Dourados-MS,
BANNER 1 - Camra-20-11- (1000X90)

Conselho do FCO aprova mais R$ 131 milhões em novos empreendimentos para MS

Mato Grosso do Sul
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Mais R$ 131 milhões do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) foram aprovados na 11ª reunião desta quarta-feira (11) do CEIF/FCO (Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis pelo FCO) para novos empreendimentos rurais e empresariais em Mato Grosso do Sul. A reunião, realizada por meio de videoconferência na Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), analisou 68 cartas-consulta, sendo 24 delas no FCO Empresarial, somando R$ 62,22 milhões e outras 44 na linha Rural, com mais R$ 69,73 milhões.

De acordo com balanço do Banco do Brasil apresentado na reunião, até o dia 10 de novembro o banco realizou 1.552 operações do FCO Rural, que somam R$ 941,53 milhões em contratações. Já no FCO Empresarial, até a mesma data, foram realizadas 1.396 contratações, que somam R$ 354,77 milhões. Ao todo, são R$ 1,296 bilhão em contratos do FCO já efetivados junto à instituição financeira. Internalizados, em fase de contratação no banco, são 326 solicitações totalizando R$ 126,61 milhões no FCO Rural e outros R$ 123 milhões estão na "esteira" do FCO Empresarial.

“Continuamos com um grande esforço, na Semagro e no Banco do Brasil, para que as propostas sejam analisadas e aprovadas rapidamente, até dezembro. Temos recebido uma grande demanda e, ao mesmo tempo, o banco tem mantido a agilidade nos processos. Em 30 dias foram realizadas 165 contratações no FCO Empresarial, num total de R$ 35 milhões, enquanto no FCO Rural foram 110 novos contratos, cerca de R$ 80 milhões. Esse ritmo nos mostra que vamos sim atingir nossa meta de aplicar 100% do recurso do Fundo para este ano”, comenta o secretário Jaime Verruck, da Semagro, que preside o CEIF/FCO.

No FCO Rural, a maior procura concentra-se na compra de máquinas e equipamentos, com cerca de 70% das cartas-consulta. Também têm aumentado as demandas do setor da avicultura. Somente na reunião desta quarta-feira foram aprovados dois projetos para implantação de unidades de ovos férteis, ambos em Caarapó, totalizando R$ 18,5 milhões. “Analisamos uma demanda significativa de propostas de implantação de empreendimentos de avicultura. Essa é uma sinalização importante de que o setor, a exemplo da suinocultura, está em plena expansão”, afirmou o secretário.

Produtores do Pantanal buscam FCO para financiar aquisição e retenção de matrizes

Em outubro, o CEIF/FCO estabeleceu um reserva de recursos da linha rural do FCO para atender pecuaristas do Pantanal que necessitem de crédito para a aquisição e retenção de matrizes. Dos R$ 33 milhões destinados a esse fim, R$ 11,9 milhões já foram aprovados. Somente na reunião desta quarta-feira o Conselho aprovou duas propostas, uma para aquisição, em Corumbá, outra para retenção, em Aquidauana.

O secretário Jaime Verruck lembra que a essa reserva foi debatida e aprovada no âmbito do CEIF/FCO em função dos incêndios e a seca histórica que atinge o Pantanal. “O produtor tem encontrado mais dificuldades em manter as matrizes em boas condições, aumentando a necessidade da tomada de crédito para o fim”, finaliza o titular da Semagro.