Dourados-MS,
Semestre- Camara

Foto - Divulgação

A Prefeitura de Dourados, por intermédio do Procon (Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor) realizou nesta segunda-feira (4), em dez supermercados da cidade, pesquisa de preços dos produtos que compõem a cesta básica. Em relação à pesquisa do mês anterior houve alta de 5,9% no valor global dos produtos.

Foram coletados preços de 28 itens, sendo considerados para levantamento produtos pré-definidos. Os produtos apresentaram variação significativa de um estabelecimento para outro, onde o alho 200 gramas apresentou diferença de 209,35% entre o menor e o maior preço; o quilo da batata teve diferença de 143,36% e a carne bovina (paleta), diferença de 111,51%. Já a dúzia de ovos apresentou diferença de 117,79%.

Foram encontrados 15 produtos com diferença superior a 100% entre os estabelecimentos com menor preço para o maior, como, por exemplo, a goiabada e o creme dental. A diferença do estabelecimento com menor preço e o de maior preço nesta pesquisa é de 21,00%.

O Procon alerta que o consumidor deve ficar atento às especificações contidas na embalagem, como prazo de validade, composição e peso líquido do produto.

O telefone para informações e/ou reclamações é 3411-7754 ou 151.

 

Veja a pesquisa completa aqui

A Prefeitura de Dourados, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Sems), alerta a população de Dourados sobre a prorrogação da campanha de vacinação contra a Influenza A (H1N1, H3N2) e B (sazonal), até o dia 15 de junho. Os grupos de risco são crianças de até 5 anos, trabalhadores da saúde, gestantes, puérperas (45 dias após o parto), professores, idosos, indígenas, portadores de doenças crônicas, presos e funcionários do sistema prisional.

O Núcleo de Vigilância Epidemiológica reforça que é importante a vacinação para as pessoas inseridas nos chamados grupos de risco. Edvan Marcelo Morais Marques, diretor do Núcleo, ressaltou que, dentro destes grupos, o de crianças até 5 anos é o que menos tem tido procura.

“A procura segue baixa para vacinação de crianças e é importante a consciência dos pais, uma vez que as crianças são mais suscetíveis”, disse, lembrando que a determinação dos grupos é recomendação do Ministério da Saúde, seguindo recomendação da Organização Mundial da Saúde.

O Ministério da Saúde comunicou na semana passada a prorrogação em todo o país por conta da paralisação dos caminhoneiros. A campanha estava prevista para encerrar na sexta-feira (1º) passada, sendo que 100% das doses da vacina (60 milhões) já foram distribuídas aos Estados, que estão devidamente abastecidos. Em Dourados, estima-se que perto de 70 mil pessoas integrem os chamados grupos de risco.

Ainda segundo o Ministério da Saúde, após o fim da campanha, caso haja disponibilidade de vacinas nos Estados e municípios, a vacinação poderá ser ampliada para crianças de cinco a nove anos de idade e adultos de 50 a 59 anos. Até o momento, ainda faltam 18,8 milhões de pessoas a serem vacinadas em todo o país.

Deputado Renato Câmara presta homenagem aos patriarcas e matriarcas da família, durante o encontro realizado pelos Mattos neste sábado em Bonito

Reconhecer a importância das famílias pioneiras da Grande Dourados, uma das regiões mais importantes economicamente e culturalmente de Mato Grosso do Sul. É com esse propósito que o deputado Renato Câmara (MDB) homenageou neste sábado (2), com entrega de moções de congratulação, diversos integrantes e pioneiros da Família Mattos. As honrarias foram entregues em Bonito, durante mais uma edição do tradicional encontro familiar realizado anualmente pela Amattos (Associação da Família Mattos). 

O encontro, realizado pela primeira vez em Bonito, reuniu descendentes da família de 15 municípios de Mato Grosso do Sul. Em sua 30ª edição, a festa teve o objetivo de aproximar os parentes dos diferentes troncos e reunir gerações num ambiente de alegria e lembranças.

Os encontros acontecem cada ano em uma cidade. Dourados sediou a maioria dos eventos, que também já foram realizados em São Luiz Gonzaga (RS) – berço da família Mattos -, em Campo Grande, Ponta Porã, Cuiabá (MT) e San Ignácio, província de Misiones, na Argentina.

O evento é considerado atualmente como uma das maiores festividades familiares do Brasil. Em Dourados a família Mattos é considerada a maior onde começou a chegar a partir de 1898  até 1912. Vindos do sul do país, principalmente do Rio Grande do Sul, os primeiros Mattos chegaram ao Estado por volta 1898 e se estabeleceram na região de Dourados.

Pelos registros históricos, com a chegada inicial de o menos 30 famílias, os descendentes da família contribuíram decisivamente para a formação e desenvolvimento do vilarejo que posteriormente deu origem ao município de Dourados, que na época pertencia a Ponta Porã. A vinda em massa para a região no começo do século 20 é apontada como o principal fator para os Mattos se tornarem uma das maiores famílias na região da Grande Dourados e do Mato Grosso do Sul.

Para Renato Câmara, a homenagem aos pioneiros da família é uma forma de valorizar o trabalho, a história, as lutas e o papel dos Mattos para o desenvolvimento da região. “Trata-se de um reconhecimento a uma família que contribuiu para o desenvolvimento da nossa cultura regional. A família Mattos trabalhou muito e ajudou a construir o Mato Grosso do Sul. É um orgulho fazer parte de uma das famílias mais tradicionais e carismáticas do Mato Grosso do Sul e participar destes encontros que promovem anualmente a integração familiar”, destacou Renato Câmara.

O deputado se tornou membro da Família Mattos em 2004, quando se casou com a médica Cristiane Iguma Câmara, neta de Antônio Alves Rocha e Joana Mattos Rocha e bisneta de Francisco de Mattos Pereira.  

Deputado Renato Câmara presta homenagem aos patriarcas e matriarcas da família, durante o encontro realizado pelos Mattos neste sábado em Bonito

Foto - Franz Mendes

Católicos de Dourados iniciaram os trabalhos para a procissão de Corpus Christi, celebrada nesta quinta-feira (31/5). Na região central da cidade e nos distritos, várias são as ações. 

Fieis da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora e do Santuário Diocesano de Nossa Senha Aparecida, próximos ao distrito de Vila São Pedro, terminavam o ‘tapete’. 

Já nas proximidades da Catedral, integrantes de várias paróquias realizam os trabalhos. 

De acordo com informações do diácono Alceu de Aguiar Quadros, a programação será iniciada às 16 horas com uma missa campal celebrada na Praça Antônio João pelo bispo Dom Henrique.

Em seguida a procissão segue pela avenida Joaquim Teixeira Alves até a rua Melvin Jones, retornando pela avenida Marcelino Pires até a igreja matriz, onde haverá a benção final, totalizando um percurso de 1.300 metros.

 

 

Dourados News

Mais Artigos...