The current Bet365 opening offer for new customers is market-leading bet365 mobile app You can get a free bet right now when you open an account.

Venda de chocolates movimentará R$ 16,3 milhões nesta Páscoa

Venda de chocolates movimentará R$ 16,3 milhões nesta Páscoa

O volume de vendas de chocolates para a Páscoa deverá ser 400% maior neste ano, em comparação com o mesmo período do ano anterior, e irá movimentar R$ 16,3 milhões no comércio de Dourados, segundo pesquisa feita pela Fecomércio-MS (Federação do Comércio no Estado) em parceria com o Sindicon (Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista de Dourados).

A data comemorativa deverá injetar, ao todo, R$ 29 milhões no comércio de Dourados, se considerados gastos com alimentação, bebidas e viagens, de acordo com estimativas do setor.

A entidade estima um tíquete médio de R$ 120 por pessoa, 56% maior entre os que pretendem comprar presentes neste ano, em relação aos R$ 77 gastos somente com o doce na Páscoa em 2016. "A crise econômica existe no consumo diário, mas os consumidores não deixam que ela abale as comemorações", diz o presidente Sindicon, Valter Castro.

A preferência continua sendo pelos ovos de páscoa, citada por quatro em cada dez entrevistados que irão às compras no período. Haydé de Carvalho, de 92 anos, comprou dez unidades para presentear seus netos. "As promoções que as lojas estão fazendo ajudam a manter o hábito, que repito todos os anos", disse.

Proprietária de duas franquias de marca de chocolate no município, Mara Lígia Trew projeta um aumento de 20% nas vendas. "Mantivemos pelo terceiro ano consecutivo o preço do nosso ovo de páscoa tradicional e apostamos em lançamentos, para manter o bom desempenho", diz.

Apesar de não ter perdido a liderança, o ovo de páscoa teve uma redução de 41 pontos percentuais entre as preferências e abriu espaço para presentes de tíquete médio menor, como caixas de bombons (preferência de 17,3% dos entrevistados), barras de chocolate (9,4%) e chocolates caseiros (8,3%), que tiveram um desempenho melhor neste ano, segundo a pesquisa.

É o caso da consumidora Fernanda Sena, que irá presentear apenas três pessoas neste ano. "Vou comprar bombons, que têm um preço menor, pois achei que os ovos estão mais caros neste ano. São só lembrancinhas", diz.

O pagamento em dinheiro continua sendo a opção de maior parte dos consumidores na data comemorativa deste ano e foi apontado por 70% dos entrevistados ouvidos para o estudo. A Páscoa é a quarta principal data comemorativa para os comerciantes, atrás de Natal, Dia das Mães e Dia das Crianças, segundo Castro.

Viagens e pescados

A pesquisa apontou também que seis em cada dez consumidores tem pretensão de comer peixe no período, mesma parcela do ano anterior, com preferência para pacu, pintado e tilápia. A parcela de entrevistados que pretende sair da cidade no período é de 12,8%, tendo como principais destinos Ponta Porã (11,8%), Campo Grande (8,8%) e Bonito (5,9%).

O estudo foi realizado em 11 municípios de Mato Grosso do Sul e entrevistou cerca de 2 mil pessoas no Estado, sendo 266 consumidores em Dourados.