Dourados-MS,
Agosto_lilás

Jubileu de Ouro: supercampeã, Vila Carvalho conquista o seu 20º título

Bateria da Vila Carvalho durante apuração - Foto: Luiz Alberto / Correio do Estado

Campo Grande
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

E o carnaval de Campo Grande tem sua supercampeã. Com o enredo que festejou seus 50 anos de história, a Unidos de Vila Carvalho conquistou seu 20° título na história da folia da Capital. A apuração aconteceu na noite desta quarta (6), no Horto Florestal (região central).

O Jubileu de Ouro da agremiação da região central não poderia ser melhor: estandarte de ouro, com apenas seis décimos perdidos na apuração, garantindo assim ampla vantagem para a segunda colocada, a Deixa Falar, campeã do ano passado.

Gosto de revanche para a Vila Carvalho, que desta forma se redime da derrota em 2018, já que acabou deixando o troféu escapar por conta de punições impostas pela Liga. Título assegurado para a escola que transformou o bairro com as cores verde e rosa, como diz o seu enredo.

"Eu estava um ano engasgado com isso, é um momento mais do que especial para toda a comunidade, que mostrou sua força e garra. É um grito que estava preso na garganta. Cinquenta anos não são 50 dias", festejou o vice-presidente Wlauber Carvalho.

Tremendo e emocionado, o filho do presidente e maior estandarte da maior vencedora do Carnaval correu junto à imensa torcida presente para comemorar. 

"A gente faz a festa para eles, passa noites sem dormir, cansamos de ensaiar, é muita dedicação premiada neste final", completou.

AS NOTAS

O resultado do Carnaval campo-grandense de 2019 demorou duas horas além do esperado, por conta do atraso. Mesmo assim isso não inibiu o público, que compareceu em bom número ao Teatro de Arena do Horto Florestal, na região central, com muita festa proporcionada pelas baterias.

A apuração começou com um mudança na leitura das notas dos jurados. Pela primeira vez uma escola teve, de uma só vez, todas as notas cantadas, já sabendo a pontuação final de imediato e não sendo necessário esperar a a avaliação individual por cada quesito.

Foi a segunda mudança fundamental do ano. Antes, fora anunciado o fim do grupo de acesso, fazendo uma 'divisão única', com todas as oito escolas da Capital desfilando e concorrendo ao título.

"É uma forma de agilizar, não mudará em nada a emoção", garantiu o presidente da Liga Independente das Entidades Carnavalescas de Campo Grande (Lienca), Eduardo de Souza Neto, ao microfone.

Antes da leitura, um anúncio importante: o problema com um fio de alta tensão caído que impediu três escolas de levarem carros alegóricos à passarela do samba, na Praça do Papa (região norte), fez com que a Liga anulasse as notas de evolução do jurado do terceiro módulo, justamente onde o quesito seria prejudicado por conta do imprevisto.

"É a forma mais justa. Fomos obrigados a fazer essa mudança, com aval de todas as escolas, para evitar que a festa se transformasse em tragédia, visto que se os carros encostassem poderiam carbonizar tudo", disse Neto.

Quatro escolas começaram com pontuação negativa após sofrerem punições.

A Unidos da Vila Cruzeiro começou um décimo a menos, punição por entrar com um integrante a menos em uma das alas.

De resto, todas as escolas que desfilaram na terça-feira foram punidas. A Unidos de São Francisco teve a pena máxima de um ponto por faltar ritmista, um casal de mestre-sala e porta-bandeira, ausência de integrantes na comissão de frente e em suas aulas.

Aero Rancho e Tradição também tiveram punição máxima de um ponto. Na agremiação da Região Sul, faltaram ritmistas na bateria, baianas e integrantes em quatro alas da escola 

Já na escola do bairro José Abraão, faltaram integrantes em todas as cinco alas.

Durante as notas, a disputa acirrada ficou centrada mesmo entre Deixa Falar e Vila Carvalho. 

A Deixa Falar perder décimos na maioria dos quesitos e viu a co-irma correr livre para o título com o grande acúmulo de notas dez obtidas. 

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1) Vila Carvalho - 259,3
2) Deixa Falar - 258,8
3) Igrejinha - 256
4) Catedráticos do Samba - 242,8
5) Cinderela Tradição do José Abrão - 241,2
6) Unidos do Cruzeiro - 241,2
7) Aero Rancho - 224,2
8) São Francisco - 213,2

 

Correio do Estado