Dourados-MS,
 Camara municipal-principal

Advogada morre 15 minutos após dar entrada em PS com vírus H3N2

Monica Reis: mais uma vítima fatal do vírus H3N2 em Mato Grosso do Sul - Foto: Reprodução/Facebook

Outras Cidades
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

A advogada Monica Reis, 30 anos, morreu na noite de quinta-feira (19) 15 minutos depois de dar entrada na Santa Casa de Naviraí, vitimada pelo vírus H3N2, da gripe Influenza. 

A informação foi prestada pelo Gerente Municipal de Saúde da Prefeitura de Naviraí, Edvan Thiago Barros Barbosa, que recebeu a confirmação que ela foi vítima do H3N2 em exame feito no LACEN (Laboratório Central de Saúde Pública de Mato Grosso do Sul).

Conforme o fisioterapeuta Edvan Barbosa, a advogada compareceu na Santa Casa nos dias 16, 18 e 19 sempre apresentando sintomas de gripe e amigdalite. 

Na noite desta quinta-feira, Mônica novamente voltou à Santa Casa com os mesmos sintomas e quinze minutos depois de dar entrada para atendimento sofreu uma parada cardiorrespiratória e morreu.

“O próximo da Vigilância Epidemiológica de Naviraí é emitir um relatório para o Governo do Estado que será repassado ao Ministério da Saúde com base na investigação feita em prontuário da paciente prestando todas necessárias sobreo caso. Depois disso o Estado deverá emitir uma Nota Técnica para reforçar os cuidados sobre o contágio da doença em Naviraí”, disse o Gerente.

O Gerente de Saúde afirmou que a chefe do setor de Vigilância Epidemiológica Municipal, Daniela Queiróz, no terceiro, do dia 19, atendimento realizou os exames laboratoriais que comprovaram que a advogada havia contraído o vírus H3N2. Os exames foram confirmados pelo LACEN.

Mônica atuava em um escritório de advocacia tendo como sócio o advogado e vereador Luís Alberto Ávila Silva Júnior, o Júnior do PT.

 

 

Correio do Estado