Dourados-MS,

A Prefeitura de Dourados, por meio do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) continua desenvolvendo a campanha de vacinação antirrábica, durante toda a semana, em bairros de Dourados. Na semana passada, foram atendidos o Jardim dos Cristais e o Residencial Monte Carlo.

Neste sábado (18) haverá pontos fixos de vacinação. A partir das 7h30, equipe do CCZ estará vacinando cães e gatos a partir de quatro meses, na unidade básica de saúde do bairro Altos do Indaiá e, no Residencial Monte Carlo, como ponto de referência a Mercearia Bettenkort.

Já no sábado, dia 25, os pontos de vacinação estarão instalados na Seleta, no Jardim Flórida, e na Escola Aurora Pedroso de Camargo, no Parque Alvorada.

Esta campanha de vacinação antirrábica é destinada a cães e gatos com idade a partir de quatro meses. A dose da vacina é gratuita, porém não é permitida a sua distribuição, para levar para casa, por exemplo.

Para maiores informações, o telefone do Centro de Controle de Zoonoses é 3411-7753.

Na manhã desta quarta-feira (15/07) policiais do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) fazem Operação em Dourados.

Eles cumprem mandados de busca e apreensão na prefeitura de Dourados, na casa da ex-secretária de Saúde, Berenice Machado de Oliveira, na residência e no escritório do Procurador geral do Município Sérgio Henrique e também na casa do Secretário de Fazenda, Carlos Dobes Vieira.

A Gaeco ainda não divulgou nota oficial com detalhes da Operação. Segundo informações os policiais também cumprem mandado de prisão.

A Prefeitura de Dourados, por intermédio do setor de fiscalização do Procon, órgão de defesa do consumidor, efetuou nesta segunda-feira (13) nova pesquisa de preços do combustível. Em 40 estabelecimentos, na cidade e distritos, foram pesquisados preços do etanol, do diesel comum e S10 e da gasolina comum e aditivada.

O menor preço encontrado na gasolina comum foi de R$ 4,150; no diesel comum foi de R$ 3,030; diesel S10 R$ 3,190; e no etanol o menor preço praticado é de R$ 2,990.

A diferença entre o menor preço encontrado na gasolina comum (R$ 4,150) e o maior preço (R$ 4,493) é de 8.27%. No etanol a diferença entre o menor e maior preço é de 17,03%; no diesel comum é de 16,84% e no diesel S 10 é de 18,9 %.

O preço médio da gasolina em Dourados, hoje, é de R$ 4,255, enquanto que em junho o preço médio praticado era de R$ 4,012. Ou seja, houve alta de 6,06%. O preço médio do etanol hoje é de R$ 3,186, sendo que em junho era de R$ 3,127, uma alta de 1,89%.

Já em relação ao diesel comum, em junho o preço médio era de R$ 3,148 e nesta pesquisa apontou como preço médio o valor de R$ 3.030, queda de 3.73%. O diesel S 10 apresentou na pesquisa de junho o valor médio de R$ 3,213 e na pesquisa do mês de junho apresentou preço médio de R$ 3,190, mostrando uma queda de 0,7%.

O menor preço encontrado na gasolina em Dourados (R$ 4,150) é 0,10 centavos mais barato que o preço médio praticado (R$ 4,255) nos postos da cidade.

O Procon lembra que os consumidores poderão exigir a análise do combustível para descobrir o teor de álcool presente na gasolina, teste esse que será feito pelo próprio funcionário do posto de combustível na frente do consumidor.

Mais um médico, infectado na linha de frente do combate ao coronavírus, faleceu em Dourados.
Na tarde desta quinta-feira, foi confirmada a morte do pneumologista Antonio Carlos Monteiro, 59 anos, que estava há vários dias internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Evangélico.
Ele atendia em várias unidades de saúde, como no Hospital da Vida e no próprio Evangélico, onde trabalhou durante 26 anos
Antes dele, já foram registrados dois óbitos de profissionais da medicina: o pediatra Miguel Yoneda e o cardiologista Dirceu Ferreira Guimarães, que era de Nova Andradina.
O mais recente boletim epidemiológico da Prefeitura de Dourados, divulgado na manhã desta quinta-feira (9), informava da existência de 3.220 casos confirmados da Covid-19 no município. Com 85 casos novos da doença, a cidade contabilizava 39 óbitos pela manhã. Havia 41 internados, 15 em leitos clínicos e outros 26 em vagas de UTI.

Mais Artigos...