Dourados-MS,
 Camara municipal-principal

Foto - Divulgação

A reforma administrativa na prefeitura de Dourados começou a todo vapor e, apenas na segunda (17), cinco cargos que faziam parte do alto escalão do governo Délia Razuk (PR) tiveram troca de comando, conforme aponta o Diário Oficial do Município. 

As secretarias de serviços Urbanos, Saúde, Assistência Social, Obras Públicas e Governo, terão outros nomes a partir de agora. 

O juiz aposentado Celso Schuc, que atuou na coordenação de campanha de Délia, em 2016, assume no lugar de Patrícia Donzelli Bulcão na Secretaria de Governo. 

Ela será lotada no Gabinete da Prefeita, ocupando cargo DGA-1, um dos maiores em termos salariais. 

Já Joaquim Soares deixa a pasta de Serviços Urbanos e em seu lugar foi nomeada interinamente, Walkiria Rebeque Cevada Pansera. Outra secretaria que ainda não havia sido mexida, a Saúde, vê a saída de Renato Vidgal. O adjunto Wagner da Silva Costa fica no posto deixado por ele. 

Landmark Ferreira Rios acabou exonerado da Assistência Social. Assume de forma temporária Maria Fátima Silveira de Alencar.

Já a Secretaria Municipal de Obras Públicas vê a saída de Tahan Sales Mustafá e a entrada, interinamente, de Carlos Francisco Dobes Vieira, que também comanda Planejamento.  

A Funed (Fundação de Esportes de Dourados), que não tem status de secretária também terá troca de comando. A fundação tinha até hoje Jânio César da Silva Amaro como diretor e deve passar a integrar a Educação com a fusão de algumas pastas.

O secretário Municipal de Educação, Upiran Gonçalves, acumulará a direção da Funed como interino, por enquanto. 

Disposição 

Ontem (17) pela manhã, todos os secretários colocaram o cargo à disposição de Délia Razuk (PR) durante reunião realizada no gabinete da prefeita, no CAM (Centro Administrativo Municipal).

A medida se faz pelo projeto de reestruturação organizacional da prefeitura, fazendo diminuir, se possível, cinco das 12 pastas que compõem atualmente o governo município. 

“A ideia é ajustar a máquina administrativa, adequando-a à realidade financeira e política do município. Temos dois anos ainda pela frente precisamos preparar o município para o futuro. Daí a necessidades de mudanças”, disse a prefeita.

Atualmente o ‘desenho’ estrutural do município conta com Administração, Educação, Saúde, Agricultura Familiar, Desenvolvimento Econômico e Sustentável, Planejamento, Cultura, Obras Públicas, Fazenda, Governo, Assistência Social e Serviços Urbanos. 

 

Dourados News

Semed estima mais de 24 mil matrículas nas escolas e mais de 6 mil nos centros de educação infantil – Assecom/arquivo

Pais e responsáveis que desejam matricular crianças nas escolas e Ceims da Rede Municipal de Ensino de Dourados podem fazê-lo via internet até o dia 13 de janeiro. A Prefeitura de Dourados, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), deu início às inscrições no dia 3 deste mês. Já as rematrículas devem ser observadas conforme agenda nas unidades de ensino.

É possível também realizar a matrícula nas escolas municipais ou na Central, localizada na sede da Semed, no Pavilhão Dom Teodardo Leitz, ao lado do prédio da prefeitura.

Rosângela Castilho Cardoso Guimarães destaca a facilidade da matrícula online que tem sido muito utilizada. Ela ressalta que o processo é simples e que em caso de dúvidas, o telefone da Semed está à disposição.

“Muitos pais e responsáveis têm aderido à matrícula pela internet. É simples e quem precisar de algum auxílio pode ligar ou se dirigir até a Central. Esse formato agiliza o processo e foi um trabalho da secretaria informar constantemente os responsáveis”, disse, revelando que há alta adesão a esse sistema.

A matrícula digital pode ser feita pelo portal da Prefeitura de Dourados (www.dourados.ms.gov.br), acessando a aba Cidadão e depois clicando no menu Matrícula Digital 2019.

Já a rematrícula deve ser feita nas unidades de ensino, bem como os pedidos de transferência para outra unidade.

Após o período de inscrições, os pais ou responsáveis pelos alunos devem ficar atentos à “Designação”, que será divulgada no dia 21 de janeiro. Por fim, acontecerá a “Confirmação de Matrícula”, que terá períodos diferentes para Ceim e escolas.

Para os centros de educação infantil a confirmação acontece nos dias 1° e de 4 a 6 de fevereiro. Para as escolas, no período de 22 a 25 de janeiro.

No ato da inscrição, o candidato deverá indicar três opções de Centro de Educação Infantil Municipal ou unidade escolar de preferência, bem como o ano que irá cursar.

A Semed divulgou que a estimativa de vagas passa de 24 mil para escolas e deve ultrapassar 6 mil nos Ceims. Dourados conta com 45 escolas municipais e mais de 37 Ceims (dois recém-inaugurados).

DESIGNAÇÃO

A Secretaria trabalha com alguns critérios para designação. Para o Ceims, serão prioridade de vagas crianças em situação de abandono, de risco social ou que são assistidas por portadores de doenças crônicas, crianças de família de menor renda, filhos de pai e mãe que trabalham e filho de doador de sangue.

Para as unidades escolares, a prioridade será para crianças e adolescentes vítimas de violência doméstica e familiar, aluno com necessidades educacionais especiais (mediante apresentação de comprovante de Avaliação Técnica e Laudo Médico no ato de matrícula), aluno, pai, mãe ou responsável legal que seja doador de sangue, com a apresentação de cópia dos respectivos comprovantes anexados junto à ficha de inscrição, aluno que tenha irmão estudando na unidade escolar e aluno de menor idade.

A chapa encabeçada pelo vereador Alan Guedes (DEM), venceu a eleição da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Dourados ocorrida na tarde desta quinta (13), após três tentativas frustradas de se realizar o pleito interno. 

Com 19 parlamentares presentes na sessão e a alegação de inexistência da composição adversária que tinha como candidato a presidente Pedro Pepa (DEM), preso desde o dia 5 de dezembro dentro da Operação Cifra Negra, Alan acabou conquistando 10 votos contra oito que se posicionaram contrário. Um se absteve.

Além de Guedes no comando, Elias Ishy (PT) será vice-presidente, Sérgio Nogueira (PSDB) primeiro secretário e Daniela Hall (PSD), segunda secretária. 

O mandato terá início no próximo ano e segue até 2020.

A sessão

Populares marcaram presença na sessão que teve início com a posse dos suplentes Toninho Cruz e Marcelo Mourão, assumindo as vagas de Pedro Pepa (DEM) e Cirilo Ramão (MDB), respectivamente. Com cartazes e faixas eles não deixavam de lembrar dos nomes dos parlamentares presos. 

 

Logo em seguida foram levados ao plenário as votações de questões de ordem assinadas pelos nove vereadores que fazem parte da base aliada da prefeita Délia Razuk (PR), pedindo a anulação do processo eleitoral e a substituição de nomes de chapas – esse último alegando que o Regimento Interno seria omisso.

Porém, os casos acabaram negados pela maioria dos parlamentares.

Como votaram

A chapa composta pelo vereador Alan Guedes (DEM) recebeu os votos de Lia Nogueira (PR), Marçal Filho (PSDB), Mason Valente (DEM), Daniela Hall (PSD), Toninho Cruz, Marcelo Mourão, Sérgio Nogueira (PSDB), Olavo Sul (Patriota) e Elias Ishy (PT), além do próprio candidato.

Já Bebeto, Silas, Cido Medeiros, Carlito do Gás, Jânio Miguel, Juarez de Oliveira, Maurício Lemes, Júnior Rodrigues se posicionaram contra.

Romualdo Ramin se absteve de votar. 

Novela 

A novela da eleição da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Dourados teve início no dia 5 de dezembro, com a prisão de três parlamentares. Dois deles – Pedro Pepa e Cirilo Ramão – faziam parte de composição de chapa que participaria do pleito. 

Idenor Machado foi o outro alvo de cumprimento dos mandados expedidos pela Justiça, junto do ex-vereador Dirceu Longhi (PT) e mais seis pessoas.

Após a prisão dos dois membros da chapa, parlamentares da base aliada da prefeita Délia Razuk (PR) entraram com pedido de troca de nomes, alegando que o Regimento Interno – que determina o registro dos postulantes com 48h de antecedência – era omisso em casos como esse. 

Na primeira sessão, realizada no dia 7 de dezembro – a eleição deve ocorrer até a primeira semana de dezembro – vereadores da base aliada se ausentaram do plenário, com o encerramento minutos depois por falta de quórum. O mesmo ocorreu no sábado. 

Já no domingo, decisão liminar suspendeu as eleições da Mesa Diretora. Na terça, essa mesma liminar foi cassada para que o pleito fosse realizado. 

Nesta quinta-feira, a presidente da Câmara, Daniela Hall, convocou o pleito. 


Galeria da Câmara Municipal -Foto- Gizele Almeida

 

Dourados News

Vereadores presos - Foto - CMD

A Justiça determinou o afastamento dos três vereadores presos na Operação Cifra Negra, desencadeada no dia 5 de dezembro, em Dourados.

Além de Idenor Machado (PDSB) já havia feito o pedido na semana passada e teve o lugar ocupado por Maurício Lemes (PSB), os parlamentares Pedro Pepa (DEM) e Cirilo Ramão (MDB) deixarão temporariamente as suas funções na Casa.

Toninho Cruz e Marcelo Mourão assumem os postos de ambos, respectivamente.

O segundo conseguirá o cargo porque na mesma medida judicial, outro ex-vereador, Dirceu Longhi (PT), preso na Cifra Negra, desencadeada pelo Ministério Público e 2º Distrito Policial, acabou afastando também.

Na tarde desta quinta (13), nova sessão extraordinária está agendada, para as 14h na tentativa de se votar a nova Mesa Diretora. 

No mesmo encontro serão empossados os novos parlamentares e votado os pedidos de dois recursos da chapa 1, que tem como candidato à presidência Pedro Pepa e Cirilo Ramão como segundo suplente. 

 

 

Dourados News

Mais Artigos...