Dourados-MS,
CMD-2

Marcos Trad não acredita em mal estar porque o governador teria admitido erro em sua avaliação - Foto: Bruno Henrique / Correio do Estado

No momento da discussão sobre aliança partidária para a sucessão estadual, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) foi alvo de ataques do seu virtual parceiro político, prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD), por causa da discussão da tarifa de ônibus. Esse estremecimento político pode não ter efeito conclusivo na futura aliança entre os dois. Mas deixou mal estar, porque alguns tucanos consideraram deselegante a repreensão do prefeito ao governador, que defendeu a redução da tarifa do ônibus com a baixa no preço do óleo diesel.

“O governador simplesmente manifestou o seu pensamento. Isso não é crime e nem intervenção na administração dele (Marcos Trad)”, comentou um assessor de primeiro escalão de Azambuja. Além disso, o governador se tornou grande parceiro de Trad com investimentos em obras em Campo Grande. Nem por isso o prefeito criticou o governador. Mas reagiu duro quando Azambuja sugeriu a redução da tarifa de ônibus.
Marcos Trad criticou Azambuja por falar “sem base técnica” sobre as cláusulas contratuais do município com o Consórcio Guaicurus quando (o governador) defendeu a redução da tarifa de ônibus. “Houve até a discussão entre Assembleia Legislativa e o governo de que isso, também, deve ter um impacto positivo na tarifa do ônibus urbano, até porque o óleo diesel tem, dentro da composição de preço, é um fator primordial nesse preço”, teria declarado o governador.

Azambuja defendeu a discussão sobre assunto com a Câmara Municipal para beneficiar os usuários de ônibus urbanos em Campo Grande. “É preciso que, a partir desse esforço feito pelo governo federal (redução do preço do diesel), com envolvido das instituições, nós possamos também estar discutindo e reavaliando junto com a Câmara Municipal os impactos positivos dentro da tarifa do transporte urbano”, ponderou.

 

Correio do Estado

Deputado Renato Câmara vai homenagear nesta quinta-feira clubes de desbravadores de todo o Estado com entrega de medalhas a 30 personalidades ©Toninho Souza

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, por intermédio do deputado Renato Câmara (MDB), realiza nesta quinta-feira (7), às 19h, a entrega de Medalha de Honra ao Mérito Legislativo aos participantes e pioneiros dos Clubes de Desbravadores do Estado. O evento será realizado em parceria com o Ministério de Desbravadores da Associação Sul-Mato-Grossense da Igreja Adventista do Sétimo Dia. A cerimônia acontece no plenário Deputado Júlio Maia, no Palácio Guaicurus.
 
No total, serão homenageados 30 desbravadores de 14 municípios de MS: Campo Grande, Dourados, Três Lagoas, Ivinhema, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Naviraí, Douradina, Bela Vista, Sidrolândia, Bataguassu, Bodoquena, Santa Rita do Pardo e Coxim.
 
Conforme Renato Câmara, que também á autor da Lei 5.109, que institui o Dia dos Desbravadores no Estado, a entrega das medalhas simboliza o reconhecimento da Assembleia Legislativa às pessoas prestam serviços relevantes à comunidade sul-mato-grossense por meio das ações dos clubes de desbravadores espalhados por todo o MS. Os desbravadores estão presentes em mais de 160 países, com 90 mil sedes e dois milhões de participantes. A entidade promove a integração de pais e filhos na faixa etária de seis a nove anos, com atividades na área da educação. Já as crianças entre dez e 15 anos, de diferentes classes sociais, reúnem-se uma vez por semana para desenvolver talentos e habilidades.
 
“O Clube de Desbravadores realiza atividades ao ar livre, como acampamentos, caminhadas, escaladas, explorações em matas e cavernas. A ideia é despertar as habilidades manuais. Além disso, a entidade busca alertar sobre os males que as drogas causam. Em tudo que fazem, os participantes procuram desenvolver o amor a Deus e a Pátria. É um trabalho silencioso que faz a diferença na formação de nossas crianças e adolescentes. Por isso, considero importante o reconhecimento destas ações por parte do Poder Legislativo, como forma de dar notabilidade a esse belíssimo trabalho e estimular ainda mais o desenvolvimento destas atividades na sociedade”, destacou Renato Câmara.
 
HOMENAGEADOS
 
Neste ano, serão homenageados com a medalha de honra ao mérito legislativo os desbravadores Felipe Gonçalves (Nova Andradina), Durval Rodrigues de Moura (Ivinhema), Sandra Oliveira Da Silva Nascimento (Novo Horizonte do Sul), Rosalino Canteiro (Bela Vista), Luisa Oliveira Gomes da Silva (Navirai), Ana Carolina da Silva (Douradina), Huilston Daniel dos Santos (Sidrolândia), Ricardo Kerestesi Costa (Bataguassu), Aurora Dias Barbosas (Bodoquena), Wellington Correa de Azevedo dos Santos (Dourados), Lady Laura Rodrigues (Campo Grande), Leandro Alencar (Campo Grande), Fernando Rios (Campo Grande), Anilson Seemund (Campo Grande), Nadson Cassiano (Campo Grande), Isaac Meireles (Campo Grande), Glaucia Vanderlei de Souza Santos (Campo Grande), Ronei Marques (Campo Grande), Jorviniano Gomes (Campo Grande), Emerson José Ribeiro dos Santos Martinez (Santa Rita do Pardo), Ronildo Lima (Coxim), Adaías Rodrigues Souza (Campo Grande), Anderson Azevedo (Campo Grande), Nedio Correa Tosta (Campo Grande), Pedro Daniel Siqueira Mattos (Campo Grande), Rodrigo Dias Dorval (Campo Grande), Idercy Joaquim Ferreira (Três Lagoas), Wesley Neres (Campo Grande), Hadson Araújo (Campo Grande) e Ricardo Alves da Costa (Campo Grande).

Foto - Divulgação

Cinco dias após entrar em vigor medida provisória do governo federal que leva desconto de R$ 0,46 por litro do diesel às bombas, preço médio do combustível já está mais barato para o motorista em Campo Grande, porém, chegou em menor proporção que o esperado pelo consumidor. Pesquisa realizada pelo Correio do Estado em 20 estabelecimentos da Capital constatou que a redução, na prática, foi de 7 centavos, considerando os valores comercializados ontem e os preços apurados na sexta-feira (1º), após o encerramento do protesto dos caminhoneiros no País e a publicação da MP pelo governo.

Conforme o levantamento da reportagem, o preço médio do diesel comum está em R$ 3,86, diante de R$ 3,93 na sexta-feira (1º). A retração corresponde a apenas 1,78% e o preço máximo encontrado foi de R$ 4,02, enquanto o mínimo foi R$ 3,56, representando uma variação de 12,92%.

Se comparado com o último levantamento de preços da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), correspondente à semana encerrada em 26 de maio, o óleo diesel comercializado em Campo Grande ainda está 2,39% mais caro. Dez dias atrás – ainda durante a paralisação dos caminhoneiros, quando o consumidor se deparou com disparada de preços, em função do desabastecimento dos postos –, o litro do combustível custava, em média, R$ 3,77 na Capital, conforme os valores cotados pela ANP. 

 

 

Correio do Estado

O caminhão da Serasa vai ficar na Praça do Rádio Clube até sexta-feira, das 8h às 18h, com atendimento gratuito - Foto: Divulgação

Mato Grosso do Sul tem, atualmente, 758,5 mil pessoas que estão inadimplentes, sendo 297,4 mil residentes da Capital. O número é expressivo e “alarmante”, segundo Daniel Ebbesen, gerente da Serasa Consumidor. O especialista aponta que uma das principais razões que levam as pessoas a acumularem e atrasarem suas dívidas é a falta de conhecimento sobre educação financeira. “A sociedade como um todo precisa abrir os olhos e enxergar a importância de trabalhar no seu conhecimento sobre o assunto, para que suas contas não virem uma bola de neve”, defende.

Para incentivar a população a buscar orientação e se regularizar no mercado, chega hoje a Campo Grande o caminhão da Serasa, que tem o objetivo de oferecer suporte a quem está inadimplente ou até mesmo para quem deseja apenas se informar melhor sobre sua condição financeira. Com 15 metros de comprimento por 2,60 m de largura, o veículo vai permitir que o cidadão faça autoconsulta de CPF, conheça sua pontuação de crédito, abra o Cadastro Positivo, faça alerta de documentos extraviados e receba orientações para regularização de pendências financeiras e renegociação de dívidas atrasadas. Tudo de forma gratuita. Além disso, também é possível emitir o certificado da Serasa Experian, que permite a pessoas e empresas que se identifiquem e assinem digitalmente com maior segurança. 

“Vamos possibilitar que o cidadão verifique se possui dívidas, qual o valor e como pode renegociar, no caso de a empresa oferecer essa opção. A gente tem ainda um produto que oferece simulações de crédito. Se você precisa de crédito, em vez de ir a vários locais, poderá verificar ali mesmo todas as taxas que as empresas estão ofertando”, ressalta Ebbesen.

 

Correio do Estado

Mais Artigos...