Dourados-MS,
BANNER 1 - Camra-20-11- (1000X90)

Thiago Morais

Os vereadores da Câmara de Dourados aprovaram na sessão ordinária desta segunda-feira, 13, o Projeto de Resolução 001/2020, que altera o Regimento Interno para permitir a participação virtual dos parlamentares em reuniões das Comissões e em sessões do Plenário por intermédio de videoconferência ou de outros recursos tecnológicos disponíveis. A medida, proposta pela Mesa Diretora, visa a precaução e prevenção da COVID-19 (Coronavírus) de modo a permitir a manutenção dos trabalhos do Poder Legislativo.

O Projeto de Resolução nº 001/2020, de autoria da Mesa Diretora, que acresce o Art. 148-A ao Regimento Interno sobre a participação virtual em sessões legislativas, foi aprovado em única discussão e votação. “Estamos trabalhando para garantir a possibilidade do Poder Legislativo continuar funcionando, independente de eventuais crises que dificultem a realização de reuniões presenciais. Nesta semana, definiremos o programa para a videoconferência e dar as coordenadas necessárias para realizar a sessão on-line”, informou o presidente da Casa de Leis, vereador Alan Guedes (Progressistas).

Coronavírus em Dourados

Um pouco antes da sessão, os vereadores se reuniram na pré-pauta para definir os projetos que iriam para votação e ainda, receberam a equipe da secretaria municipal de Saúde. Durante a sessão ordinária, o diretor do Complexo Regulador de Dourados e porta-voz do Comitê de Gerenciamento de Crise do Coronavírus do município, Frederico de Oliveira Weissinger, fez uso da tribuna para apresentar informações sobre a situação da COVID-19 na cidade e o pacote de medidas para combater o coronavírus na macrorregião.

“Em Dourados são poucos casos (nove pessoas infectadas com a doença), o vírus ainda não está circulando por toda cidade e estamos nos preparando para uma situação mais grave, fazendo todos protocolos. Vemos a necessidade do comércio ficar aberto, obviamente com respeito aos funcionários, clientes e população. Todos nós temos que nos preocupar para que se dissemine menos o possível esse vírus, mas a região de Dourados está tranquila no momento e esperamos que continue assim. Estamos conseguindo dar o total aporte, mas a população precisa entender que há a necessidade de ficar em casa, tomar os devidos cuidados”, advertiu o médico.

O diretor mencionou que a população tem contribuído com donativos, equipamentos de saúde e doações, e que o Comitê estuda a possibilidade de formar uma central de doações para fornecer esses materiais à rede de hospitais em pactuação, como Hospital Universitário da Grande Dourados, Hospital Evangélico, Hospital Santa Rita, Hospital da Vida, Unidade de Pronto Atendimento e atenção básica. “Tivemos certa dificuldade de adquirir os equipamentos, compramos testes rápidos, mas estamos procurando trazer tranquilidade para a população de Dourados e para os trabalhadores da saúde”, ressaltou Frederico Weissinger.

Em seu discurso, o Alan Guedes, destacou que é preciso ter muita cautela diante desta pandemia. “É preciso despolitizarmos o debate sobre o Coronavírus, precisamos ter um debate de natureza técnica e ciência. Em três meses, a Covid-19 já matou mais que a H1N1 no ano passado todo. É um problema muito sério, mas tenho certeza que vamos superar isso com união, caminhando todos em um mesmo objetivo. Tenho acompanhado o trabalho do Comitê, temos a representação do vereador Braz Melo (MDB) de maneira muito efetiva, tenho conversado com a prefeita Délia Razuk (PTB), com os médicos, e espero que as medidas de prevenção possam ser organizadas da melhor forma possível, para as empresas funcionarem com mais segurança, tanto para os colaboradores como também para o cliente. Vamos conscientizar a população para que só saia na necessidade efetiva”, enfatizou o presidente da Câmara.

Ordem do dia

Na ordem do dia, foi aprovado em 2ª discussão e votação o Projeto de Lei Complementar nº 010/2020, de autoria do vereador Jânio Miguel (PL), que transforma em via coletora o trecho da rua Horácio Marques Mattos, no bairro Jardim Novo Horizonte. Já em 1ª discussão e votação, foi aprovado o Projeto de Lei nº 233/2019, de autoria do vereador Braz Melo, que altera dispositivos da Lei nº 3.442, de 29 de abril de 2011, que dispõe sobre a isenção do preço público de estacionamento regulamentado no Município, para o cidadão acima de 60 anos.

Em única discussão e votação, foi aprovado o Projeto de Decreto Legislativo nº 009/2020, de autoria do Vereador Sergio Nogueira, que altera a redação do Decreto Legislativo nº 771, de 02 de abril de 2014.

- Profissionais liberais, consultórios, estabelecimentos comerciais e industriais, agências bancárias e outros prestadores de serviços devem fornecer equipamentos de proteção aos seus trabalhadores -

Decreto nº 2.523, publicado em edição suplementar do Diário Oficial do Município nesta terça-feira (14) amplia as medidas a serem adotadas para a prevenção do contágio da Coronavírus em Dourados.

O decreto determina que os consultórios, aos profissionais liberais, aos estabelecimentos comerciais, industriais e de prestação de serviços, inclusive as agências bancárias e similares autorizados a funcionar, deverão fornecer aos seus trabalhadores os equipamentos de proteção, como álcool em gel para higienização das mãos, máscara e luvas.

Os consultórios e clínicas ambulatoriais devem agendar suas consultas com espaçamento mínimo de 1 (uma) hora entre elas, para evitar aglomeração.

Aos pacientes identificados com síndrome gripal deve ser prescrito o isolamento domiciliar pelo período de 14 (quatorze) dias. O decreto estabelece ainda que todos os profissionais da saúde deverão ser vacinados contra a gripe Influenza.

As transportadoras deverão promover a desinfecção dos caminhões que fazem viagem interestadual.

De acordo com o decreto, o município de Dourados continuará implementando medidas de fiscalização através da Guarda Municipal, dos fiscais de postura, de Vigilância Sanitária e Ambiental para o cumprimento das medidas previstas, e aplicação das sanções cabíveis administrativas e penais.

Por fim, o decreto reforça que “a inobservância das disposições constantes do presente decreto e nos demais decretos de prevenção do contágio da Coronavírus – COVID 19 implicará nas penas de interdição do estabelecimento, sem prejuízo das multas aplicadas que, de acordo com o art. 186 da Lei Complementar nº 205, de 19 de outubro de 2012, deverá ser de 90 (noventa) UFERMS e em caso de desrespeito à interdição a multa deverá ser aplicada em dobro”.

 Em funcionamento em Campo Grande desde ontem (13), o serviço drive-trhu coronavírus, onde a população pode realizar teste para detectar a infecção de covid-19, será instalado em Dourados.

A intenção é que os atendimentos iniciem até semana que vem, explicou o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, nesta terça-feira (14).

“Queremos expandir essa iniciativa na próxima semana em Dourados”, afirmou Resende durante live nas redes sociais do Governo do Estado.

No primeiro dia de atendimento na Capital, o drive-trhu coronavírus coletou material biológico de 78 pessoas.

As amostras foram encaminhadas ao laboratório da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e os resultados devem sair até quarta-feira (15).

“Só para hoje já temos mais de 50 pessoas agendadas”, contou o secretário Resende.

O serviço de teste é feito em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), o Corpo de Bombeiros Militar e a UFMS.

 

A Prefeitura de Dourados, por intermédio do setor de fiscalização do Procon, realizou nesta segunda-feira, 13 de abril, mais uma pesquisa de preços do combustível. Foram pesquisados 40 estabelecimentos na cidade e distritos. Foram pesquisados etanol, diesel comum e S10 e gasolina comum e aditivada.

Conforme informou o diretor do Procon Antônio Marcos Marques, o menor preço encontrado na gasolina comum foi de R$ 4,089; no diesel comum foi de R$ 3,190; diesel S10 R$ 3,250; e no etanol o menor preço praticado é de R$ 3,069.

A diferença entre o menor preço encontrado na gasolina comum (R$ 4,089) e o maior preço (R$ 4,499) é de 10,2%. No etanol a diferença entre o menor e maior preço é de 19,2%; no diesel comum é de 15,8% e no diesel S 10 é de 16,8 %.

O preço médio da gasolina em Dourados é de R$ 4,220. Em março o preço médio praticado era de R$ 4,640, ou seja, houve queda de 9,2%. O preço médio do etanol em Dourados é de R$ 3,330, sendo que em março era de R$ 3,690, queda de 10,0%.

O menor preço encontrado na gasolina em Dourados (R$ 4,089) é 0,13 centavos mais barato que o preço médio praticado (R$ 4,220) nos postos da cidade.

O Procon informa que os consumidores poderão exigir a análise do combustível para descobrir o teor de álcool presente na gasolina, teste esse que será feito pelo próprio funcionário do posto de combustível e na frente do consumidor.

Veja a pesquisa completa aqui

Mais Artigos...