 15 a 26 de janeiro
Agricultura Blairo Maggi 06 a 15 janeiro
Planejamento Dyogo Oliveira 05 a 12 de janeiro
Casa Civil Eliseu Padilha 08 a 16 de janeiro
Integração Helder Barbalho 2 a 13 de janeiro
Esporte Leonardo Picciani 18 de dezembro a 16 de janeiro
Direitos Humanos Luislinda Valois 07 a 21 de janeiro
Desenvolvimento Social Osmar Terra 3 a 10 e de 15 a 25 de janeiro
Fonte: Diário Oficial da União

Viagens oficiais

Outros ministros vão aproveitar o mês para cumprir viagens oficiais, a trabalho. O ministro Marx Beltrão, do Turismo, vai se ausentar durante nove dias para viagens ao Japão e aos Estados Unidos com o objetivo de divulgar o visto eletrônico para entrada no Brasil.

Segundo o Ministério do Turismo, o visto eletrônico faz parte de um grupo de ações para ampliar o fluxo de estrangeiros no país. O ministro já esteve na Austrália, no ano passado, para divulgar a mesma medida. Marx Beltrão estará fora do Brasil entre os dias 19 e 27 de janeiro, segundo publicação no "Diário Oficial da União".

O presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, estará, entre os dias 05 e 09 de janeiro, em Basileia, na Suíça, onde vai participar de diversos encontros da Reunião Bimestral de Presidentes de Bancos Centrais do Banco de Compensações Internacionais (BIS).

Já o ministro da Saúde, Ricardo Barros, viaja entre os dias 14 e 19 de janeiro para alguns países da América Central e América do Sul. Ele estará no Haiti para participar de inaugurações de unidades de saúde construídas com cooperação brasileira.

Ele também vai para Havana, em Cuba, e para Santo Domingo, na República Dominicana, para reuniões com autoridades e visitas técnicas a instituições públicas de saúde. Ricardo Barros também estará em Georgetown, na Guiana, para reunião com autoridades.

Depois de voltar das férias, a partir do dia 16, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, cumpre duas agendas – uma em Berlim, na Alemanha, e outra em Davos, na Suíça. O retorno do ministro ao Brasil está previsto para o dia 25 de janeiro.

Em Berlim, Maggi vai acompanhar a abertura da Semana Verde Internacional, o 10º Fórum Global para Alimentação e Agricultura e uma conferência de Ministros. Em Davos, ele vai participar de reuniões bilaterais e do Fórum Econômico Mundial.

Sem ministro

Nas últimas duas semanas, dois ministros deixaram os cargos – Ronaldo Nogueira (Trabalho) e Marcos Pereira (Indústria, Comércio Exterior e Serviços).

O Ministério do Trabalho já tem substituto. A deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) deve tomar posse na próxima semana. O Ministério da Indústria ainda não tem substituto indicado.

De acordo com o Blog do Valdo Cruz, até abril, prazo final de desincompatibilização para ministros que vão disputar as eleições de outubro, mais 13 titulares de pastas na esplanada dos ministérios podem deixar a equipe do presidente Michel Temer.

Veja quem são os ministros que podem deixar o governo até o início de abril:

  • Ricardo Barros (Saúde, PP)
  • Mendonça Filho (Educação, DEM)
  • Fernando Coelho (Minas e Energia, sem partido)
  • Helder Barbalho (Integração Nacional, PMDB)
  • Sarney Filho (Meio Ambiente, PV)
  • Leonardo Picciani (Esportes, PMDB)
  • Marx Beltrão (Turismo, PMDB)
  • Maurício Quintela (Transportes, PR)
  • Raul Jungmann (Defesa, PPS)
  • Osmar Terra (Desenvolvimento Social, PMDB)

g1.globo.com