The current Bet365 opening offer for new customers is market-leading bet365 mobile app You can get a free bet right now when you open an account.

Prouni: segunda chamada já está disponível

Prouni: segunda chamada já está disponível

O Ministério da Educação (MEC) divulgou, nesta segunda-feira, a segunda chamada de aprovados no Programa Universidade para Todos (Prouni) do primeiro semestre de 2017. A lista está disponível no site do programa. Os convocados têm até esta sexta-feira para confirmarem as informações prestadas durante a inscrição.

O Prouni teve início em 2004 e concede bolsas de estudo integrais e parciais (de 50%) em cursos de graduação em instituições privadas de todo o país, com base nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Neste ano, foram ofertadas 214.110 bolsas que foram disputadas por 1.535.042 de inscritos na primeira chamada, em todo o país.

Para comprovar os dados, os aprovados devem apresentar na instituição para os quais forem selecionados: documentos originais de identificação (próprios e de membros da família) e comprovantes de residência, de conclusão do ensino médio, de rendimentos e, se for o caso, de separação, divórcio ou morte dos pais, pagamento de pensão alimentícia, de professor da educação básica e de deficiência. Algumas instituições podem pedir outros comprovantes, assim o aluno deve consultar quais os requisitos da respectiva faculdade.

Caso o estudante perca o prazo e não compareça ao centro de ensino, ele estará, automaticamente, reprovado. Aqueles que não foram aprovados nessa etapa ainda terão a chance de participar da lista de espera, nos dias 7 e 8 de março. O resultado das vagas restantes será divulgado dia 10 e as informações confirmadas nos dias 13 e 14.

Bolsas do Prouni

Do total de bolsas ofertadas, 103.719 são integrais e 110.391 parciais. Podem concorrer os estudantes que não tenham diploma de curso superior e tenham alcançado o mínimo de 450 pontos no Enem; tenham cursado o ensino médio em escola pública ou, na rede particular como bolsista integral, e comprovem renda familiar de até um salário mínimo e meio para o benefício integral e de até três salários mínimos para o parcial. Também podem participar pessoas com deficiência e professores da rede pública que integrem o quadro permanente da instituição de ensino.

 

Por:  veja.abril.com.br/educacao