Dourados-MS,
BANNER 1 - Camra-15-09- (1000X90)

Neste sábado (18/07), uma mulher de 37 anos, morreu após dar a luz em Dourados. O Covid-19 foi o fator que ocasionou o óbito, após o procedimento da cesariana. 

Conforme as informações da prefeitura de Dourados, a mulher havia apresentado os sintomas da doença e já tinha teste da mesma confirmado. 

Após dar a luz, os sintomas como pico febril e tosses persistentes aumentaram. Ela recebeu atendimento da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital da Vida, porém não resistiu e morreu. 

O bebê apresenta bom estado de saúde. 

Conforme o boletim da prefeitura, Dourados conta com 3.727 casos confirmados da doença, sendo 2261 casos recuperados, 1391 em isolamento domiciliar e 51 pessoas internados. São 49 mortes até o momento. 

 

DouradosNews

Diariamente, 400 pães produzidos pelas mãos de detentos da Penitenciária Estadual de Dourados têm servido para alimentar funcionários e pacientes do Hospital da Vida e da  Unidade de Pronto Atendimento (UPA) – 24 horas do Município.
 
A iniciativa integra convênio entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário do Estado de Mato Grosso do Sul (Agepen) e Fundação de Serviços de Saúde de Dourados (Funsaud).
 
A parceria existe desde maio de 2018 e foi renovada por mais um ano, conforme publicação no Diário Oficial do Estado (DOE) da última quinta-feira (16.7). Pelo convênio, um valor mensal é repassado para a aquisição de insumos.Toda a administração da padaria é acompanhada e fiscalizada pela Vara de Execução Penal da Comarca.
 
Inaugurada há cerca de sete anos, a oficina de panificação da PED, maior presídio de Mato Grosso do Sul, também ajuda a reforçar a refeição dos cerca de 2.500 internos do local, por meio da empresa terceirizada responsável pela alimentação dos custodiados. Além disso, a produção abastece as duas unidades prisionais de regime semiaberto e o Patronato Penitenciário da cidade, bem como são realizadas doações ao Lar Ebenezer Dourados, onde são acolhidos menores do sexo masculino.
 
 
A panificação na Penitenciária Estadual de Dourados representa capacitação profissional, trabalho remunerado e ocupação produtiva para os reeducandos que atuam nesta oficina. A padaria funciona diariamente durante 16 horas, com 11 detentos trabalhando, divididos em dois grupos que se revezam. Todo trabalho segue criteriosos cuidados de higiene.
 
No espaço, constantemente cursos de qualificação na área são oferecidos. Com isso, a produção é variada, são feitos pães franceses, doces, de hambúrguer, de forma etc. Em média, são produzidos, cerca de 4 mil pães por dia.
 
 
Parte dos equipamentos do local foi adquirida por meio do projeto “Padaria Escola”, desenvolvido pela Agepen, em convênio com o Departamento Penitenciário Nacional (Depen). O restante foi comprado com recursos próprios do presídio.
 
De acordo com o diretor da PED, Antônio José dos Santos, os custodiados que trabalham ali recebem 3/4 do salário mínimo mensais, e a cada três dias de serviços prestados pelos detentos garantem a eles desconto de um dia no total da pena imposta.
 
Para o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, iniciativas como esta são importantes para o sistema penitenciário. “Com esses convênios, levamos ocupação aos internos, e também os ajudam a ter novos valores, que contribuem para reinserção social e não reincidência no crime”,  afirma. “Essa nossa parceria tem se mostrado muito eficiente, principalmente neste momento em que a saúde pública de Dourados enfrenta”, finaliza.
 
Serviço
 
O convênio entre a agência penitenciária e a Funsaud é realizado por meio da Divisão do Trabalho da Agepen. Empresas e instituições públicas interessadas em firmar parceria podem entrar em contato pelo telefone 67 3901-1046.

A Prefeitura de Dourados retoma na próxima segunda-feira a realização dos sorteios dos prêmios da campanha “Nota Dourada” desenvolvida pela Secretaria Municipal de Fazenda.

A interrupção dos sorteios aconteceu no dia 209 de março quando foi feito pela última vez após a Caixa Econômica Federal anunciar a suspensão temporária das extrações dos números da Loteria Federal, devido às restrições adotadas em todo o país por conta da pandemia do novo Coronavírus.

O sorteio de segunda-feira acontece na Central de Atendimento ao Cidadão localizada na Avenida Presidente Vargas no centro da cidade às 08h da manhã conforme informou o assessor do gabinete do secretário de Fazenda Edmilson Aparecido do Nascimento Santos.

A comissão organizadora, fiscalizadora e julgadora da Nota Dourada suspendeu os sorteios da campanha, instituída pela Prefeitura de Dourados como forma de incrementar a arrecadação do ISSQN e premiar os contribuintes que costumam exigir a nota fiscal.

Mesmo com a suspensão de três meses dos sorteios, o cidadão que pode está participar da campanha Nota Dourada, poderá se cadastrar no site http://www.notadourada.com.br normalmente.

Edmilson afirmou que neste período de interrupção dos sorteios aumentaram em 228% os valores das notas fiscais de serviços cadastradas para participar dos sorteios da Campanha.

O assessor disse que na segunda-feira será destinado um prêmio total de R$ 2100,00. Será R$ 1.000,00 para o primeiro prêmio; R$ 500,00 para o segundo; R$ 300,00 para o terceiro; mais R$ 200,00 para o quarto prêmio; e ainda R$ 100,00 para o quinto prêmio.

A Prefeitura de Dourados, por meio do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) continua desenvolvendo a campanha de vacinação antirrábica, durante toda a semana, em bairros de Dourados. Na semana passada, foram atendidos o Jardim dos Cristais e o Residencial Monte Carlo.

Neste sábado (18) haverá pontos fixos de vacinação. A partir das 7h30, equipe do CCZ estará vacinando cães e gatos a partir de quatro meses, na unidade básica de saúde do bairro Altos do Indaiá e, no Residencial Monte Carlo, como ponto de referência a Mercearia Bettenkort.

Já no sábado, dia 25, os pontos de vacinação estarão instalados na Seleta, no Jardim Flórida, e na Escola Aurora Pedroso de Camargo, no Parque Alvorada.

Esta campanha de vacinação antirrábica é destinada a cães e gatos com idade a partir de quatro meses. A dose da vacina é gratuita, porém não é permitida a sua distribuição, para levar para casa, por exemplo.

Para maiores informações, o telefone do Centro de Controle de Zoonoses é 3411-7753.

Mais Artigos...