Dourados-MS,

Em pronunciamento na Câmara de Vereadores, na reabertura do trabalho Legislativo, prefeito de Dourados disse que a participação da sociedade civil tem feito a diferença no Município

Organizar, limpar e deixar a cidade mais bonita não é tarefa fácil, principalmente se levar em consideração as condições de Dourados nesse começo de ano, em que o mato alto, lixo e buracos estão em todas as regiões do Município.

O tema foi destaque no pronunciamento do prefeito de Dourados, Alan Guedes, nesta segunda-feira (1), durante a abertura dos trabalhos legislativos na Câmara Municipal. Alan Guedes enfatizou que os trabalhos de limpeza, como recolhimento de lixo e roçadas, só estão avançando num ritmo maior graças a participação de moradores, entidades, empresas e a sociedade civil em geral.

“As pessoas estão se mobilizando para ajudar a prefeitura nessa tarefa e a gente fica muito grato por isso”, disse Alan ao lembrar que muitas das ações feitas, do começo do ano até agora, foram de iniciativa de moradores que estão dando sua parcela de contribuição.

A Semsur (Secretaria Municipal de Serviços Urbanos) também está com frentes de trabalho em várias regiões de Dourados e, mesmo com as chuvas intensas na cidade, tem conseguido mudar o cenário de ruas e canteiros. Em alguns casos, os moradores fazem limpeza e roçada e a Semsur recolhe os materiais.

Números

Levantamento da secretaria mostra que no mês de janeiro 637 toneladas de lixo foram recolhidas em Dourados. Além disso, 13,6 Km de canteiros foram roçados e 258 lâmpadas trocadas.

O relatório aponta ainda que 16 pontos da cidade já receberam as equipes da Semsur, como por exemplo, o aeroporto, feira-livre, Centro  Social Urbano (CSU) e o Parque dos Ipês.

Há um mês à frente da Secretaria Municipal de Saúde de Dourados, o médico Frederico de Oliveira Weissinger, tem enfrentado vários desafios na gestão da pasta. Além das ações para combater a pandemia do novo coronavírus e o novo cenário gerado pela imunização contra a Covid-19, a gestão financeira é uma das preocupações.

O município acumula uma dívida de R$ 727.452,70 com aluguéis de prédios da Secretaria Municipal de Saúde. Levantamento feito pela pasta revela que 26 locais usados para abrigar estruturas estão inadimplentes com seus locatários, sendo que alguns estão sem pagamento desde 2019, como a sede de almoxarifado e depósito de patrimônio e o Conselho Municipal de Saúde.

Já o imóvel onde funciona o Programa de Tuberculose e Hanseníase foi pago pela última vez em dezembro de 2018. “Todas essas dívidas são de 2019 e 2020. Estamos fazendo um levantamento de tudo que ficou sem pagar para iniciar um planejamento para sanar os problemas”, explicou o secretário.

Segundo Weissinger os espaços alugados são importantes para o trabalho da saúde. Locais como os Caps (Centro de Atendimento Psicossocial), Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), unidade do IST/Aids, postos de saúde, são considerados todos primordiais para a população. “Vamos estudar uma forma de negociar”, afirmou.

A secretaria já começou uma reestruturação financeira interna. “Transparência é muito importante, sabemos que há muitos problemas, temos ciência das dificuldades, mas não vamos esconder nada. Porém, nossa função é administrar e achar soluções”, concluiu o secretário de saúde.

A Procuradoria Geral do Município, por intermédio do Procon  ampliou os canais de atendimento ao consumidor. A ferramenta desenvolvida pela TI da prefeitura municipal de Dourados, ‘Atendimento Eletrônico’, lançada no fim do ano de 2020,  teve inicio em 04/01/2021  e  neste mês de janeiro foram registradas somente pelo link online mais de 80 registros de reclamações. Assim os consumidores douradenses que tiverem algum problema de consumo já podem registrar suas reclamações de casa ou do trabalho, a qualquer hora do dia.

Com o Atendimento Eletrônico, o consumidor pode registrar reclamações individuais, pela Internet. Basta acessar a ferramenta no site da prefeitura de Dourados, preencher o cadastro informando os seus dados pessoais e relatar o fato, e também os dados da empresa, alem de anexar os documentos na própria página . Posteriormente, o consumidor terá um retorno da equipe do Procon.
“Em muitos casos, o problema é solucionado sem que o consumidor tenha que se deslocar até à sede do Procon, relata o diretor-administrativo do Procon Antonio Marcos Marques.

O diretor informa ainda que a ferramenta possibilita ao consumidor a praticidade de poder  registrar reclamações sem precisar se deslocar até o órgão de defesa do consumidor. “Sentimos a necessidade de expandir o trabalho visto este período  atípico de pandemia, evitando filas no órgão, e também para continuar atender as demandas de consumidores que não tem tempo de vir ao Procon” explica.

A comunicação eletrônica entre consumidor e fornecedor é muito mais rápida. O Procon- conta com vários fornecedores cadastrados para receber a reclamação pela Internet.

“A ampliação dos canais de atendimento e a resolução dos conflitos de consumo dessa forma tem favorecido consumidores que têm o seu problema solucionado com mais rapidez e fornecedores que não têm a empresa inscrita no Cadastro de Reclamações Fundamentadas, em razão da abertura de processo administrativo, que não acontece no atendimento on-line”.

O Procon  continua com o atendimento de forma presencial, contudo o mesmo tem sido feito de forma agendada, para evitar aglomerações,e com todas as medidas de biossegurança.

Para agendar atendimento no Procon basta entrar em contato via telefone 3411-7654, ou para registrar via link basta acessar o site da prefeitura e ter acesso ao link: http://www.procon.ms.gov.br/dourados/

A Prefeitura de Dourados começa nesta segunda-feira (1) a vacinação contra a Covid-19 para as pessoas com 80 anos ou mais. O cronograma foi criado depois que o município recebeu mais um lote com 720 doses de vacinas CoronaVac na última sexta-feira (29).

A vacinação obedecerá dois públicos alvos acima dos 80 anos: acamados e não acamados. No caso dos acamados, a vacinação será feita por equipes volantes. Ou seja, os profissionais da saúde irão até às pessoas a serem vacinadas em locais pré-determinados. Já os não acamados deverão ir até os postos de vacinação escolhidos pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde (SEMS).

Para os acamados, a vacinação começará nesta segunda (1) nas unidades de Saúde da Família (ESF) do Jardim Maracanã, Ouro Verde e Carisma. O horário será das 13h às 17h. O cronograma terá sequência durante toda a semana em várias regiões do município, inclusive os distritos.Para os não acamados, a SEMS definiu o critério da idade como prioridade. O mais idoso será priorizado. O cronograma começa também nesta segunda-feira (1) em todas as Unidades Básicas de Saúde, Urbanas e Rurais) para pessoas acima de 99 anos. A vacinação estará disponível das 13h às 17h.

O esquema de vacinação continuará até sexta-feira, inclusive com horários também na parte da manhã, em todas as Unidades de Saúde, porém a faixa etária muda. Na terça-feira (2) será a vez das pessoas que têm entre 95 e 98 anos. Na quarta-feira (3) receberão as doses os idosos de 90 a 94 anos. Na quinta-feira (4) é a vez das pessoas entre 85 e 89 anos. Na sexta-feira (5), o cronograma se encerra com as pessoas entre 80 e 84 anos.

Segundo o secretário Municipal de Saúde, Frederico de Oliveira Weissinger, a semana é decisiva para imunizar um grupo prioritário estipulado pelo Plano Municipal de Imunização. “Estamos avançando com os idosos, com os profissionais de saúde e com os indígenas, que estão sendo vacinados pela Secretaria Especial de Saúde Indígena. Em breve começaremos com outros públicos alvos”, destacou Frederico.

Transparência

Até a última sexta-feira (29), Dourados já havia vacinado 2.537 pessoas, sem contar com a população indígena que tem um sistema próprio e independente de vacinação organizado pela Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena).

Os dados estão disponíveis no portal da Prefeitura de Dourados (https://www.dourados.ms.gov.br/index.php/transparencia-vacinacao-covid-19/), onde constam também informações de todos os pacientes vacinados, além do grupo prioritário a qual ele pertence. Dourados foi um dos pioneiros no Brasil a adotar o sistema de transparência na vacinação contra a Covid-19, inclusive com lista de nomes das pessoas vacinadas.

Mais Artigos...