Dourados-MS,
BANNER 2 - camara-ddos-15-09 -(1000x90)

A Prefeitura de Dourados, por intermédio do setor de fiscalização do Procon, efetuou pesquisa de preços do combustível nos dias 9 e 10 em 40 estabelecimentos na cidade e distritos. Foram pesquisados etanol, diesel comum e S10 e gasolina comum e aditivada.

O menor preço encontrado na gasolina comum foi de R$ 3,890; no diesel comum foi de R$ 2,990; e diesel S10 R$ 3,050; e no etanol o menor preço praticado é de R$ 2,920.

A diferença entre o menor preço encontrado na gasolina comum (R$ 3,890) e o maior preço (R$ 4,289) é de 10.26%. No etanol a diferença entre o menor e maior preço é de 16,4%; no diesel comum é de 16,4% e no diesel S 10 é de 14,7 %.

O preço médio da gasolina em Dourados é de R$ 4,012. Em maio o preço médio praticado era de R$ 3,946, ou seja, houve alta de 1,68%. O preço médio do etanol em Dourados é de R$ 3,127, sendo que em maio era de R$ 3,112, com alta de 0,5%. E em relação ao diesel comum, em maio o preço médio era de R$ 3,091 e nesta pesquisa apontou como preço médio o valor de R$ 3,148, uma alta de 1.85%. Já o diesel S 10 apresentou na pesquisa de maio o valor médio de R$ 3,170 e na pesquisa do mês de junho preço médio de R$ 3,213, mostrando uma alta de 1,36%.

O menor preço encontrado na gasolina em Dourados (R$ 3,890) é 0,12 centavos mais barato que o preço médio praticado (R$ 4,012) nos postos da cidade.

O Procon lembra que os consumidores poderão exigir a análise do combustível para descobrir o teor de álcool presente na gasolina, teste esse que será feito pelo próprio funcionário do posto de combustível na frente do consumidor.

Para esclarecer dúvidas ou registrar reclamação os telefones são 151 ou 3411-7754.

Veja a pesquisa completa aqui

Por volta das 9 horas deste domingo (14/6) veio a óbito mais um douradense por complicações causadas pelo coronavírus, um homem, 81 anos, que estava internado em hospital particular da cidade há dez dias.

As informações foram divulgadas em rede social da prefeitura de Dourados. A morte do idoso nesta manhã não está contabilizada no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde onde consta outras duas vítimas fatais de Covid-19, na cidade de Dourados.

Desta forma, Dourados confirmou três mortes por Covid-19 em 24 horas. Ao todo, são cinco óbitos, contando com uma pessoa que estava em Tocantins, mas notificada em Dourados, seguindo protocolo do Ministério da Saúde.

Além da morte mais recente, ocorrida durante esta manhã, a SES apresentou em boletim um total de três óbitos, sendo dois de Dourados e um de Douradina. Ao todo, são 32 sul-mato-grossenses que perderam a vida para o Covid-19.

A 29ª vítima era do sexo masculino, tinha 80 anos, do município de Douradina, com nenhuma comorbidade relatada. A vítima era do distrito de Bocajá e estava internado desde terça-feira, após comparecer a Unidade de Saúde em Douradina com complicações de saúde e ser encaminhado imediatamente ao UPA em Dourados.

Após complicações na manhã deste sábado ele foi transferido ao Hospital Evangélico, na mesma cidade, onde foram realizados outros exames, tendo constatado no teste rápido positivo ao coronavírus. Ele morreu durante a tarde de ontem (13).

Já a 30ª vítima era também do sexo masculino, tinha 65 anos, morava em Dourados, e era hipertenso e diabético.

A 31ª vítima também era uma psicóloga de Dourados, do sexo feminino, de 54 anos, e tinha como comodidades diabetes e doença cardiovascular crônica.

Sendo assim, em Mato Grosso do Sul estão registrados óbitos em Campo Grande (8), Três Lagoas (5), Batayporã (2), Paranaíba (1), Vicentina (1), Dourados (5), Brasilândia (2), Itaporã (2), Iguatemi (1), Rio Brilhante (1), Sidrolândia (1), Ponta Porã (1), Corumbá (1) e Douradina (1).

Morreu neste sábado (13/06) em Dourados a psicóloga Malory Maria de Melo, 54 anos, vítima da Covid-19, ela ficou internada no Hospital da Cassems desde o dia 04/06.

Malory era funcionária contratada da Prefeitura Municipal de Dourados e exercia suas funções no Posto de Saúde da Vila Rosa, no combate ao novo coronavírus.

Com resultado positivo para Covid-19, Malory estava em quarentena em casa e como o quadro se agravou, a servidora foi internada no domingo (07/06) na UTI do Hospital da Cassems.

A família de Malory Maria está em isolamento e sendo monitorada desde do dia que ela apresentou os primeiros sintomas da Covid-19 e deverão repetir o exame nesta segunda-feira (15).

O Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MP-MS) requisitou, nesta sexta-feira (12), em ofício de urgência à prefeitura municipal de Dourados, o reforço na instalação de barreiras sanitárias, fiscalização do isolamento social, ampliação de leitos para combate à Covid-19 e acompanhamento de pacientes suspeitos e confirmados do coronavírus no município.

De acordo com o MP-MS, o pedido foi após informações obtidas junto a unidades hospitalares, que indicam uma alta na taxa de ocupação de leitos destinados ao tratamento de pacientes suspeitos ou confirmados com Covid-19. "Ciente da gravidade do momento", o Ministério Público pediu que as providências sejam adotadas no prazo de até 48 horas, sob pena de incidir em sanções ao município.

A taxa de ocupação dos leitos em Dourados, entre públicos e particulares, é de aproximadamente 42,59% para clínicos e 42,28% em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Segundo o Promotor de Justiça Ricardo Rotuno, as medidas precisam ser adotadas com urgência para evitar o avanço dos casos e também impedir um colapso no sistema de saúde.

Dourados é o município com mais casos de Covid-19 em Mato Grosso do Sul, com 1.034, registrando 31% de todos os casos de coronavírus no estado. Dois pacientes da cidade morreram pela doença. Um deles, de um homem de 56 anos, ocorreu no estado de Tocantins.

Mais Artigos...