Dourados-MS,
Câmara_sessão solene

Comunicamos com pesar o falecimento de Dona Nadir Machado Rocha, de 86 anos, mãe do Desembargador Eduardo Machado Rosa, que ja fui juiz e prefeito interino de Dourados.

O corpo será velado no Pax Primavera, que fica atrás do Lar Santa Rita, em Dourados e o sepultamento ocorre amanhã (19), às 10h. Ela deixa filhos e netos.

O presidente do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), desembargador Paschoal Carmello Leandro, suspendeu a liminar concedida pelo juiz da 6ª Vara Cível de Dourados, José Domingues Filho ao MPE (Ministério Público Estadual), impedindo a prefeitura e a Sanesul de assinarem contrato renovando a concessão dos serviços de fornecimento de água e coleta e tratamento de esgoto pelos próximos 30 anos.

A determinação foi publicada na tarde desta segunda-feira (16/9). 

Na semana passada, a decisão da Justiça local impedia a prorrogação do vínculo, que vem sendo debatido no município, pelo período estimado, abrindo espaço de apenas seis meses de renovação visando mais tempo de debate. 

No entendimento da Sanesul, o juiz José Domingues Filho "analisou de maneira superficial as provas carreadas aos autos, bem como não respeitou os preceitos legais, gerando assim a certeza de lesão aos direitos da requerente, aos cofres públicos e aos consumidores do Município de Dourados”.

Ainda na justificativa da estatal, o processo de renovação de contrato entre as partes, vencido em 9 de setembro, aconteceu em várias etapas, com a empresa cumprindo com os aspectos legais abordados durante as tratativas, além de atrair prejuízos às partes devido a quantidade de obras que seriam paralisadas. 

Para o desembargador, ao analisar o pedido de suspensão da liminar, é necessário avaliar se realmente os interesses coletivos estão ameaçados, o que foi constatado na decisão tomada por ele.

“É inegável o prejuízo ao interesse público qualificado pela irreparabilidade ou pela difícil reparação”, aponta o magistrado para sustentar a decisão tomada por ele. 

Investimentos

Na terça-feira da semana passada (10/9), a Sanesul havia informado que o pedido de liminar concedido pela Justiça de Dourados ameaçava a continuidade dos investimentos em saneamento básico na cidade.

A proposta da prorrogação por apenas seis meses para discutir o contrato geraria impactos negativos como a suspensão dos investimentos que estão em execução e, num segundo momento, a negativa de qualquer nova linha de financiamento que a empresa queira contratar para investir nos sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário.

Conforme a Sanesul, atualmente estão em execução R$ 109,5 milhões em obras na maior cidade do interior de Mato Grosso do Sul.

Ainda de acordo com a estatal, foi apresentado plano de investimentos que serão aplicados integralmente na ampliação do Sistema de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário, no valor de R$ 154,5 milhões de reais.

Em protesto contra os salários atrasados, coletores de lixo em Dourados paralisaram as suas atividades na noite desta segunda-feira (16). Além dos salários os funcionários também estão sem receber da empresa Financial, responsável pela coleta do lixo na cidade, o auxílio alimentação entre outros benefícios que constam no acerto trabalhista.

Em média cada coletor e motorista recebe um salário mínimo e a empresa, alega que saldou a folha porque não vem recebendo da prefeitura. O município, por sua vez, não se manifestou sobre o caso.

Conforme o site Ms em Foco, desde a semana passada havia a promessa de paralisação, mas somente hoje eles concretizaram a ameaça. Com isso o serviço foi suspenso e os funcionários tiveram uma reunião com a chefia, que ficou de depositar os salários atrasados amanhã.

A paralisação foi mantida no período da noite, mas o trabalho deve ser normalizado na manhã desta terá-feira (17) caso a Financial, deposite os valores.

(Cérgio Ferraz)

 

A Casa da Esperança, entidade que trabalha no tratamento de pessoas com dependência química em Dourados, realiza no próximo dia 6 de outubro, no salão paroquial da Catedral Imaculada Conceição, mais um tradicional churrasco beneficente com o objetivo de arrecadar fundos para a manutenção dos trabalhos em sua sede.

Será servido, além do churrasco, pirão, mandioca, farofa e saladas. Os convites estão a venda pelo  whatts: 98403-1945 ou na sede da entidade localizada na rua Major Capilé nº 2.597

 

CASA DA ESPERANÇA

A CASA DA ESPERANÇA surgiu a partir da discussão de grupo de pessoas ligadas à Igreja Católica, que com muitas dificuldades e com grande vontade de ajudar as pessoas que enfrentam a problemática da dependência química.

Foi fundada em 19 de agosto de 1997, é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos e tampouco político partidário, é administrada por uma diretoria e um conselho deliberativo, funciona em uma área cedida (COMODATO) pela Diocese de Dourados, pelo Bispo Dom Alberto.

A Comunidade Terapêutica Casa da Esperança localiza-se no travessão do Castelo da lagoa, Km 14 Zona Rural, em Dourados - MS. A CASA DA ESPERANÇA tem como objetivo a recuperação de dependentes químicos (uso e abuso de drogas e/ou álcool), através de internamento, grupo de auxilio e posterior reintegração à sociedade.

A linha do tratamento é nos moldes do Amor Exigente (trabalho, disciplina e oração). O período de internação é de 09 meses, sendo que nos seis primeiros o interno residente fica em regime de internamento absoluto; a partir do sexto mês passa, o interno, a um período de ressocialização retornando a sua residência e após uma semana volta à comunidade, o que se repete no sétimo e oitavo meses, terminando o período de internação no nono mês.

A CASA DA ESPERANÇA só aceita pessoas que realmente queiram se tratar, e tenham acima de 18 anos, independente do credo ou posição social, não se responsabilizando pela desistência do residente, pois o programa, acima de tudo, depende da vontade do residente para ter sucesso. Exige-se dos familiares ou responsáveis o pagamento de uma taxa de manutenção, quando as pessoas não têm condições são atendidas da mesma forma. A capacidade da Casa, no momento, é de 35 internos e três coordenadores.

Temos uma área construída aproximadamente de 400 m2, composta de uma capela, dormitório, refeitório, cozinha, despensa, lavanderia, banheiros, campo de futebol e área de lazer.

O escritório administrativo funciona à rua Major Capilé, 2597 – centro – Dourados MS, com atendimento no horário comercial. Esta entidade é cadastrada na SENAD (Secretaria Nacional Antidrogas) do Ministério da Justiça. Filiada ao Conselho Municipal de Assistência Social, sob o nº 019. Ainda é reconhecida de Utilidade Pública Municipal, Estadual e Federal.

Em setembro de 1999, o primeiro interno completou o programa de 09 meses, em dezembro do mesmo ano tivemos o segundo interno o que também completou o programa e assim sucessivamente vem acontecendo.

Mais Artigos...