Dourados-MS,
Prefeitura_corona

Aproximadamente 87 toneladas de lixo e entulho foram recolhidas no “Sábado sem Mosquito” realizado no fim de semana na região do Jardim Flórida. A ação vem sendo desenvolvida semanalmente pela Prefeitura de Dourados, por meio da Semsur (Secretaria Municipal de Serviços Urbanos), Imam (Instituo do Meio Ambiente) e CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) e tem como finalidade combater possíveis criadouros do Aedes aegypti, o mosquito transmissor da dengue, zika vírus e febre chikungunya.  

O mutirão na região Grande Flórida utilizou os serviços de 31 agentes de endemias. Do total de 1.433 imóveis informados, 1.165 foram trabalhados e 268 encontravam-se fechados.

Durante as vistorias, dois focos do mosquito foram encontrados e seis notificações emitidas pelos agentes.

O próximo mutirão de combate ao mosquito da dengue será no sábado, dia 14/03, no Jardim Canaã 1 e parte do Jardim Carisma. Será a quinta ação e tem início previsto para as 8 horas.

O “Sábado sem Mosquito” já foi realizado nos bairros Jardim Canaã III, Jardim Mônaco, região dos jardins Piratininga e Arapongas e no Jardim Flórida. Os bairros são selecionados para receber o mutirão conforme o índice epidemiológico, dando prioridade àqueles com mais notificações e confirmações positivas das doenças.

O CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) aplicou mais de R$ 170 mil em multas baseadas na Lei 3965/2016 de 22 de fevereiro de 2016, conhecida como Lei de Controle de Vetores de Zoonoses, que dispõe sobre o controle e a prevenção da febre amarela, dengue, zika vírus e febre Chikungunya, bem como vetores de outras zoonoses no âmbito do Município de Dourados.

Publicado no Diário Oficial do Município desta segunda-feira (9), o Edital nº 002/2020/SEMS/DVS/CCZ lista nomes das pessoas físicas e jurídicas punidas. Além disso, alerta sobre o prazo de 15 dias úteis a partir da publicação de hoje para contestação ou quitação da multa, sob pena dos valores serem inscritos em dívida ativa com posterior execução judicial.

O Dourados News apurou que as multas tornadas públicas hoje pelo CCZ somam R$ 174.400,00. Ao todo, foram 34 no valor de R$ 1.300,00 (totalizam R$ 44.200,00), outras 26 de R$ 800,00 (R$ 20.800,00), mais 31 de R$ 2.600,00 (R$ 80.600,00), e 16 de R$ 1.600,00 (R$ 25.600,00), além de uma de R$ 3.200,00.

Conforme o edital, as punições foram motivadas considerando as infrações previstas na lei com presença e persistência de irregularidades nos imóveis de natureza residencial, terreno baldio e comercial.

Além disso, o CCZ cita a emissão de notificação e auto de infração, com direito a defesa e com atribuições de prazos, não cumpridos, bem como a constatação de focos do mosquito Aedes aegypti que caracteriza efetiva proliferação do vetor da Dengue, Febre Chikungunyia e Febre Zika, situação que potencializa a infestação de vetores de zoonoses diversas no município.

Anteriormente, no Edital nº 001/2020/SEMS/DVS/CCZ, publicado no Diário Oficial do Município de 19 de fevereiro, já haviam sido divulgadas mais de R$ 140 mil em multas. Delas, 89 eram de R$ 400,00 (totalizaram R$ 35.600,00), 8 de R$ 100,00 (R$ 800,00), 27 de R$ 600,00 (R$ 16.200,00), 26 de R$ 800,00 (R$ 20.800,00), 2 de R$ 1.200,00 (R$ 2.400,00), 4 de R$ 1.600,00 (R$ 6.400,00), 2 de R$ 2.400,00 (R$ 4.800,00), 9 de R$ 50,00 (R$ 450,00), e até uma de R$ 52.800,00.

A Coordenação de Políticas Públicas para a Mulher, realiza nesta sexta-feira, dia 6 de março, junto as servidoras, ação alusiva ao Dia Internacional da Mulher, com o tema ‘Protagonismo da Mulher Douradense’. 

O evento começa às 8 horas, no anfiteatro da Prefeitura de Dourados. A programação contará com a abertura oficial da prefeita Délia Ruzuk, apresentação cultural e palestras.

O dia será iniciado com palestras sobre os temas ‘Semana Municipal de Combate ao Feminicídio’, com a delegada Paula Ribeiro, da Delegacia de Atendimento à Mulher de Dourados e ‘Identidade: A chave para o propósito’, Amanda Bertelli e Mariana Aragão, Life Coach e Analista Comportamental em Inteligência Emocional.

De acordo com a coordenadora de Políticas Públicas para a Mulher, Sonia Pimentel, Há muito tempo a mulher não se limita ao papel de mãe e dona de casa. 

As transformações sociais desencadeadas nas últimas décadas houve mudanças profundas na vida delas, inclusive a redefinição do papel das mulheres na sociedade, porque aos poucos deixam de se limitar na esfera doméstica e ocupam diferentes funções de espaços e de poder, embora ainda muito limitado.

“Para que a mulher tenha o seu direito constituição de igualdade garantido, ainda é necessário romper com grandes desafios para termos a construção de uma sociedade mais justa e igualitária,  despertando as mulheres de seu empoderamento através do conhecimento e reconhecimento de seus direitos”, destacou Sonia.

Dando continuidade à ação "Sábado sem Mosquito", a Prefeitura de Dourados leva a ação para a região do Jardim Flórida neste sábado (08). O mutirão tem início previsto para as 8 horas e será desenvolvido pelas secretarias de Saúde e de Serviços Urbanos e o Imam (Instituto do Meio Ambiente) e tem por objetivo eliminar focos de procriação do mosquito Aedes aegypti e, consequentemente diminuir os casos de dengue, zika e chikungunya no Município.

Este será o quarto mutirão de combate ao Aedes aegypti. A ação já atendeu os bairros Jardim Canaã III, Jardim Mônaco, região dos jardins Piratininga e Arapongas. Os bairros são selecionados para receber o mutirão, conforme o índice epidemiológico, dando prioridade àqueles com mais notificações e confirmações positivas das doenças.

Na última ação, realizada nos dias 27, 28 e 29 de fevereiro, na região do Jardim Piratininga/Araponga e parte do Jardim dos Estados, foram trabalhados 1.011 de um total de 1.208 imóveis informados. Seis focos do mosquito foram encontrados e 29 notificações emitidas a proprietários. O trabalho envolveu 16 agentes de endemias e 12 caminhões de lixo foram coletados, totalizando aproximadamente 45 toneladas. Durante a ação, também foram vacinados contra a raiva, 14 cães e três gatos.

Mais Artigos...