Dourados-MS,
Audiencia Reforma - Camara

Lançamento da pré-candidatura foi realizado na sede do partido, em São Paulo Divulgação/Solidariedade

O pré-candidato à presidência da República pelo Solidariedade, Aldo Rebelo, cumpre agenda em Campo Grande nesta segunda feira (21). Rebelo será recebido pelos líderes da sigla em MS, deputado Herculano Borges, os vereadores Lucas Lima e Papy e a Executiva Estadual, às 9h no Aeroporto Internacional de Campo Grande.

Durante a manhã, o presidenciável do SD participa de uma entrevista no programa CBN Campo Grande, com Otávio Neto, e será recebido pelo governador Reinaldo Azambuja no Parque dos Poderes.

A tarde Aldo Rebelo, participa do programa “Capital Meio Dia” com Joel Silva e atende a imprensa participando de uma entrevista coletiva a partir das 13h45 no Hotel Vale Verde, à Av. Afonso Pena – 106 – Bairro Amambai.

Ainda na segunda-feira, na parte da tarde, de acordo com a assessoria do pré-candidato, o restante da sua agenda será de encontros com sindicalistas, estudantes, setores do agronegócio (empresários e produtores).

O ex-ministro Aldo Rebelo se posicionou como candidato à Presidência da República pelo Solidariedade, em decisão anunciada em 13 abril pelo SD.

Rebelo anunciou a saída do PSB por discordar da entrada no partido do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa, na época possível candidato ao Planalto da sigla. "Aceitei o convite para ser candidato a presidente pelo Solidariedade", disse Rebelo na ocasião.

Militante histórico do PCdoB, Rebelo deixou a sigla no ano passado. Como aliado dos governos petistas, foi presidente da Câmara (2005 a 2007) e ministro de Relações Institucionais (2004 a 2005), dos Esportes (2011 a 2015) e da Ciência e Tecnologia (2015).

 

 

Dourados News

André assegurou que estará na disputa eleitoral - Foto: Divulgação

O ex-governador André Puccinelli (MDB) confirmou ontem (16) a sua determinação de concorrer à sucessão estadual, disse estar aberto para receber aliados e não está entendendo a preocupação dos rivais políticos com a sua atuação. 

“Os adversários vêm dizendo que eu não serei candidato ao governo”, afirmou. Ele garantiu, no entanto, a sua participação na disputa eleitoral e no próximo sábado pretende concluir o ciclo de reuniões regionais em Campo Grande.

André acredita na vitória, mesmo sofrendo ataques e sendo investigado pela Polícia Federal. “Estão todos preocupados comigo, não sei porquê?”, questionou. “Não vou jogar canivete nas costas de ninguém”, ressaltou. 

O ex-governador fez essas declarações, ontem, em entrevista concedida na rádio CBN de Campo Grande. “Vou mostrar o que nós sabemos fazer. Quem tiver capacidade do que já fez ou do que faz, que mostre”, desafiou André.

 

 

Correio do Estado

Foto - Divulgação

A 20ª edição da Campanha de Vacinação contra Gripe será lançada nacionalmente neste sábado (12), com o nome "Dia D". Em Campo Grande, 66 Unidades Básicas de Saúde (UBS/UBSF) funcionarão sem intervalo de almoço, para atender a comunidade e ainda, em um trailler instalado na Praça Ary Coelho, na região central da cidade. 

Segundo levantamento divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), desde que foi lançada no dia 23 de abril, a campanha imunizou 45,6% das pessoas que integram os grupos de risco. Os idosos com 60 anos ou mais ocupam o topo do ranking: foram vacinados 48.890, o que representa 61,05% da meta para este ano. Em segundo lugar, os professores representam 56,75% (3.750), seguido por puérperas 46,10% (780) e trabalhadores da saúde 44,38% (10.258).

As crianças maiores de 6 meses e menores de 5 anos representam 29% (15.768) seguida pelas gestantes com 26,22% (2.700). Pacientes com comorbidades somam 6.789, o que equivale a 31,44% da meta. Já os indígenas 530, população privada de liberdade 12 e funcionários do sistema prisional 700, não há meta de vacinação.

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

É importante destacar que a vacinação será direcionada para o chamado grupo de risco, do qual fazem parte: idosos com mais de 60 anos, crianças entre 6 meses e menores de cinco anos, gestantes, puérperas, trabalhadores de saúde, povos indígenas, portadores de doenças crônicas, população privada de liberdade , funcionários do sistema prisional e professores da rede pública privada que atuam no ensino fundamental e médio.

As pessoas que comparecerem aos postos ou na praça Ary Coelho devem apresentar os seguintes documentos: o Cartão Nacional de Saúde (CNS) e/ou número prontuário da rede de saúde de Campo Grande (Hygia); documento pessoal de identificação; e a caderneta de vacinação (caso tenha).

Além dos documentos exigidos para todos, os profissionais de saúde devem apresentar a carteira de conselho ou holerite; as gestantes e puérperas: cartão da gestante, laudo médico ou exames com identificação; e os indígenas: cadastro na SESAI. O controle mais rigoroso para imunizar as pessoas do grupo de risco é para atender as recomendações do Ministério da Saúde, que não irá disponibilizar doses extras.

 

 

Correio do Estado

Declarações foram dadas durante o 23º Undokai, nesta manhã - Foto: Valdenir Rezende/Correio do Estado

O governador Reinaldo Azambuja declarou na manhã deste domingo (06) que o PSDB permanece dialogando com todos os partidos para definir as alianças para as eleições e que "em política, você nunca diz que é impossível", sem descartar, inclusive, a união do partido com o MDB. 

"Vamos aguardar o momento das novas acomodações políticas, talvez, para ter algumas surpresas", afirmou à imprensa, durante o XXXIII Undokai, na sede campo da Associação Esportiva e Cultura Nipo-Brasileira, em Campo Grande.

Ainda conforme o governador, as alianças políticas deverão ocorrer entre o final de julho e início de agosto. O evento, tradicional para os descendentes de imigrantes japoneses na Capital, teve participação de diversas autoridades e pré-candidatos às eleições, entre eles o ex-governador André Puccinelli, possível rival de Azambuja no pleito.

 

 

Correio do Estado

Mais Artigos...