Dourados-MS,
 Camara municipal-principal

Sábado é marcado por grandes movimentações políticas no Estado

Simone Tebet foi confirmada candidata ao governo pelo MDB - Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado

Campo Grande
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

A manhã de sábado foi marcada por grandes movimentações políticas em Mato Grosso do Sul, com a realização de convenções dos partidos PSDB, PTB, PTC, DEM, PCdoB, MDB, PSD e PSL, em Campo Grande.

Dentre as principais definições a de Murilo Zauith (DEM) como vice de Reinaldo Azambuja (PSDB), do procurador de justiça licenciado Sérgio Harfouche (PSC) como vice de Simone Tebet (MDB), a aliança entre PTC e MDB e a confirmação do deputado federal Luiz Henrique Mandetta à reeleição.

A confirmação do ex-prefeito de Dourados Zauith (DEM), como vice-governador na chapa de reeleição de Azambuja (PSDB) foi feita durante convenção no diretório estadual do PSDB, na Avenida Ministro João Arinos.

Na ocasião, o deputado estadual e líder do Governo na Assembleia Legislativa do Estado, Rinaldo Modesto, comentou sobre a intenção de aumentar a bancada tucana da Assembleia Legislativa, “não só na ALMS mas como na Câmara dos Deputados, em Brasília. Temos bons nomes para fazer seis federais", destacou.

Harfouche  (PSC) aproveitou para anunciar hoje que vai abrir mão da disputa ao Governo do Estado para ser candidato a vice-governador, tendo como candidata ao governo do MDB a senadora Simone Tebet.

Na convenção do PTC, o presidente estadual do partido, César Renato Gazolla informou que, a sigla fechou aliança com o MDB. Ele também anunciou que o partido vai participar na majoritária do MDB e lançar o médico César Nicolatti ao Senado.

O candidato a deputado estadual pelo PTC , Antônio João Hugo Rodrigues disse, durante a convenção, que as expectativas para este pleito, em que a sigla anuncia aliança com o MDB, é de “ganhar a eleição e trabalhar por Campo Grande”. Rodrigues criticou ainda a forma como a política tem sido feita atualmente. “Se tornou profissão e não dedicação”, declarou.

O PSDB anunciou 6 deputados federais e 16 estaduais para as eleições. O partido, que tem oito representantes na Casa de Leis, quer aumentar este número e deve lançar duas chapas de coligação para deputados federais e três para estaduais.

Na convenção do DEM, Azambuja (PSDB), confirmou a aliança com a sigla e garantiu o nome de Marcelo Miglioli e Nelsinho Trad para chapa ao Senado. Os deputados federais Tereza Cristina e Luiz Henrique Mandetta levantaram a possibilidade de formação de uma chapa pura. Mandetta ratificou também a candidatura à reeleição.

DATAS

O último dia para os partidos políticos e as coligações apresentarem junto à Justiça Eleitoral o requerimento de registro de candidatos é 15 de agosto. A partir do dia 16, passa a ser permitida a realização de propaganda eleitoral. O pleito ocorrerá no dia 7 de outubro, em primeiro turno, e no dia 28 de outubro, nos casos de segundo turno.

 

 

Correio do Estado