Dourados-MS,
BANNER 1 - Camra-15-09- (1000X90)

Equipes técnicas das secretarias de Planejamento e de Obras Públicas, da Agetran e da empresa responsável pela elaboração do projeto se reuniram na manhã desta terça-feira (05), no auditório do Centro Administrativo Municipal para discutir os últimos detalhes do projeto de duplicação da Rua Coronel Ponciano.

De acordo com a secretária municipal de Planejamento (Seplan), arquiteta Adriana Benício, foi uma reunião de trabalho, para alinhavar informações e finalizar o projeto, que já deverá ser entregue para nova etapa. “O projeto está numa fase bem avançada, deve ser concluído já nos próximos dias, seguindo ainda neste semestre para a fase de licitação e posterior execução”, disse.

A titular da Seplan lembra que a duplicação da Rua Coronel Ponciano é um desejo da prefeita Délia Razuk devido ao elevado índice de acidentes nesta via de acesso à cidade.

Adriana Benício revela que o projeto conta com qualidade técnica, está sendo elaborado com todos os requisitos de mobilidade urbana e prioriza a segurança dos usuários, “desde o pedestre até o condutor de veículos de grande porte”.

O projeto técnico prevê a readequação e revitalização total da via no trecho entre a Avenida Marcelino Pires e o chamado trevo do DOF (Departamento de Operações de Fronteira). A duplicação compreenderá o trecho a partir do cemitério Santo Antonio de Pádua, até a BR-163.

“A duplicação da Rua Coronel Ponciano não é apenas um sonho da nossa administração e da população, mas uma necessidade vista a olhos nus”, disse a prefeita Délia Razuk quando do lançamento do projeto, lembrando que a cidade de Dourados transformou-se numa metrópole regional e a readequação viária tornou-se urgente.

A Prefeitura de Dourados, por intermédio do Procon (Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor) realizou na sexta-feira (1°) pesquisa de preços dos produtos que compõem a cesta básica em 12 supermercados da cidade.

Em relação à pesquisa do mês de abril de 2020 houve queda de 0,88 no valor global dos produtos.

Nesta pesquisa, foram coletados preços de 29 itens, sendo considerados para levantamento produtos pré-definidos. Os itens estão sendo divulgados nesta pesquisa.

Os produtos apresentaram variação significativa de um estabelecimento para outro. O extrato de tomate 350 ml apresentou diferença de 302,02% entre o menor e o maior preço; a cebola kg teve diferença de 92,31% entre o menor e o maior preço; a goiabada 600 gr teve diferença de 248,06%; a margarina  500 gr teve  diferença de 144,49%; e a carne bovina de segunda kg apresentou diferença de 76,39%.

Foram encontrados 11 produtos com diferença superior a 100% entre os estabelecimentos com menor e maior preço como, por exemplo, sal, macarrão, sabonete, erva mate tereré e o sabão em pó.

A diferença do estabelecimento com menor preço e o de maior preço nesta pesquisa é de 28,7%.

O Procon alerta que o consumidor deve ficar atento às especificações contidas na embalagem, como prazo de validade, composição e peso líquido do produto.

Os telefones do órgão de defesa do consumidor são 3411-7754 ou 151.

Veja a pesquisa completa aqui

Novo decreto publicado na edição desta terça-feira (05) do Diário Oficial de Dourados autoriza o funcionamento de lojas do shopping e também as atividades no interior de igrejas do município.

Tanto o centro comercial quanto os eventos religiosos poderão reiniciar suas atividades desde que atendidas algumas normativas, como, por exemplo, a instalação na entrada de dispositivo de barreira sanitária, com álcool gel a 70% para higiene das mãos de todos que forem adentrar ao recinto.

Também deverá haver, ao menos, um representante da instituição orientando as pessoas sobre a acomodação. Os voluntários e/ou funcionários que realizarem o controle do fluxo de pessoas devem utilizar máscara de tecido de dupla camada ou TNT (tecido não tecido).

No caso das igrejas, as reuniões devem obedecer ao limite máximo de 30% da capacidade normal de cada local, obedecendo ao espaço mínimo de 10 m² por pessoa e não ultrapassando 50 pessoas dentro do recinto durante a mesma reunião. O distanciamento entre uma pessoa e outra deve ser de no mínimo dois metros, devendo haver marcação clara nos bancos ou cadeiras indicando o assento de cada uma das pessoas.

Romarias e/ou eventos “a céu aberto” ficam suspensos, considerando a dificuldade de cumprimento das medidas sanitárias e controle da aglomeração.

O decreto recomenda ainda que não frequente as igrejas nem o shopping, pessoas do grupo de risco – idosos (maiores de 60 anos), gestantes, puérperas, crianças menores de 5 anos e portadores de doenças crônicas, como, diabetes insulinodependentes, insuficiência renal crônica classe IV e V, síndromes pulmonares obstrutivas ou doença pulmonar em atividade, portadores de imunodeficiências, obesidade mórbida, cirrose ou insuficiência hepática e insuficiência cardíaca.

Deve ser controlado o fluxo de entrada de pessoas, e havendo filas, deve ser respeitado o distanciamento social (distância mínima de 2 metros entre cada duas pessoas).

As reuniões religiosas não deverão se estender a período superior a 50 minutos  e ter, no mínimo, duas horas de diferenças entre uma e outra, para limpeza do local, e de modo que não haja aglomerações interna e nas proximidades dos estabelecimentos.

O horário máximo de funcionamento deve respeitar o toque de recolher do Município, atentando-se para que o término da reunião não coincida com o exato horário do início do toque de recolher, devendo haver uma margem de tempo para que as pessoas retornem às suas casas. Sugere-se término das atividades às 21h.

As celebrações religiosas devem ocorrer em, no máximo dois dias por semana, sendo um obrigatoriamente aos domingos.

SHOPPING

No Shopping Avenida Center o horário de funcionamento para as lojas em geral deverá ser das 11h às 19h, de segunda a sábado, e das 12h às 18h, aos domingos e feriados. A praça de alimentação deverá funcionar das 11h às 20h, todos os dias, inclusive domingos e feriados.

Já a lotérica, a clínica Cerdil e a agência do Banco do Brasil devem funcionar com horários dentro do que o segmento permite.

Fica restrito o funcionamento das lojas e praça de alimentação, permanecendo fechados cinema, parque de diversão e similares, e ainda qualquer outro tipo de atividade que possa favorecer aglomeração.

Recomenda-se o uso de máscaras de TNT ou pano a todos que frequentarem as dependências do shopping e a ocupação geral (funcionários e público) não deve ultrapassar a 30% da capacidade máxima, condicionado a não haver aglomerações. Eventuais filas deverão ter espaçamento de 2 metros entre as pessoas, com marcação no piso. Eventos de possíveis aglomerações permanecem suspensos por tempo indeterminado.

Divulgação

Segundo dados do IBGE, Dourados é a segunda cidade mais populosa de Mato Grosso do Sul, tendo uma população estimada em 2019 de 222.949 habitantes. Desde de o último censo, realizado no ano de 2010, a cidade obteve um crescimento populacional de 13,9%.

Outro demonstrativo da evolução de Dourados, é o número de empresas ativas no município. No mês de Fevereiro de 2020, Dourados conta com 22.913 empresas ativas. Se compararmos este número com o mês de dezembro de 2019, obtemos uma evolução de 2,48%. Em apenas 3 meses, Dourados obteve 569 novas empresas. É importante lembrar que estes dados são da JUCEMS e não contam com filiais e empresas com CNPJ de MEI.

Quando focamos nas universidades de Dourados, é visível que o excelente nível do ensino superior do município atrai estudantes de várias regiões do Brasil. Segundo o site da prefeitura municipal de Dourados, o município conta com 25.000 estudantes universitários e 276 opções de cursos superiores.

Dourados tem o terceiro maior PIB de Mato Grosso do Sul, que corresponde a R$ 8,3 Bilhões, conforme informa o IBGE. Um fato que chama atenção neste dado é a representatividade no setor de serviços, que agregou sozinho R$ 4,3 milhões, outros setores como administração, defesa, educação e saúde públicas e seguridade social, outros R$ 1,3 bilhão, e agropecuária mais R$ 484,8 milhões.

No agro, Dourados tem uma grande representatividade no estado, ocupando o terceiro lugar de maior produtor de soja. Na safra de 2019 o município colheu 612.000 toneladas do grão.

Com estes dados em mente é possível concluir que Dourados está em uma constante evolução em população e economia. Estes indicadores apresentados acima dão segurança para novas empresas que desejam se estabelecer no município e investidores que desejam obter rendimento com a constante evolução da cidade.

Fonte: Sunset

Mais Artigos...