The current Bet365 opening offer for new customers is market-leading bet365 mobile app You can get a free bet right now when you open an account.

Paralisação nos Correios contra desmanche da Previdência atinge 24 municípios de MS

Paralisação nos Correios contra desmanche da Previdência atinge 24 municípios de MS

A paralisação dos trabalhadores dos Correios de Mato Grosso do Sul atingiu 24 municípios do estado. De acordo com a presidente do sindicato da categoria, Elaine Regina Oliveira, a paralisação atingiu "de forma parcial ou total esses 24 municípios, tornando expressiva a participação dos trabalhadores dos Correios no movimento contra a reforma da Previdência Social. Também nos somamos nessas localidades, assim como em Campo Grande, às manifestações de rua junto ao professores e outras categorias".

Em Campo Grande os grevistas se concentraram pela manhã em frente ao Centro Operacional dos Correios e em seguida seguiram em passeata até a Praça Ary Coelho onde se juntaram aos demais manifestantes.

Segundo Elaine, além da questão da Previdência os trabalhadores dos Correios levantam outras questões, como a implantação da Distribuição Domiciliar Alternada (DDA) que vai restringir a distribuição de cartas e encomendas em municípios pequenos para dois ou três dias da semana em detrimento dos usuários dos Correios.

"Também denunciamos as condições de segurança das agências e o sucateamento da estatal, com fechamento de agências (em MS serão 9 agências fechadas) e diminuição do efetivo através de um plano de demissão, o que piora as condições de atendimento nas agências e entrega de correspondências e encomendas."

Fazendo um balanço positivo da manifestação em Campo Grande, onde estima-se mais de 20 mil participantes, a dirigente sindical diz que "agora as centrais sindicais e os sindicatos vão se reunir e dar continuidade. Neste dia 15 demos apenas início à mobilização nacional, novas atividades como uma greve geral e uma marcha da classe trabalhadora a Brasília já estão em discussão. Não vamos recuar, esse projeto acaba com a Previdência e a aposentadoria. É um retrocesso e é ruim para a maioria absoluta da população."

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: DouradosAgora