Dourados-MS,
Câmara_novo

Piscicultores de Dourados e toda a região participaram nesta quinta-feira (16) do dia de campo dedicado à atividade. Promovida pelo Projeto Fazendinha, o dia de campo integra a programação técnica da 55ª Expoagro e continua nesta sexta-feira (17). O dia de campo da piscicultura incluiu oficinas práticas de filetagem de peixe e cuidados na manutenção da água. Desde quarta-feira (15), os dias de campo também abordam as áreas de hortifruti e produção de leite e acontecem nesta sexta-feira (17) durante todo o dia. Promovida pelo Sindicato Rural de Dourados, a 55ª Expoagro segue até domingo (19) no Parque de Exposições João Humberto de Carvalho, em Dourados.

Piscicultor há mais de 10 anos em Amambai, o produtor Donaldo Adam viajou mais de 130 quilômetros até Dourados para participar da oficina de filetagem. “Eu não perco um! Sempre tem que conhecer as tecnologias, as novidades. Quem está fazendo certo aí fora é porque fez curso. Fazer oficina faz toda a diferença”, diz ele. Assim como ele, dezenas de produtores participaram das oficinas de piscicultura oferecidas ontem pelo Projeto Fazendinha. Até agora, mais de 900 produtores participaram dos dias de campo, que têm como principal objetivo oferecer novas tecnologias em busca de aprimoramento da produção nas áreas atendidas pelo programa.

O instrutor do Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), Francisco Ferreira de Souza, mais conhecido como Chicão, ensinou durante o curso de filetagem a manusear a carne do peixe, assim como várias formas de preparo. A capacitação, segundo ele, agrega aos piscicultores novas formas de entregar o produto aos consumidores. “A gente ensina como defumar um peixe, a fazer linguiça e até hambúrguer. São opções diferentes para o produtor colocar no mercado”, explica o instrutor. Ele cita ainda que piscicultores que aprenderam estas mesmas técnicas em cursos anteriores já têm obtido excelentes resultados.

Projeto Fazendinha

O Projeto Fazendinha foi criado há 18 anos com o objetivo de ocupar o espaço do Sindicato Rural para a oferta de cursos profissionalizantes nas mais diversas áreas do setor agrícola. Hoje, quase duas décadas depois, o trabalho já é uma vitrine nacional, servindo de exemplo para outros municípios. O Projeto Fazendinha é uma parceria entre Sindicato Rural, Famasul e Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural).

"Nós buscamos sempre trazer temas relevantes para o produtor, desde o manejo, sistema de plantio e tudo o que é novidade dentro do setor agrícola. O objetivo é justamente levar esta capacitação, sempre em busca de uma produtividade mais eficiente e com melhores resultados", explica o coordenador técnico do Sindicato Rural, Carlos Flores.

Sobre a Expoagro

A 55ª Expoagro é realizada pelo Sindicato Rural de Dourados em parceria com Daniel Freitas e João Paulo Paz e é organizada pela Agropec Eventos.

A feira conta com o patrocínio do Sicredi, São Bento Incorporadora, Senar, Unigran, Hotel 10, Ibis Hotel, Governo do Estado, Prefeitura de Dourados, Aced, Senar e Famasul.

Ingressos e passaportes

Os ingressos e passaportes para os shows podem ser adquiridos pelos sites expoagrodourados.com.br e ingressonacional.com.br

Siga a Expoagro nas redes sociais: Instagram: @expoagrodouradosoficial e facebook.com/expoagrodouradosoficial

Pela primeira vez, a 55ª Expoagro abriu espaço em sua programação para um seminário sobre agricultura familiar. Pensando sempre em oferecer uma programação vasta e informativa, o Sindicato Rural de Dourados este ano oportunizou este debate junto aos órgãos da área, como Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), Semagro (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Família) e Governo do Estado. Promovida pelo Sindicato Rural de Dourados, a 55ª Expoagro segue até domingo (19) no Parque de Exposições João Humberto de Carvalho.

O I Seminário da Agricultura Familiar contou com a participação de muitos agricultores de Dourados e região, que puderam debater os desafios do dia-a-dia do campo com profissionais da área. Carlos Banci, que é extensionista rural, palestrou sobre os cenários e desafios da agricultura familiar e a importância do associativismo e corporativismo.

“Existem agricultores de maior e menor porte, e todos eles são importantes para a cadeia produtiva. Eles se complementam”, disse ele. “O grande agricultor se dedica à soja e milho, mas ele precisa do pequeno para fornecer leite e verduras. No entanto, entre eles há uma grande diferença de capacidade econômica. Por isso, debates como este são para a gente capacitar os menos favorecidos para que eles possam enfrentar este desafio de sobreviver. É fundamental que todas as feiras tenham este espaço, porque a agricultura familiar é importante para o país”, completou.

Após a palestra, foram debatidas as questões envolvendo associações e cooperativas da agricultura familiar em uma mesa redonda, debate que contou com a participação intensa do público presente. “A vantagem da agricultura familiar é a diversificação e isso é muito importante para o desenvolvimento do município, da sociedade local e regional. Quando se tem uma oportunidade de debater este assunto com ênfase no cooperativismo e no associativismo, é gratificante. Acreditamos que este é o caminho para o fortalecimento da agricultura familiar, através destes sistemas”, comentou o gerente de Desenvolvimento Agrário e Abastecimento (Agraer-MS), Araquem Ibrahim Midon. Ele também ressaltou que o evento foi só uma “sementinha” e que o resultado do seminário virá, com certeza, em forma de desenvolvimento para a região.

Ao longo da 55ª Expoagro foram programadas mais de 80 palestras em diversas áreas do agro e muitas acontecem de forma simultânea na feira. Toda a programação técnica é gratuita e termina nesta sexta-feira (17), mas ainda dá tempo de participar.

Para esse último dia de palestras, o cronograma inclui dia de campo com oficinas nas áreas da piscicultura, produção de leite e hortifruti, assim como palestras do 3º Ciclo “Direito e Agronegócio” e o 3º Fórum de desenvolvimento da Suinocultura do MS.

Os visitantes da Feira também podem acompanhar o julgamento de raças, leilões e visitar os estandes e a exposição de animais.

Sobre a Expoagro

A 55ª Expoagro é realizada pelo Sindicato Rural de Dourados em parceria com Daniel Freitas e João Paulo Paz e é organizada pela Agropec Eventos.

A feira conta com o patrocínio do Sicredi, São Bento Incorporadora, Senar, Unigran, Hotel 10, Ibis Hotel, Governo do Estado, Prefeitura de Dourados, Aced, Senar e Famasul.

Ingressos e passaportes

Os ingressos e passaportes para os shows podem ser adquiridos pelos sites expoagrodourados.com.br e ingressonacional.com.br

Siga a Expoagro nas redes sociais: Instagram: @expoagrodouradosoficial e facebook.com/expoagrodouradosoficial

Sempre preocupado em debater temas atuais de interesse dos produtores rurais, o Sindicato Rural de Dourados promoveu nesta quarta-feira (15) em parceria com a Aprosoja-MS (Associação dos Produtores de Soja do MS) a palestra “Abelhas e Soja: Mitos e Verdades”. O tema foi debatido pelo pesquisador da Embrapa Soja, Décio Luiz Gazzoni, que explicou aos participantes como esta combinação entre criação e lavoura pode funcionar em harmonia. Promovida pelo Sindicato Rural de Dourados, a 55ª Expoagro segue até domingo (19) no Parque de Exposições João Humberto de Carvalho.

O presidente do Sindicato Rural, Lúcio Damália, ressaltou durante o evento que, apesar de a soja ser uma planta que não precisa da colaboração das abelhas para ter polinização, o inseto pode ser um aliado do produtor.  “A abelha pode ser benéfica e pode aumentar em até 5% a produtividade da soja, segundo estudos”, ressaltou. Muitas pesquisas na área desenvolvidas no Brasil e no exterior têm mostrado que as lavouras de soja que recebem essa interferência das abelhas têm resultados superiores a áreas que não convivem com a criação dos insetos polinizadores.

Luis Renato Peixoto Cavalheiro é engenheiro agrônomo, produz soja e cria abelhas. Ele conta que sempre gostou das duas atividades e se surpreendeu com os resultados positivos – tanto na soja como também na apicultura. Em algumas caixas da criação, o apicultor conta que já conseguiu produzir mais de 50 quilos de mel, uma média considerada alta. “Se as abelhas conseguem fazer o trabalho de polinização na lavoura, você consegue produzir muito mais soja naquela faixa próximo à criação. Você vê um número maior de vagens, grãos bem formados com maior peso”, reforça o produtor.

O tema é polêmico e controverso, pois já foram registrados prejuízos nas duas pontas, porém o pesquisador Décio Gazzoni explica que as duas atividades podem coexistir sem que haja perdas para nenhuma das partes. Para tal resultado, segundo ele, é necessário o uso de tecnologia e a busca de informação – mas ele ressalta que é preciso também uma mudança de atitude. “As tecnologias estão desenvolvidas; agora, é fundamental que haja comunicação entre as partes e boas práticas agrícolas, tanto na apicultura quanto na agricultura. Novas tecnologias eventualmente podem ser incorporadas, mas com o que temos hoje é perfeitamente possível a convivência entre as partes”, enfatiza o pesquisador.

Durante a 55ª Expoagro, foram programadas mais de 80 palestras. Nos próximos dias, a feira receberá diversos eventos técnicos em várias áreas do agro. Além dos dias de campo do Projeto Fazendinha, também estão programados para esta quinta-feira (16) o XII Simpósio de Ovinocultura e o I Seminário de Agricultura Familiar. Já na sexta-feira (17), acontece o 3º Fórum de Desenvolvimento da Suinocultura. Os visitantes da 55ª Expoagro também podem acompanhar na feira o julgamento de raças, leilões e visitar os estandes e a exposição de animais.

Sobre a Expoagro

A 55ª Expoagro é realizada pelo Sindicato Rural de Dourados em parceria com Daniel Freitas e João Paulo Paz e é organizada pela Agropec Eventos.

A feira conta com o patrocínio do Sicredi, Banco do Brasil, São Bento Incorporadora, Senar, Unigran, Hotel 10, Ibis Hotel, Governo do Estado, Prefeitura de Dourados, Aced, Senar e Famasul.

A entrada é gratuita todos os dias até as 18h. Nos dias de show, a cobrança será feita a partir deste horário e nos demais, a entrada será franca.

Ingressos e passaportes

Os ingressos e passaportes para os shows podem ser adquiridos pelos sites expoagrodourados.com.br e ingressonacional.com.br.

Pontos de venda: Banca do Jaime, Like (Shopping Avenida Center) e Boliva Conveniência.

Siga a Expoagro nas redes sociais: Instagram: @expoagrodouradosoficial e facebook.com/expoagrodouradosoficial

Tendências no Agronegócio: o tema chamou a atenção do público nesta quarta-feira (15), na 55ª Expoagro, sobre as possibilidades de evolução no campo através da tecnologia. A palestra foi apresentada pelo professor e coordenador acadêmico da FGV – Fundação Getúlio Vargas, Fábio Matuoka Mizumoto, que é doutor em administração e especialista em agronegócio, dentro da programação do Painel de Assuntos Econômicos, realizado ontem durante todo o dia. Promovida pelo Sindicato Rural de Dourados, a 55ª Expoagro segue até domingo (19) no Parque de Exposições João Humberto de Carvalho.

Em uma palestra repleta de exemplos e informações sobre o mercado mundial para a economia e agronegócio, Mizumoto, mostrou como a tecnologia já é uma tendência e vem influenciando as tomadas de decisão do homem do campo. Para acompanhar todas essas evoluções, o palestrante aponta o caminho da atualização através do conhecimento

“A maneira como trabalhamos até agora, não nos levará adiante. Isso pode significar para alguns sair da zona de conforto, mas para aqueles que se propuserem a fazer isso, terão mais oportunidade de crescimento profissional e renda. É essa lógica que a gente propõe a quem atua na área”, explica Mizumoto.

O evento foi uma realização da Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Sicredi Centro – SulMS, Trecsson FGV, Sudeco e Sindicato Rural de Dourados.

A programação técnica da 55ª Expoagro inclui mais de 80 palestras. Nos próximos dias, a Feira receberá diversos eventos técnicos em várias áreas do agro. Além dos dias de campo do Projeto Fazendinha, também estão programados para esta quinta-feira (16) o Simpósio Ovinocultura e o I Seminário de Agricultura Familiar. Já na sexta (17), acontecerá o 3º Fórum de Desenvolvimento da Suinocultura. Os visitantes da 55ª Expoagro também podem acompanhar na feira o julgamento de raças, leilões e visitar os estandes e a exposição de animais.

Sobre a Expoagro

A 55ª Expoagro é realizada pelo Sindicato Rural de Dourados em parceria com Daniel Freitas e João Paulo Paz e é organizada pela Agropec Eventos.

A feira conta com o patrocínio do Sicredi, Banco do Brasil, São Bento Incorporadora, Senar, Unigran, Hotel 10, Ibis Hotel, Governo do Estado, Prefeitura de Dourados, Aced, Senar e Famasul.

A entrada é gratuita todos os dias até as 18h. Nos dias de show, a cobrança será feita a partir deste horário e nos demais, a entrada será franca.

Ingressos e passaportes

Os ingressos e passaportes para os shows podem ser adquiridos pelos sites expoagrodourados.com.br e ingressonacional.com.br.

Pontos de venda: Banca do Jaime, Like (Shopping Avenida Center) e Boliva Conveniência.

Siga a Expoagro nas redes sociais: Instagram: @expoagrodouradosoficial e facebook.com/expoagrodouradosoficial

Mais Artigos...